14

Resenha - Jogada Mortal

em segunda-feira, 4 de junho de 2012

Jogada Mortal
Harlan Coben
Editora Arqueiro
256 páginas

Um dos autores mais lidos do mundo, Harlan Coben lança seu personagem mais carismático em uma busca incessante por justiça.

Tudo parece ir bem até que Valerie Simpson, uma tenista que já foi a maior promessa do esporte, é morta durante um jogo do Aberto dos Estados Unidos. Ao que tudo indica, a jovem estava lá em busca de Myron, mas foi encontrada antes pelo assassino. Aos 16 anos, Valerie Simpson já era finalista do Aberto de Tênis da França. Depois de brilhar nos circuitos internacionais do esporte, de repente tudo mudou. A jovem ficou reclusa e deixou de lado as competições de alto nível. Seis anos depois, ela está disposta a retomar a carreira e procura Myron Bolitar para ser seu agente. Para ele – que já agencia Duane Richwood, cotado para vencer seu primeiro Grand Slam –, essa é uma ótima oportunidade. Mas seus planos têm fim quando Valerie é morta e Duane se torna o principal suspeito do assassinato.

Jogada Mortal é o segundo livro da série do personagem carismático Myron Bolitar e como sempre, não consegui largar o livro.

A escrita de Harlan é dinâmica, fluída, ágil e não me senti cansada em nenhum momento na história, mesmo o livro sendo escrito em meados dos anos 90 (a Editora Arqueiro está lançando os livros na ordem, por isso, essa diferença nas datas). Inclusive, esse foi uma das partes mais engraçadas para mim durante a leitura, pois enquanto imaginava um cenário com base no ano de 2012, eu lia algo como “fita e vídeo cassete”, e acabava caindo na risada já que estava imaginando algo totalmente diferente do que realmente era (risos).

Ainda não consegui me decidir qual dos dois personagens é o meu favorito: Myron e Win.

Myron tem aquele jeitão de bom moço, com complexo de salvador que não aguenta qualquer injustiça, e faz de tudo e mais um pouco para proteger a todos que se aproximam dele. Myron não se deixa abalar quando está em perigo, e sempre tem uma piadinha na ponta da língua (o estoque de piadinhas parece infinito).

Win é o oposto. Sua frieza faz com que seja temido por todos, e mesmo com a aparência frágil que deixa transparecer apenas a imagem de riquinho mimado, Win é o mais letal do grupo. Ele não pensa duas vezes em se utilizar da força ou até mesmo matar, se isso significar que o seu seleto grupo de amigos ficará a salvo. Sua sagacidade e ironia estão presentes em todo o livro, tornando um dos personagens marcantes da história.

O único personagem chatinho é a Jéssica, e não vejo a hora que Myron arrume outra namorada (risos).

Os diálogos cheios de ironia entre os dois amigos fazem com a história se torne um pouco divertida, mas não atrapalha a seriedade do caso. Eu considero isso como uma balança onde tudo está em equilíbrio: de um lado, os diálogos irônicos que dão uma certa leveza no enredo, e o do outro, os assassinatos, estupros, violência e outras coisas a mais.

Por ser o segundo livro da série, a história não é uma das melhores que eu li de Harlan, mas gostei do enredo e do final. Não senti que o caso foi jogado, cada peça foi se encaixando aos poucos e só descobri o que realmente aconteceu no final do livro, acho que estou ficando meio lerdinha para descobrir os mistérios (risos). O que significa de Harlan sabe utilizar do enredo e inserir peças para deixar o leitor distraído com algo, enquanto o verdadeiro caso é descoberto aos poucos.

Estou com vontade de conhecer o tradutor, Fabiano Morais, que não suavizou nenhuma das falas, respeitando o leitor. Não é primeiro trabalho que leio que foi traduzido por Fabiano, e só tenho elogios sobre as obras.

Agora, é só eu acalmar a minha ansiedade e aguardar o próximo livro do Harlan!

Boa Leitura!



 

14 comentários:

  1. Oi Carla!
    Eu li o último da série do Myron Bolitar e gostei bastante.
    Vou procurar esse para ler também!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Oiii,
    Sou maluca de vontade para ler algo do Harlan.... e a cada resenha lida, fico com mais vontade!!!
    Adorei a resenha é bom um livro policial com humor leve!!!

    ResponderExcluir
  3. Gosto dos livros deste autor e este é um dos livros dele que quero ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Oi Sora!

    Ainda nãoé a melhor história, mas como gosto de Myron, não podia deixar de ler kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani!

    E olha que esse ainda não é o melhor livro da história \o/

    O Harlan têm histórias muito boa \o/ Você precisa ler kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Rose!

    Ai, eu adoro! Comecei com o livro Desaparecidos para Sempre e depois disso não parei mais o.O

    Viciada total kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Bom... Entre Myron e Win, prefiro o Win! hahahaha Mas Myron é Myron né... O tradutor é super competente! Eu aprecio esse humor na obre, porque contrabalanceia como vc mesma falou! Gosto mais de Bolitar do que de Alex Cross... Patterson é cruel na forma de escrever e não suviza com um bom humor como Coben! Apesar de Alex Cross ser o coração em pessoa e nunca ter perdido a humanidade em meio a podridão!! Jéssica é mesmo chatinha, hehehehe Mas logo isso melhora! hahahaha vc sabe, sou amante dos livros de Coben e de Patterson!!! Excelente resenha! Vc descreveu Myron e Win perfeitamente!!

    ResponderExcluir
  8. Maldição das séries kkkkkkk Essa como conversamos, será mais uma que comprarei .
    Ótimo saber que mantiveram as falas...
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Então você foi picada pelo bichinho "Série" , bem feito kkkkk.

    Achei Show de bola a tua resenha!

    Beijos
    Luciana
    Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabi!

    Sou totalmente o Win! O Myron é muito certinho!kkkk

    Do Patterson, depende muito do livro, tem alguns que espirram sangue (nada de usar blusa branca) kkkkkkkkkk

    Coben virou livro de cabeceira kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Oi Rô!

    Eu gosto demais dessa série! Sempre me divirto com as histórias, só por causa da interação entre o Myron e o Win kkk

    Depois que lee, me conta o que achou \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi Lu!

    Eu só picada por esses bichinhos kkk

    um livro só não basta kkkk

    bjs!

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não li nada desse autor Carla, mas tbm tenho até medo de ler e acabar viciando! kkkkkk.
    Já tinha lido outras resenhas desse livro e sempre falam muito bem, mas um pra pilha! kkkkk

    Faby - Adoro Romances de Aracaju

    ResponderExcluir
  14. Oi Faby!

    As histórias do Harlan Coben são do gênero suspense e policial. Eu particularmente adoro, kkkkkkk

    Eu li um e acabei me viciado \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir

 
Google+