8

Resenha - Ela só queria casar...

em quarta-feira, 6 de junho de 2012

Ela só queria casar...
Marcelo Cezar
Pelo espírito Marco Aurélio
Editora Vida & Consciência
319 páginas

O que você faria se morresse neste exato momento? Teria condições de deixar naturalmente e por tempo indeterminado a pessoa amada ou sua família, seus amigos, seu trabalho, sua casa, seus pertences? Como você reagiria se, em uma fração de segundos, a sua estadia no planeta chegasse ao fim?
Aconteceu com Gláucia. Moça bonita, cheia de planos e prestes a se casar, ela descobriu que a Vida é muito mais do que parece e trabalha incansavelmente para que cada um desenvolva seus potenciais ocultos.
 Diante de um romance envolvente e personagens cativantes, Ela só queria casar... revela que só acontece o que Deus permite. E Ele só permite o que é melhor para nós!

Gláucia era uma mulher moderna, com um bom emprego, tinha o próprio carro e ganhava um bom salário. Mas nunca deixou de sonhar em casar-se em uma igreja, de véu e grinalda e com tudo o que dita à regra. Para Gláucia, toda mulher, mesmo independente e moderna, tinha que ter um marido. Para ela, uma mulher que passava dos trinta sem um marido, significava que tinha alguma coisa errado.

Namorava Luciano, porque tinha na cabeça que “mulher sem namorado, tinha problema”, e como já estavam juntos há sete anos, tinham que casar logo. Luciano era um rapaz bom, bonito, educado, responsável, que não pensava em apressar o casamento, pois tinha planos de construir o melhor para o casal. Gláucia não pensa duas vezes para mentir sobre uma gravidez para apressar o casamento e com isso ultrapassar o limite do relacionamento.

A amiga Magali procura aconselhar, dizendo que está abusando dos sentimentos de Luciano e que isso não é amor, é apenas um desejo louco de ter um marido. Mas o inesperado acontece e uma semana antes do casamento a vida de Gláucia é interrompida por um frio assassinato, deixando para trás uma mentira que machucará a muitos.

Eu pensava que não encontraria um personagem tão chato quanto Darcy Rhone (Presentes da Vida, Ed. Novo Conceito), mas estava enganada. Gláucia está no mesmo patamar que Darcy. Personagem mimada, petulante, mesquinha, egoísta, birrenta, não pensa duas vezes para maltratar a meia irmã Débora e madrasta Iara, apenas por não gostar das duas que sempre a trataram muito bem. Mas aos poucos, Gláucia se modifica e percebe o quanto feriu as pessoas, principalmente Luciano com a mentira da gravidez, e a meia irmã Débora, que tanto a apoiou.

Débora é a personagem chave da história. Centrada, educada, simpática e dotada de uma sensibilidade igual, ajuda a todos que estão próximo com suas palavras um pouco duras, mas verdadeiras, fazendo com que os outros personagens percebam que não adianta nada ficar preso a um erro do passado, que é necessário perdoar e seguir em frente, e deixar aqueles que já foram seguir em frente também.

Confesso que imaginei que a história giraria em torno do desencarne de Gláucia, mas não foi isso que aconteceu. A história é centrada nos outros personagens e em todas as situações que precisaram viver após o que aconteceu com Gláucia. Não estou dizendo que a história é ruim por causa disso, apenas que eu imaginava outra coisa. Além do questionamento central do livro, outros assuntos são tratados com uma delicadeza sem igual: pedofilia, relacionamento com pessoas de idades diferentes, doenças psicológicas, “amor” pela pessoa errada, a desistência de um sonho por causa de uma atitude equivocada, entre outros assuntos que compõem essa doce e bela outra.

Mais um ponto a favor da obra é a edição. A Editora Vida & Consciência se preocupa com a arte gráfica do livro, introduzindo antes da história algumas páginas falando sobre o autor, o espírito e uma lista com outros trabalhos do autor, tudo colorido e com uma arte sem igual, deixando lindo o livro que está em suas mãos. Sem contar que a revisão é impecável.

História delicada e emocionante, que não se prende apenas no enredo principal, tratando de diversos assuntos, deixando a narração ágil e envolvente. Só posso desejar: uma ótima leitura!



8 comentários:

  1. Oi Carla, adorei sua resenha!!! Eu adoro livros espiritas! :)
    Estou te seguindo. Siga o meu blog tbm.
    www.amordelivros.blogspot.com.br
    Bjsss

    Niii

    ResponderExcluir
  2. Ei, Carla, estou com o livro aqui em casa para ler! Assim que terminar o volume dois de "Interligados", vou começar a ler "Ela só queria casar..."! Uhm, não tinha visto nenhuma resenha do livro ainda, e confesso que fiquei um pouco receosa com o que você disse, sobre a personagem se parecer com a Darcy.... kkkk
    Mas vou ler para tirar minhas próprias conclusões!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. OI Ni!

    Muito obrigado pela visita e seja bem vinda!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Náh!

    No começo da história você vai ficar com muita raiva, já vou avisando kkkkk

    Depois ela melhora \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Que bom que a história te surpreendeu e que a arte gráfica foi show. Gosto quando isso acontece!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Carlinha, recebi este livro hoje e não estou me aguentando de vontade de ler já que adoro romances espíritas além de ter esta capa e diagramação maravilhosa!

    Vanessa - Balaio

    ResponderExcluir
  7. Oi kassia!

    Os livros dessa editora são um show a parte \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi Van!

    Você vai adorar a história \o/

    Depois me conta o que achou ^^

    Bjs!

    ResponderExcluir

 
Google+