20

Resenha: Garotas de Vidro

em segunda-feira, 2 de julho de 2012

Garotas de Vidro
Laurie Halse Anderson
Editora Novo Conceito
272 páginas

“Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.”


História triste e estarrecedora sobre uma adolescente que sofre de bulimia, distúrbio alimentar que está presente em muitos lares. Lia tem uma visão distorcida de si mesma e não hesita em se ferir como forma de punição para as imperfeições que “pensa” encontrar no próprio corpo. Para Lia, a perfeição é pesar zero quilo e essa é a sua principal meta, mas não raciocina que isso significa a própria morta. Durante toda a narrativa, são poucos os momentos em que demonstra felicidade e alguns deles são quando descobre que está pesando menos, ficando cada vez mais próxima da meta perigosa.

É complicado dizer se realmente gostei da obra, pois não conseguia entender o real motivo de Lia agir dessa forma. O sentimento de impotência de assistir tudo e não conseguir fazer nada para ajudar me deixou com um nó na garganta. Em certos momentos, quis mostrar para Lia o que ela estava jogando fora, o que uma infeliz brincadeira estava fazendo com ela e com todos que estavam a sua volta. Foi então que eu percebi que a autora descreveu perfeitamente os personagens, a ponto de me envolver tanto com a história e querer ajudar. Observei que durante a narrativa, Lia não consegue ter uma imagem clara sobre si mesmo no espelho, como se ela não registrasse como estava ficando dia-a-dia.

Leitura obrigatória para todos, tanto para os pais como para as crianças, que pensam que são invencíveis e que nada disso vai acontecer com elas. Não consegui ficar brava com as atitudes de Lia, mas fiquei inconformada com as atitudes dos pais, que precisou de um acidente de carro para saber que algo estava errado com a filha. Será que em nenhum momento eles perceberam a perda de peso? Será que nunca notaram o comportamento dela?

O livro é forte, impactante, deixará você pensando sobre esse assunto por dias. Você não encontrará aqueles dilemas normais em livros de adolescentes, mas sim relatos de uma mente perturbada que vê a perfeição em algo que a aproxima da própria morte. Parabéns a editora pelo lançamento da obra e pelo ótimo trabalho com a edição!

Boa leitura!


20 comentários:

  1. Eu amei esse livro. Dei 5 estrelas pra ele no skoob.
    Amei sua resenha!

    Comenta na minha?
    http://segredosqueferem.blogspot.com.br/2012/07/resenha-e-preciso-recomecar.html

    ResponderExcluir
  2. Aham foi este que arrancou lágrimas?
    Tb pudera deve ser bem forte mesmo... kkkk... é unânime.
    Pior que é verdade... pesar 0kg... o que uma doença não causa... agora fiquei encafifada com os pais.... achavam normal? Caramba família sempre nota isso... ao menos a minha sempre nota... kkkk... graças a Deus não penso em emagrecer desesperadamente.
    Esse livro serve mesmo para alertar pais e filhos... para que se evitem tragédias como a da Cassie.

    ResponderExcluir
  3. O livro parece ótimo principalmente por estes motivos que você citou acima. É bom saber que este tema está sendo abordado com tamanha seriedade.
    Por se tratar de algo tão pesado não seria um livro que leria agora, mas que certamente buscarei ler.
    Gostei muito da resenha, é realmente difícil assistir todo este sofrimento e não conseguir fazer nada. Mas de fato isso mostra o quanto a autora soube desenvolver bem seus personagens e a história que está contando no livro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Uma brincadeira com um assunto sério, meus pais nunca terão problema comigo com falta de peso, pelo contrário o excesso kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Agora falando sério, já tinham me falado desse livro, por ser um assunto impactante é dificil dizer que gostou do livro, até porque é uma narrativa bastante trágica.

    Apesar de não ser meu tipo de leitura, mas valei a dica.

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla!!! Eu achei essa obra excelente!! Já pude tratar de pacientes com esse disturbio e realmente é muito complicado. Eles tem uma visão completamente distorcida de si mesmo. Quanto aos pais, acredito que o que acontece muitas vezes e o "você não querer ver'. Fica parecendo que enquanto eles não falam sobre o problema ele não está acontecendo. Uma forma de se enganar que não ajuda em nada.
    O livro realmente incomoda e acho que isso é o que ele estava disposto a fazer.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. O livro parece ser mto bom mas, honestamente, não sei se leria. Não exatamente pelo tema mas pelo gênero em si. Mas, quem sabe, no futuro...

    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Carla, é impressionante, né?! Eu consegui entender a protagonista e sofri bastante com ela e com os familiares que tentavam ajudá-la.

    ResponderExcluir
  8. [Me intrometendo nos comentários do blog da Carla ><]
    A família sabe que ela tem um problema, Danielle, mas ela esconde. Ela finge que está se tratando e se cuidando e é impressionante o que ela faz para esconder das pessoas o problema. Lendo o livro dá para perceber - é traumatizante!
    [Fim da intromissão]

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carla!
    Esse livro deve ser muito bom mesmo. Até o momento não vi resenhas negativas sobre ele. O tema forte me atrai e parece que vai arrancar algumas lágrimas, pois sou muito chorona para esse tipo de narrativa.
    Sua resenha está divina!
    Bjs..
    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  10. Ótima resenha!! Realmente parece ser bem forte. A colaboradora Glaucia está lendo para o IN e disse isso tb... Tem esses sentimentos parecidos com o seu... Acho que o livro é eficiente na mensagem que quer passar, pelo menos é o que parece!

    ResponderExcluir
  11. Oi Douglas!

    Muito obrigado! Já estou passando lá \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi Sa!

    Eu não sabia dizer se gostei ou não, pois o sentimento de impotência é muito forte. Mas ao mesmo tempo, quando percebi o quanto eu queria ajudar, foi quando eu "tirei o chapéu" para a escritora, pois ela relata perfeitamente esse disturbio.

    Sim, o livro é um pouco forte, você precisa estar um pouco preparada com a história, pois é certeza que vai lhe afetar de alguma forma.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oi Pá!

    Olha, aqui em casa é a mesma coisa, já que eu não consigo fazer um regime, eu como mesmo. É lógico que eu queria perder uns quilinhos, mas isso significa que teria que parar de comer e não vou fazer tirar esse prazer kkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi Rê!

    Sim, o livro incomoda mesmo. Eu não sabia o que pensar dos pais, será que estavam tão cegos assim para não ver o que estava acontecendo com a garota?

    Eu fiquei de boca aberta durante todo o livro kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Oi Thais!

    Você precisa se preparar para ler o livro, pois incomoda bastante. E mesmo assim, você vai ficar dividida entre gostar ou não do livro kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi Nanie!

    Só depois de muito pensar e conversar, eu fui compreendendo melhor as atitudes dela, mas mesmo assim, ela estava desperdiçando a vida, muito triste.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Oi Zilda!

    Já prepara o lencinho, você vai precisar kkkk

    Eu gosto de temas assim, que nos fazem pensar sobre as próprias atitudes ^^

    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. Oi Gabi!

    Não tem como naõ sentir isso durante a narrativa, a história é muito forte mesmo.

    Depois vou ler para saber o que ela achou kkk

    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Oi Nanie! Oi Dani!

    Eu fiquei bastante incomodada com os pais, por não sentir o "sexto sentido" de que algo estava errado.

    Realmente, ela esconde tudo dos pais, mas será que eles não pensavam que com todos os acontecimentos, ela não poderia ter uma recaída?

    Nossa, o livro é muito forte.

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. O livro fala sobre distúrbios alimentares, a bulimia e a anorexia.. Um assunto bastante delicado, já que esse assunto estar tão comentado hoje em dia.

    ResponderExcluir

 
Google+