26

[Resenha] Vidas Roubadas

em sexta-feira, 5 de julho de 2013


Vidas roubadas
Maria Nazareth Dória
Pelo Espírito Irmã Maria
Lúmen Editorial
296 páginas

Maria do Socorro, jovem do interior, é levada ao Rio de Janeiro pela tia, Teodora, para trabalhar. O que ela não sabe é qual tipo de ofício terá de exercer! Mas uma coisa já havia aprendido: era necessário orar e vigiar para compreender o que Deus estava lhe mostrando.
Por pouco tempo, a moça aceita as condições da tia, até que fica grávida de um engenheiro e resolve fugir, depois que ele e a tia lhe propõem fazer um aborto. Adelaide, sua mais nova amiga, e Gerson, motorista do engenheiro, resolvem ajudá-la. Depois que Frederico nasce, Gerson a pede em casamento. Muitos anos se passam, mas as linhas do destino de cada um estão entrelaçadas.   Frederico vai estudar Engenharia e consegue um emprego com um conceituado engenheiro: seu pai, a quem, sem saber de quem se trata, admira muito. Ambos se dão muito bem, porém nem imaginam os laços que os unem. Assim, tem início uma história de encontros e desencontros, com um final surpreendente para Maria do Socorro.

O romance é belo, recheado de muita emoção e surpresa do início ao fim. Um enredo comovente.

A história retrata o país pós-guerra, quando o mundo prepara-se para reconstruir, a mulher resolver se emancipar, participar das decisões importantes do país como o voto, trabalhar fora de casa, saia e roupas curtas, e a liberdade de estar na sociedade. Mas como sempre para algo se tornar bom precisa ser radical. 

A mulher precisou ir a luta contra tudo e todos e com isso, muitas caíram na vida, escolhendo um caminho doloroso. O aborto na década de 50 foi a ferramenta de liberdade e vista como única opção por muitas mulheres, mas as consequências vem cobrar seu preço.

A trama se passa neste desvario da vida e todo o desenrolar você precisa acompanhar, pois emoção não irá faltar em cada trecho da história. É um belo romance de ir às lágrimas, emoção e reflexão, pois exemplos bons e ruins não faltarão.

Aprecie mais esse belo romance espírita da Lúmen, você não vai se arrepender.

Para participar do Comentarista da Semana, clique aqui.

26 comentários:

  1. Mais um que consta da minha lista enorme de desejados.
    Amei essa capa, e o mote é definitivamente chamativo, dá vontade de ler logo e rápido.

    Torcendo para achar em promo numa livraria esse fim de semana, irei no shopping dar uma compradinha, kkk

    ResponderExcluir
  2. Tinha visto esse livro e caramba, é bem bom! Gostei da trama e tive vontade de ler, parece ser bem feito e é uma boa história mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Pós guerra é um período interessante de ler e complicado de retratar.
    Gostei bastante da sinopse, a resenha me deixou um pouco incerta por conta de tantos fatores políticos. Ainda assim eu pretendo ler, quando gosto da capa e da sinopse é meio caminho andado. XD
    Só não curto a questão do aborto, especialmente nesse quesito de aborto=liberdade. Cruzes.

    ResponderExcluir
  4. De fato esse livro parece bem emocionante e trata de um tema bem delicado, e parece que trata de maneira muito boa pelos elogios que você não poupou.
    Eu gosto desse tipo de leitura, mas confesso que muito dificilmente leria nessa fase da minha vida porque esse é o tipo de livro que me afeta demais, e eu não acho que seria bom nesse momento da minha vida.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da capa já! nunca tinha ouvido falar desse livro antes! Parece ser muito bom, cheio de emoção, tudo que eu estou precisando em livros no momento!

    A.. mudando de assunto! Eu acompanho o blog ( GFC, Face…) a um tempo já, e bom.. agora criei um, seria um prazer ter você por lá! Quando der, apareça, ficarei feliz de verdade (:
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com

    beijão:*

    ResponderExcluir
  6. Oi Rita!
    A primeira coisa que me chamou atenção no livro foi a capa,a menina triste, e logo que li a resenha me apaixonei completamente pelo livro... Já estou colocando na minha lista de livros de férias haha... Muito boa a resenha, o enredo é surpreendente, e trata de uma assunto pouco relatado nos livros, por isso me encantei :)

    *Beijos e boas leituras,Karla

    ResponderExcluir
  7. Opa, mais uma resenha de livro espírita :D
    Esse parece ser ainda mais interessante que o anterior.
    Juntou guerra, superação e espiritismo, me ganhou!

    ResponderExcluir
  8. Bom, o enredo da historia ja me fisgou, pois trata-se do pós guerra. E falando ainda das condições das mulheres naquela época e de sua liberdade, e se tem emoção e supresas do início ao fim, então é um livro completo, pretendo ler assim que possível! A capa é muito bonita e parece retratar a personagem Maria do Socorro! Adorei!

    ResponderExcluir
  9. Pensei que a história fosse sobre outra coisa, mas fiquei bem feliz em saber do que se trata. Adoro personagens fortes, determinadas, que vão atrás do que querem, lutam por seus direitos e por seu lugar no mundo. E o tom histórico me fascina!
    Adorei e pretendo ler.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Imagino quantas lágrimas vou derramar com uma história dessas... Os romances espíritas são boas fontes de reflexão sobre como estamos conduzindo nossas vidas. Na correria do dia a dia, paramos pra refletir sobre nossas ações, atitudes e pensamentos? Quem pode julgar o outro?
    Coincidências não existem, para tudo há im propósito.
    Faz tempo que nçao leio nada do gênero - dona Zíbia foi minha entrada nesse universo. Deu vontade de ler, sim.

    ResponderExcluir
  11. Já imaginou? Ir trabalhar com o próprio pai e nem saber disso?
    Gostei da resenha, acho que leria o livro. A capa é bonita e como nao são nem 300 páginas, deve ser rápido de ler.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Já tem um tempinho que eunão leio um livro espírita, gosto muito pois sempre passam uma ótima lição. Este pelo visto é daqueles que nos levam às lágrimas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Que bacana! Gosto muito de livros que retratem mulheres fortes, que precisam ir a luta!

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  14. Oi nanie!
    Adoro essas mulheres exemplos \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Oi Rose!
    Sim, sempre me emociono com esses livros kkkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi Ketelin!
    Adoro tramas assim \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. Oi Manu!
    Prepara os lencinhos para se emocionar a vontade com a história \o/
    Estou vendo que vai gostar do livro!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  18. Oi Ana!
    Ah! Torcendo para que goste do livro!!!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Oi Adriana!
    Mais uma que se emocionará com a história \o/
    Isso, vamos separar os lencinhos kkkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Oi Alê!
    Marca na listinha!
    kkkk
    bjs!

    ResponderExcluir
  21. Oi Karla!
    Essa capa é linda, né?
    Você vai gostar da história ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  22. Oi ariadne!
    Opa, estou lá no seu blog ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  23. Oi Gabi!
    Que pena... mas deixe anotado o nome, para conferir depois \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
  24. Oi Dani!
    Concordo com você, não entendo como as mulheres conseguem fazer isso pensando no quesito liberdade =(
    bjs!

    ResponderExcluir
  25. oi Cris!
    Ah! Depois me conta de gostou!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  26. Oi lena!
    Já leu o livro? Precisa me contar o que achou kkkk
    bjs!

    ResponderExcluir

 
Google+