4

Resenha: Traída - P.C. & Kristin Cast

em segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Editora Novo Século Ano: 2009 
Edição: 1 
Número de páginas: 344 
Volume:

Sinopse: Vampira novata Zoey Redbird conseguiu se instalar na House of Night. Ela controlou os vastos poderes que a deusa dos vampiros, Nyx, lhe deu e subiu para o posto de nova Líder das Filhas das Trevas.  E o melhor de tudo, Zoey sente finalmente como se ela pertencesse – como se ela realmente se encaixasse naquele lugar. Ela tem um namorado... ou dois. Então o inconcebível acontece: Adolecentes humanos estão sendo mortos e todas as evidências apontam para a House of Night. Enquanto os humanos da velha vida de Zoey correm perigo, ela começa a perceber que os mesmos poderes que a fazem tão diferente também poderiam ameaçar os que ela ama. Então, quando ela precisa dos novos amigos, mais morte golpeia a House of Night e Zoey tem que achar a coragem para enfrentar uma traição que poderia quebrar seu coração, sua alma, e pôr em perigo a própria estrutura do seu mundo.

Esse é o segundo volume da história House of Night, e começamos a conhecer a trama por trás do livro, qual é realmente a história que P.C e Kristin querem nos trazer. Como disse sobre o Marcada, cada lolume parece um capítulo de um enorme livro. Cada história é apenas a preparação para o que virá a seguir.

A história de Traída se passa num período curto de tempo, mais ou menos uma semana, o que acaba tornando cansativo para um livro de 300 páginas. Pois acabamos tendo muito drama, e para mim, não precisava de tanto.

Zoey está preocupada em como liderar o grupo das filhas das trevas, na verdade, está insegura, pois não tem ideia te como liderar o grupo. Seu quase namorado Erik está longe, e por causa disso ela acaba ficando balançada com o novo professor, Loren Blake, que inclusive é um pedaço de mal caminho. Por que não tinha um professor assim no curso do ano passado?

O livro dá uma esquentada no com relação ao romance, o que é bom, pois o primeiro achei bem morninho. Neste livro, conhecemos uma outra face de Aprodite, começamos a entender um pouco da sua personalidade, o que a torna tão fria e egoísta.

Devido ao título, sabemos que acontece uma traição na história, mas para mim, essa traição não foi bem explicada. Na verdade, fiquei sem entender se realmente foi uma traição, ou uma falta de dialogo entre os personagens. Temos uma perda irreparável, e confesso que chorei com o que aconteceu.

Zoey está um mais madura, está aceitando os seus poderes, e graças a sua intuição, ela escapa de vários enroscos. A história está começando ficar mais sombria, estamos entrando realmente da Morada do Noite.

4 comentários:

  1. Oi Carla!

    Já te disse que adoooooro House of Night?
    Traída é um dos livros mais paradinhos da série e o nome vem da traição de Neferet.
    Continue lendo a série, que ela esquento mauita mais, e livros bem melhores estão por vir.

    B-jusssss!!!! ♥

    ResponderExcluir
  2. Eu abandonei essa série no terceiro livro!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Nina!!

    Eu estou gostando das histórias, o que não gostei nesse livro, é que os dramas são meios cansativos. Não que eu não goste, mas tem hora que quero dar uns tapas na Zoey. Já comecei a ler o terceiro, e vi que vai esquentar muito, kkk

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Marcinhow, o que aconteceu para abandonar os livros, não gostou da narrativa?

    Bjs

    ResponderExcluir

 
Google+