24

[Resenha] Meu amor, meu bem, meu querido

em sexta-feira, 14 de junho de 2013


Meu amor, meu bem, meu querido

Deb Caletti

Editora Novo Conceito

238 páginas

Ruby McQueen nunca tivera problemas sendo boazinha, e sempre fez questão de ter um bom relacionamento com sua família, ir bem na escola e tomar boas decisões.

Esse é o motivo do porquê ninguém fica mais surpreso do que ela mesma quando o mau caráter Travis Becker a suga para seu mundo de privilégios e ilegalidades, e ela o segue voluntariamente. 

No entanto, quando Ruby faz o impensável, começa uma louca aventura de várias gerações, conforme seus entes mais íntimos fazem de tudo para salvá-la dela mesma.

Em um esforço para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a arrasta par ao clube de leitura semanal que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro de amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...

Será que um verão pode mudar o que Ruby sabe sobre o verdadeiro amor, a família, o destino e seu próprio coração?

Meu amor, Meu bem, Meu querido escrito por Deb Caletti é um drama adolescente, que traz uma garota que decide viver uma aventura apenas para ser uma pessoa diferente.

Ruby se envolve com Travis, um rapaz rico e imprudente, que não mede as consequências de suas atitudes. Ruby vê em Travis a possibilidade de ser popular, e assim se esquecer do seu apelido como “A Garota Calada”. Ruby cai de cabeça no relacionamento com Travis, mesmo sabendo o que o garoto podia fazer, a ponto de não conseguir dizer o que a deixa com medo. O relacionamento deles está fadado ao fim, mas a garota imagina que está apaixonada por Travis. 

A história não é romântica, é voltada para os dramas que acontecem na vida de Ruby e de sua mãe, Ann. Mãe e filha já se decepcionaram emocionalmente, e tentam superar esse sentimento de desesperança que brota em seus corações. O enredo é divertido, com momentos tensos, recheados de dramas familiares, assim como a possibilidade de conclusão para um romance impossível que remete de outras décadas. 

Mas não consegui me envolver...

A personagem Ruby divaga em demasia, a ponto de me deixar perdida em alguns momentos. Quando imaginava que ela estava contando algo no presente, na verdade, ela está divagando sobre o que aconteceu. A história demora um pouco para acontecer e isso fez com que eu me cansasse do enredo.

O que me chamou a atenção na narrativa é a sabedoria dos idosos nos encontros do clube de leitura. Ao mesmo tempo em que você fica imaginando que aqueles idosos estão conversando sobre futilidades, eles transmitem uma sabedoria grandiosa.
“- Quer você goste, quer não, acontece a toda hora. – Miss June cortou com cuidado outro pedaço de carne. – A identidade masculina está toda na ação; a feminina, quando ela tem um homem. Identidade através dele. Caímos do salto alto para a fenda estreita do que significa o feminino. Deixe-me esclarecer. Você se apaixonar e então pensa que se encontrou. Mas quase sempre você está se procurando dentro dele. Isso é um fato. Há somente um lugar onde você pode se encontrar. – Ela bateu no peito.”

Assim como no outro livro da autora, a história traz ótimos questionamentos e problemas comuns, familiares para o leitor. Mas não consegui sentir a mesma emoção. Não quero dizer que você não vá gostar do livro. Acredito que sua opinião será diferente da minha e apontará outros pontos que não consegui visualizar durante a narrativa. Assim como em resenhas anteriores, não estou dizendo que a minha opinião é correta. Leia o livro, e curta a leitura. Com certeza você terá outra visão e terei prazer em ouvir o que achou da história ;)



24 comentários:

  1. Pretendo ler em breve, mas já irei entrar sem muitas expectativas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lena!
      Eu não gostei muito desse livro...
      Bjs!

      Excluir
  2. Eu quero muito ler esse livro, é realmente uma pena que você não tenha gostado. Mas realmente varia de pessoa para pessoa, e talvez se eu ler eu goste.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda!
      Torcendo para que goste da leitura \o/Bjs!

      Excluir
  3. Xuxu, quero um livro que me emocione ao ponto de eu ter que controlar o choro, infelizmente acho que não vai ser com este que a choradeira vai começar =/

    Me indica algum bem triste, p eu ler quando terminar minhas provas? :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!
      Você precisa ler um livro que te anime, e não o contrário kkkk
      Bjs!

      Excluir
  4. Oi, Carla! Sua opinião foi bem parecida com a minha! Li o livro achando que fosse encontrar um romance, quando na verdade a autora queria mesmo mostrar os conflitos e as superações de mãe e filha. Até eu conseguir entender mesmo o foco da história já estava bem cansada! O livro só valeu a pena pra mim por conta do final entre o casal que se reencontrou (não posso falar muito pra não soltar spoiler, mas você deve saber de quem estou falando hehe).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andreza!
      Também pensei que teríamos mais romance, mas não =(
      Vai ficar para próxima kkkk
      bjs!

      Excluir
  5. Quando o livro foi lançado eu até achei legalzinho, pela sinopse e tal. Mas agora, depois de ler sua resenha, decidi que não irei lê-lo. Não que ele não pareça bom, mas acho que tem livros muito melhores por aí para se ler... haha

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ketelin!
      Eu esperava mais do livro.....
      Bjs!

      Excluir
  6. Oi Carla!
    Nossa Ruby foi afastada por sua mãe de confusão e de se envolver com um garoto inconsequente e ao chegar em outra cidade se interessa por um mistério de uma velhinha que é uma história de amor emocionante,gostei da sinopse.
    A autora também já foi condecorada por vários outros prêmios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van!
      Torcendo para que goste do livro \o/
      bjs!

      Excluir
  7. Achei que a leitura é bem indicada por tratar de temas familiares e conflitos na adolescência. Serve até como alerta para as meninas românticas prestarem atenção em seus relacionamentos.
    Os ensinamentos dos mais velhos são um tempero à parte, gostei de saber.
    Tenho o livro mas ainda não tinha me animado a ler. Vou tentar. Se rolar alguma química, levo até o fim. rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Manu!
      Torcendo para que goste do livro, eu não fui feliz com a leitura kkk
      Bjs!

      Excluir
  8. Parece que todo Travis é bad boy né, rsrs.
    Acho que nessa leitura vou gostar mais da parte do 'clube de leitura'. Achei bem legal isso!

    BjO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys!
      É algo com o nome kkkkkkk
      bjs!

      Excluir
  9. Eu to super curiosa pra ler ao livro, não vejo a hora de começar, logo logo estarei lendo ele, e vamos ver o que acho, pois concordo com você cada um tem uma opinião, vamos ver se eu vou gostar ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila!
      Torcendo para que goste da história \o/
      Bjs!

      Excluir
  10. Realmente, cada um possui seu gosto. Minha amiga está lendo e até então está gostando, e fiquei interessada em ler o livro assim que ela terminar também vou ler. Vamos ver qual será minha reação (yn)
    Beijos. ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ewellyn!
      Depois me conta o que achou da história \o/
      bjs!

      Excluir
  11. Quero ler esse livro mais não tenho muitas expectativas. tenho a impressão que ele é só mais um draminha adolescente sem graça. Mas como já me enganei com outros livros...vai que eu gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karlene!
      Quem sabe você goste da história \o/
      Bjs!

      Excluir
  12. Não imaginava que o livro fosse assim. Depois de ler sua resenha, não tenho muitas expectativas em relação a ele. Se eu ganhar de presente, vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leila!
      Eu não curti muito a leitura desse livro...
      Bjs!

      Excluir

 
Google+