4

[Editora Valentina] Rin Tin Tin - A Vida e a Lenda

em segunda-feira, 24 de junho de 2013



Olá, pessoal!

Conheçam o próximo lançamento da Editora ValentinaRin Tin Tin, a vida e a lenda, escrito por Susan Orlean. O lançamento está previsto para o mês de julho! Confiram:

Ele achava que o cão era imortal.

Assim começa a vasta, poderosa e comovente narrativa de Susan Orlean sobre a jornada de Rin Tin Tin – de sobrevivente órfão a astro do cinema e ícone internacional do showbiz.
Suzan, redatora da New Yorker chamada de “patrimônio nacional” pelo Washington Post, passou cerca de dez anos pesquisando e escrevendo sua mais cativante obra: a história de um cão que nasceu em 1918 e nunca morreu.

A narrativa começa num campo de batalha francês da Primeira Guerra Mundial, quando Lee Duncan, um jovem soldado americano, descobre um sobrevivente: um pastor-alemão recém-nascido nas ruínas de um canil bombardeado. Para Duncan, que passou parte da infância num orfanato, a sobrevivência do cão fora um milagre. Havia algo em Rin Tin Tin que o compelia a compartilhá-lo com o mundo. Duncan o levou, então, para a Califórnia, onde suas aptidões físicas e a capacidade de representar chamaram a atenção da Warner Bros. Durante os dez anos seguintes, Rinty estrelou 23 sucessos do cinema mudo que salvaram o estúdio da falência e fizeram dele o cão mais famoso de todos os tempos. No auge da popularidade, Rin Tin Tin foi o campeão de bilheteria de Hollywood.

Ao longo das décadas seguintes, Rinty e seus descendentes fizeram a conturbada jornada do cinema mudo ao falado, do preto e branco à cor, do rádio à televisão, culminando no seriado de TV As Aventuras de Rin-Tin-Tin, um dos mais populares programas da época do baby boom. O legado do cão herói foi consolidado por Duncan e alguns outros – como Bert Leonard, o produtor do seriado da TV, e Daphne Hereford, a proprietária do atual Rin Tin Tin –, que dedicaram a vida para assegurar a imortalidade da lenda.

Na essência de Rin Tin Tin – a Vida e a Lenda há um tocante estudo do duradouro vínculo entre os humanos e os animais. Mas o livro é também uma história ricamente matizada da indústria do entretenimento e do empreendedorismo no século XX. Abarcando um período de 90 anos, ele aborda a mudança de status dos cães, de ajudantes em fazendas a membros diletos das famílias urbanas, da origem do treinamento para a obediência à evolução genética das raças, da ascensão de Hollywood ao passado e presente dos cães de guerra.

Rico de humor e emoção, repleto de momentos que certamente levarão o leitor às lágrimas, Rin Tin Tin fez parte da prestigiadíssima lista dos 100 MELHORES LIVROS DO ANO do New York Times, principalmente por ser uma mescla irresistível de história, humanismo e maestria narrativa – esplêndida celebração de um grande ícone universal por uma das mais talentosas escritoras da atualidade.

SOBRE A AUTORA

SUSAN ORLEAN é redatora da New Yorker desde 1992. Trabalhou como editora colaboradora da Rolling Stone e da Vogue e como colunista do Boston Phoenix e do Boston Globe. Seus trabalhos foram publicados na New York Times Magazine, Spy, Esquire e Outside. Orlean é autora de sete livros, entre eles Saturday Night, The Bullfighter Checks Her Makeup e O Ladrão de Orquídeas, best-seller do New York Times que inspirou o filme Adaptação com Nicolas Cage e Meryl Streep, dirigido por Spike Jonze. Oscar de melhor roteiro adaptado, além de premiado no Globo de Ouro e no BAFTA, entre muitos outros. Susan mora com a família e seus animais em Columbia County, Nova York. Para mais informações, visite susanorlean.com, twitter.com/susanorlean ou rintintinthebook.com.

4 comentários:

  1. Tá na lista dos 100 MELHORES LIVROS DO ANO do New York Times, então deve ser bom mesmo, :)

    Bjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys!
      Mais um livrinho marcado na lista de desejados kkk
      Bjs!

      Excluir
  2. Esse livro parece ser uma das grandes promessas para os próximos meses. Estou super curiosa. Com certeza vai entrar na minha listinha.

    ResponderExcluir
  3. Eu sei que adorei a capa, e mais ainda saber que a autora pesquisou direitinho, eu não assisti nenhum filme, mas quem nunca tinha ouvido falar desse cachorrinho lindo, é mesmo uma lenda.
    A história dele é encantadora, um sobrevivente que virou estrela de Hollywood.

    ResponderExcluir

 
Google+