16

Resenha - Estou com sorte

em sexta-feira, 16 de novembro de 2012


Estou com sorte
Douglas Edwards
Editora Novo Conceito
480 páginas

Comparar o Google a um negócio comum é como comparar um foguete a um Edsel. No seu começo, o Google abraçou extremos — dias infindáveis abastecidos com comida farta e de graça, debates infindáveis baseados em dados, e jogos de hóquei de tirar sangue. Os líderes recém-formados da empresa procuravam mais do que velhos caminhos para o sucesso; eles queriam disponibilizar toda a informação do mundo para todos instantaneamente. O Google, como o Big Bang, era algo único, uma liberação explosiva de inteligência bruta e inigualável energia criativa, e enquanto outros descreveram o que o Google conquistou ninguém jamais explicou como era se sentir fazendo parte disso. Pelo menos até agora.


Douglas Edwards, o funcionário numero 59, oferece uma primeira visão por dentro do que era ser um Googler. Experimente a mistura enervante de camaradagem e competitividade enquanto Larry Page e Sergey Brin, os jovens e idiossincráticos parceiros da empresa, criavam uma estrutura famosa pela sua não hierarquia, pela luta contra a sabedoria convencional, e a corrida para implementar uma miríade de novos recursos, enquanto, tranquilamente enterravam ideias passadas e produtos danificados. Estou Com Sorte captura pela primeira vez a cultura autoinventada da mais transformadora corporação do mundo e oferece um acesso único às emoções, particularmente as tensões, experimentadas por aqueles que construíram da noite para o dia uma das marcas mais conhecidas do mundo.

História narrada por um ex-funcionário da Google, que trabalhou nos bastidores acompanhando todo começo dessa gigante empresa. Douglas entrou em 99 com o objetivo que melhorar a estratégia de marketing, mas para isso teria que enfrentar gigantes concorrentes como a Yahoo, a Aol, etc. Douglas se considera um sortudo por ter participado diretamente dessa fase de crescimento, contribuindo com idéias e ações para a empresa. 
“Vencer as batalhas das buscas não era o objetivo final. Eles iriam construir uma empresa capaz de solucionar problemas em larga escala que afetavam milhões de pessoas e transformariam por completo a paisagem do conhecimento humano.”

Acompanhamos, pela visão de Douglas, o lançamento de ferramentas como o Gmail e o Orkut. Assim como todo o crescimento a nível mundial do Google. Relata todas as dificuldades enfrentadas pelos funcionários para criar um serviço que se tornaria um referencial para todos.  O livro foi uma surpresa, pois não imaginei tantos detalhes e problemas para a criação de uma ferramenta de busca na Internet. Não é um estilo que gosto, pois o livro tem uma linguagem técnica, citando as diversas situações do grupo para administrar a empresa e com isso expandir a marca. Mas se você está curioso para saber como essa marca ficou mundialmente conhecida, o livro é mais que indicado.
Boa leitura!


 

16 comentários:

  1. Ai não sei se vou gostar, porémmmmmm não deixa de ser interessante né?! E a curiosidade pra saber como o Google cresceu o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sam!

      Ele narra bastante sobre isso. É interessante acompanhar a criação de algumas ferramentas que já usamos kkk

      bjs!

      Excluir
  2. Carlinha, desse eu passo bem longe.
    A capa é mega fofa, deve ser pelo costume com o google mesmo. XD
    Mas não sinto interesse de descobrir o que foi feito, mas agradeço a quem teve a ideia pq o buscador é minha salvação, inclusive hj ele me foi de grande ajuda!!! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani!

      O Google é o pai de todos os santos buscadores kkkk

      Não sei mais o que seria sem ele *a exagerada* kkkkk

      Bjs!

      Excluir
  3. Gostaria de ler sim. Acredito que a leitura possa ser um pouco cansativa, por causa dos termos técnicos, mas não deixa de ser interessante.

    Bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys!

      Como falei, não é uma história que atraia as pessoas, mas não deixa de ser interessante \o/

      bjs!

      Excluir
  4. Desde que lançou, não senti motivação pra ler ele não..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda!

      Masi uma que a lista de livros para aquisição não aumentou kkkk

      Bjs!

      Excluir
  5. Bom esse tema não chama nem um pouco minha atenção, infelizmente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clara!

      A sua lista não aumentou kkkk

      Bjs!

      Excluir
  6. Já tinha visto o livro em outros blogs e achei interessante ainda mais ao ler essa resenha, diferente um ex-funcionário Douglas Edwards do Google narrar sua rotina no trabalho,e sua visão real sobre como era ser um Googler.
    O Google faz parte dessa revolução tecnológica,muitas vezes já recorremos à sua ajuda.Deve ser interessante essas informações de marketing,seus desafios,dificuldades,concorrentes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van!

      Não sei se todas pessoas gostaram do livro, por trazer alguns pontos técnicos \o/

      Bjs!

      Excluir
  7. Voltei Cá, sentiu saudades?

    Eu tenho este livro, comecei a lê-lo, mas precisei parar pq eu iria acampar e ele não cabia na mochila haha. Espero continuar a leitura amanhã!
    O pouco que eu li foi bem legal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!

      Claro que senti a sua falta! \o/

      Depois passa aqui e me conta o que achou da história!

      Bjs!

      Excluir
  8. Oi Ká!!!

    Não é o tipo de livro que compraria, e nem sei se gostaria. =S Mas quem sabe né...kkkk
    Bjus

    Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju!

      O livro é para quem gosta mesmo kkkkk

      Eu também não curto muito

      Bjs!

      Excluir

 
Google+