19

[Resenha] Sonhe Mais

em terça-feira, 16 de abril de 2013


Sonhe Mais
Jai Pausch
Editora Novo Conceito
256 páginas

Jai Pausch passou por um trauma: a perda do marido para um câncer de pâncreas. A enfermidade de Randy Pausch também destruiu as verdades e as certezas em que Jai acreditava.

Pega de surpresa pela doença, que avançou rapidamente, Jai Pausch precisou inverter suas prioridades. Acostumada a cuidar da família, percebeu que aquele era, também, o momento de cuidar de si mesma, porque, do contrário — caso fraquejasse —, sua família não sobreviveria. E, apesar de todas as alterações pelas quais passou, foi capaz de registrar a maior parte de suas experiências, dúvidas e medos.
Este registro acabou se constituindo num relato vigoroso sobre como a morte muda o relacionamento entre as pessoas e sobre como é possível sobreviver, passo a passo, a essas mudanças.
Sonhe Mais é referência para todos os que estão vivendo uma fase de transição e é leitura obrigatória para aqueles que passaram, ou estão passando, por um momento de dor. 

Sonhe Mais escrito por Jai Pausch, é o relato da esposa do autor best-seller de A Lição Final, Randy Pausch. Jai narra as dificuldades para enfrentar a terrível doença do marido, assim como toda a força que reuniu para conseguir permanecer ao lado de Randy e também ser mãe de três crianças pequenas.

Ainda não consigo acreditar que ela conseguiu superar essa dificuldade...

Quem já acompanhou algum tratamento de familiares com doenças terminais, sabe o quanto é complicado encontrar forças para apoiar o enfermo, enquanto também precisa ter equilíbrio para continuar a vida.

O impressionante no relato é que quando descobrem a doença e a seriedade da mesma, o casal mantém a fé e a determinação para superar o momento. O tratamento é cruel, impiedoso e apenas com muita determinação de Randy e resignação de Jai, eles conseguem vencer essa etapa. Além de cuidar e apoiar o marido, Jai precisa driblar a saudade dos pequenos filhos com o pai. Mas quando a família descobre que a doença progrediu e que existem poucas esperanças para a recuperação, foi o momento em que eu quis largar o livro.

Entendam que esse meu desejo não demonstra que o relato é ruim, mas eu não quis acompanhar o sofrimento de Jai e Randy. Saber da iminência da perda, o quanto todos iriam sofrer com o desenlace...fiquei com o coração na mão. Mas acompanhei o relato até o final e fui surpreendida com a força interior de Jai.

Por mais ambíguo que seja um relato triste traz lindas mensagens de esperança... de superação para a família. Mesmo diante da perda, Jai não desiste de lutar e faz de tudo para confortar Randy, assim como os pequenos filhos. 

Sonhe Mais é um livro que eu indico a todos. Apenas quando notamos a fragilidade da vida é que damos valor a todas as pessoas que estão a nossa volta. E esse pensamento, precisa se manter em todos os momentos da nossa vida.





19 comentários:

  1. Um livro de deve emocionar do começo ao fim. Sempre fico receosa quando leio livros assim, acaba me prendendo de uma forma tão grande a história que não consigo me desligar depois que termino o livro.
    Foi justamente essa sensação que tive quando li sua resenha, a história teve tocar a gente de uma forma que acaba modificando algumas coisas na gente.
    Não imaginava que que o livro fosse tão bom, mais gostei.
    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dany!
      Confesso que fiquei triste em vários momentos da leitura. Mas a autora passa uma mensagem de esperança, de força que é impossível não gostar do livro.
      Eu fiquei surpreendida!
      Bjs!

      Excluir
  2. Oi Carla, tive a grata surpresa se ler o livro A lição final,e é emocionante.
    Nossa foi um desafio porque você começou a ler e depois de sentir raiva do marido,parou mas o livro ficou te provocando e a curiosidade também,mas esse é o poder que os livros tem de exercer nos leitores:um turbilhão de sentimentos,porque quando amamos um personagem o defendemos e quando odiamos,nossa sai de baixo!!!
    E são tantos sentimentos:emoção,alegria,tristeza,amor,paixão,raiva,felicida-
    de,desafios...
    Nossa como você mencionou um turbilhão de sentimentos,deve ser uma jornada acompanhar uma história real onde a autora conta sobre sua dor,porque não é fácil deixar alguém que se ama partir definitivamente,principalmente um amor assim como o que Jai Pausch viveu com Randy e,infelizmente foi interrompido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van!
      Você disse exatamente o que eu senti: um turbilhão de emoções!
      Ao mesmo tempo que é triste, você se sente tocado pela força da Jai. É maravilhoso!
      Bjs!

      Excluir
  3. Li o livro de Randy e sofri demais! E agora quero ler o relato de Jai.
    Sei plenamente o quanto vou sofrer ainda mais com o livro dela, especialmente por ser mãe e amar muito meu marido...
    Acho que ela precisava escrever para despejar toda sua dor e sofrimento, como uma catarse, para então se libertar e seguir em frente. Tenho medo desse encontro com a dor dela, mas ao mesmo tempo quero acompanhar sua progressiva melhora e busca da felicidade possível, diante da perda, ao lado dos filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manu!
      Você leu o livro do Randy?
      Menina, que coragem! Não sei se conseguiria, quase não terminei este!
      Eu sofri jundo com a Jai! Imagina se eu ler o livro do Randy, vai se o maior choro, rs.
      bjs!

      Excluir
  4. Pode ser triste, mas fiquei com muita vontade de conhecer melhor a história.
    A vida não é feita apenas de momentos perfeitos e incríveis...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!
      Concordo com você \o/
      Estou vendo que vai adorar a história \o/
      bjs!

      Excluir
    2. Tu acaba com meu dinheiro, sem nem chegar perto dele.
      Falindo com as indicações. Não consegui ler todos os que eu tenho, e já quero mais hahaaha

      Excluir
  5. Deve ser emocionante!
    Não sabia que o livro tratava de um assunto tão delicado, acho que ele ensina boas lições de vida..

    Bjs :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ketelin!
      São ótimos ensinamentos, e a emoção fica a flor da pele \o/
      bjs!

      Excluir
  6. Esse livros está na minha lista. Não conhecia o primeiro livro. Mas acredito que temos que estar menos sensíveis para conseguir ler de maneira a aprender algo. Falo por mim, qdo estou sensível, tudo dói em mim e dói muito. O livro deixa de ser prazeroso. Quero muito lê-lo, mas acho que vou demorar um pouco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Josi!
      Confesso que sofri durante a leitura, mesmo com toda a lição que a autora transmite =(
      Não adianta, é um tema delicado...
      bjs!

      Excluir
  7. Eu ainda não li esse livro, e nem o do Randy. Confesso que eu não estou tão animada assim com esse livro, mas eu leria sim. Me parece uma história bem emocionante.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda!
      Eu também não li o livro do Randi =(
      Não sei se vou ter coragem de ler, rs.
      Bjs!

      Excluir
  8. Já presenciei essa doença na minha família e sei como a situação é desgastante e dolorida. Fiquei MUITO empolgada para ler essa história de força e superação. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Naty!
      Eu já passei por isso também , e é triste =(
      Bjs!

      Excluir
  9. Não li A Lição Final, na verdade nem sabia que existia...
    Essa leitura deve ser muito forte e comovente.
    Gostaria de ler esse relato e saber como a esposa conseguiu sobreviver aos momentos de dor e sofrimento.
    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys!
      A leitura é intensa, você fica emocionada durante toda a narrativa...
      Bjs!

      Excluir

 
Google+