23

Resenha - Cobiça - Fallen Angels vol. 1

em quarta-feira, 18 de abril de 2012

Cobiça 
Fallen Angels - Livro 1
 J. R. Ward
Editora Universo dos Livros

Sete pecados capitais. Sete almas afetadas por esses pecados. Sete pessoas em uma encruzilhada, com uma escolha que deve ser feita. E somente um homem para salvá-las metade anjo, metade demônio.
Redenção não é uma palavra que Jim Heron conhece muito bem – a especialidade dele, pessoal e profissional, é vingança, e para ele, pecado é bem relativo. Mas tudo muda quando ele se torna um anjo caído e é incumbido de salvar as almas de sete pessoas dos sete pecados capitais. Sua arma: o poder do amor. Seu inimigo: o mais sombrio mal. E falhar não é uma opção. 
Vincent Di Pietro se entregou ao seu trabalho – até que o destino intervém na forma de um muito convincente, dono de uma Harley, salvador declarado, e uma mulher que o fará questionar seu destino. Com um mau antigo pronto para reclamá-lo, Vin tem que trabalhar com um anjo caído não apenas para salvar sua pele… mas para salvar sua alma.


Cobiça é o primeiro livro da série Fallen Angels, escrito por J.R.Ward e foi um livro em que fiquei dividida entre minhas conclusões, em parte eu gostei do livro, em outras eu quis parar. 

Nesse primeiro volume somos apresentados a uma guerra entre anjos e demônios em um ambiente conhecido por muitos: a cidade de Caldwell. Mas, calma, você não encontrará com nenhum dos irmãos tão queridos nesse livro, até temos alguns personagens conhecidos, mas a trama vampiro/anjo não se mistura nessa história.

Vou começar pela parte que me incomodou, para animar no final (risos). O que realmente desagradou-me na história, foi que no começo ela é muito parada. O texto é mais detalhista com foco nas complexidades dos sentimentos de cada personagem. E por mais que eu goste de entrar de cabeça nas confusões sentimentais, em alguns momentos, a narrativa deixou a história cansativa demais. Se o volume tivesse umas 100 páginas a menos, a história será mais ágil e menos enrolada. Mas essa é apenas o meu ponto de vista, e acredito que tenha pessoas que não tirariam uma página sequer da história. Como disse uma questão de opinião.

A história começa acontecer quase na metade do livro, e a Ward não deixa o leitor na mão. Ela introduz o leitor apreensivo em meio a uma guerra milenar entre o bem e o mal, com descrições de rituais macabros de possessão demoníaca e magia negra. E o leitor (no caso eu) fica louquinho de vontade de ler o próximo volume para saber como essa guerra vai desenrolar.

Não tenho como deixar de comentar sobre os personagens nesse livro, que confesso, sofri junto com eles. Ward cria os personagens e trabalha com as emoções, detalhando o lado bom e ruim. Os nossos “heróis” não estão de armadura e montados em um cavalo branco. São pessoas atormentadas pelo passado, que já assassinaram, infringiram a lei de diversas formas, e que agora vivem o dilema se fazem ou não o que é certo, se conseguem alcançar a felicidade, mesmo com tantos tormentos na alma.

O casal é perfeito (não tenho outra palavra para descrever). Não encontrei personagens mais atormentados que Vin e Marie Terese, e cheguei a pular algumas páginas só para ler o encontro explosivo dos dois. Marie Terese é a mocinha da história, conhecida por todos que acompanham os livros da Irmandade. Ela era uma prostituta do Zero Sun que quer mudar de vida. Vincent diPietro não mede esforços para aumentar as riquezas. Já tem tudo o que deseja, mas sempre quer mais. A presença de Marie Terese muda totalmente a vida de Vin. Jim foi o meu personagem favorito, e sofri com os dilemas que ele enfrenta assim como fiquei emocionada com o carinho e coragem que ele demonstra em outras situações.

Ward criou um enredo sobre anjos e demônios que foge das histórias conhecidas, com anjos gostosos, brigões (que eu chamaria para ser meu anjo da guarda mente perva), e com verdadeiras encarnações do capeta, só faltando o chifre.

Como falei no começo da resenha, esse livro não foi perfeito. Com uma história um tanto enrolada no começo, mas mudando consideravelmente até o final, mostrando uma premissa que pode render ótimas histórias. É um livro que recomendo, mesmo com um enredo um pouco conturbado, onde temos uma eterna batalha entre o bel e o mal, um romance digno de conto de fadas, com personagens atormentados e complexos. Não temos anjos com asinhas brancas, rosadinhos e com rostinhos de bebês e muito menos capetinhas vermelhinhos de rabo e chifrinho. Já estou muito curiosa para saber o que Jim precisará enfrentar no próximo volume, Desejo.

Boa leitura!

 

23 comentários:

  1. Ei querida,
    ainda não li esse livro, mas estou curiosa com a história.
    A autora sempre recebe elogios pelas suas histórias, então isso me anima a ler essa série. ^^
    beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ei, Carla! Eu já conhecia o livro, mas não li ainda. Não sabia direito sobre o enredo, e parece muito bom. Casal explosivo, é? Acho que vou amar esse livro! kkkkkkkkkkkk

    Ótima resenha,
    Beijos,
    Inara

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro essa série, estou doida para o terceiro livro, o segundo livro é melhor ainda, mas em relação aos irmãos nesse livro aparece o Phury, e os irmãos sombras do IAN. E a Marie Terese aparece em Amante Vingado. E pelo que sei no terceiro livro iremos ter um ligação também, acho que o parceiro do detetive De La Cruz (que era parceiro do Butch) será o personagem desse livro.

    E realmente o livro parece parado, é que estamos acostumadas com aquele ritmo IAN, e esse é totalmente diferente a história nem parece a Ward, só temos certeza que é a autora pelos personagens sempre irresistíveis.

    Beijão adorei a resenha

    ResponderExcluir
  4. Aii amigaa... pelo menos falam do Zero Sun! Meus queridos guerreiros!! Sabia q ela ta começndo uma serie nova so que com protagonistas mulheres?? To supercuriosa ^^

    Se eu te disse que comprei ele e n me empolguei p ler.. ¬¬... mas depois de certos detalhes da sua resenha .. acho que vou retirá-lo do plastico ^^

    =*

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho vontade de ler essa série, mas tenho preguiça de livros muito descritivos. De qualquer forma, as parte boas que você descreveu deve der bem intensa.

    °-° Fiquei curiosa!

    beijoO

    ResponderExcluir
  6. Oi Carla!
    Eu adoro a série IAN, mas nunca tive muita vontade de ler essa série... Gosto mais de vampiros do que de anjos ;)
    Ainda mais que você disse que o começo da história é enrolado... Enfim, continuo sem vontade de ler.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  7. Já ia esquecendo, o apartamento onde Vin di Pietro mora, é no mesmo prédio do apartamento do Vishous.

    ResponderExcluir
  8. Quero muito ler essa série, por ser da Ward. Espero muito dela, por toda a qualidade de IAN. E o fato de serem histórias que se passam no mesmo tempo e local me fazem desejar ainda mais. Espero não achar o início tão monótono como você achou. Mas o resto vale a pena!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto muito dos livros dessa série, como esse é o primeiro livro acredito que a autora se preocupou em descrever e explicar exatamente o que estava acontecendo, talvez por isso você ficou com a impressão que as coisas demoram a acontecer.

    O segundo livro é mais dinâmico e acho que você vai gostar mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Luciara!

    Eu demorei também um pouquinho para pegar essa série para ler, e confesso que nesse primeiro volume eu fiquei bem dividida, o conhecido amor e ódio com a leitura kkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Oi Inara!

    Leia a série, você vai gostar. O primeiro é um pouco mais enrolado, mas o segundo é totalmente diferente, muito bom \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi Pá!

    Você é a culpada por eu ter começado a ler essa série kkkk

    Estou louquinha pelo terceiro, já que o segundo me conquistou de vez. Esse primeiro me deixou bem dividida, mas o segundo foi ÓTIMO kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oi Rafa!

    Sério? Não conheço essa série não, vou anotar aqui para procurar, já sei para quem vou perguntar kkk

    É só esse primeiro que é meio enrolado, mas o segundo é muito melhor \o/

    Leia sim, e depois me conta o que você achou \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi Miriam!

    Confesso que não são todos os livros descritivos que me encantam, alguns eu fico bem passada por ser tão parado.

    Como falei, a história melhora próximo a metade do livro, mas o comecinho enrolado acaba com qualquer um kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Oi Sora!

    Esse primeiro é um pouco enrolado mesmo, mas não desista da série. Esse enredo anjo e demônio é totalmente diferente e é muito bom, eu acho que você vai gostar \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi Pá!

    Sério?? Essa informação eu não sabia o.O

    Adorei! Brigadinha!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Oi Kassia!

    Leia sim e depois me conta tudo o que achou do livro. Se achar o primeiro meio devagar, não se desespere, o segundo é melhor \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. Oi Ju!

    Acho que foi isso mesmo, ela quis passar tudo sobre a história e por isso acabou ficando um pouco mais parado.

    Menina, eu li o segundo é amei! Ótima a história!

    Ficou guardadinho numa canto todo especial \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Essa série é bem diferente de IAN. Mas as características de Ward para criar personagens estão lá! E isso é fantástico! Ward para mim é magnífica e eu leio e lerei qualquer série dela. Mas quem ama IAN realmente se sente meio sem chão lendo essa série! Gostei muito da resenha!!!

    ResponderExcluir
  20. Oi Gabi!

    Confesso que fiquei um pouco incomodada com esse primeiro volume, por ter esse ritmo moroso. Mas gostei muito do enredo e vou continuar acompanhando a série \o/

    Quase nada viciada kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  21. Tenho este livro aqui, ainda não li, mas tenho me empolgado para pegá-lo logo para ler.
    Já li sobre esta 'lentidão' e acho (acho mesmo já que não li) que essa sensação se deve também por ter um ritmo diferente ao de IAN, que já estamos acostumadas. Mas opinar de verdade sobre isso só quando eu ler o livro.
    Mais alguém tem vontade de se mudar para Caldwell? rs
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Oi San!

    Menina, se eu souber o endereço, eu me mudo, sem sombra de dúvidas o.O

    hahah

    Confesso que fiquei um pouco incomodada com a lentidão, mas o segundo é bem melhor.

    Esse primeiro ficou mais para a explicação da história, o segundo o ritmo é totalmente diferente.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  23. Caldwell é quase um paraíso na terra né? rs
    Acho que muita gente se mudaria se tivesse o endereço, com sorte chegando ao One eye ou ao Zero sun a gente nem precise procurar muito.... rs
    Beijos.

    ResponderExcluir

 
Google+