34

[Resenha] Will & Will - Um nome, um destino

em quarta-feira, 10 de julho de 2013


Will & Will – Um nome, um destino

John Green

David Levithan

Galera Record

348 páginas
Amor adolescentes, intriga, raiva, sofrimento e amizade. Tudo isso temperado com doses maciças de comédia. Prepara-se para o universo de Will & Will. E para pérolas de sabedoria que vão mudar sua vida... Ou pelo menos aumentar seu número de curtidas no Facebook.


Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une.  Um Will é amigo do mais expansivo gay de sua escola. O outro precisa explicar à própria mãe sua orientação sexual.


Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio. Uma produção que promete ser tão Cult quanto este romance.

Will & Will – Um Nome, um Destino escrito por John Green e David Levithan, conta as aventuras e desventuras amorosas de adolescentes héteros e homossexuais.

A história é contada pelo ponto de vista dos dois Will Grayson. Um é melhor amigo de Tiny Cooper, um adolescente gay assumido muito feliz com isso, e que pula de namorado para namorado como troca de camisa. O outro Will Grayson ainda não assumiu a homossexualidade e é uma pessoa que vive em mentiras, sentindo-se sempre depressivo.

Cada capítulo é narrado por um autor, e confesso que me diverti horrores com os pensamentos desses dois adolescentes. Não estou dizendo que é uma comédia a história, mas o Will Grayson tem um humor ácido, respostas inteligentes que simplesmente me conquistaram.

“eric, mary e greta estão falando de festas às quais estão indo, e até roger, o gerente certinho, nos diz que ele e a mulher vão “ter aquela noite em casa” – pisca-pisca, cutuca-cutuca, trepa-trepa, vomita-vomita. prefiro imaginar uma ferida purulenta com larvas rastejando em cima”.

Eu acredito que alguns de vocês estão pensando como diferenciar um Will de outro. Calma, não precisa ficar ansioso. Além da diferença na diagramação em cada capítulo (como podem perceber nas duas citações que coloquei na resenha), os dois personagens são totalmente diferentes, e os autores conseguem expressar com clareza cada diferença. O leitor percebe cada um dos Will e não tem como confundir.

“Tiny!”, grito, mas ele não se vira; continua saltitando. Eu não começo a saltitar atrás do rabo ensandecido dele ou coisa do tipo, mas meio que sorrio. Ele pode ser um feiticeiro malévolo, mas Tiny Cooper não está nem aí pros outros, e se ele quer ser um gigante saltitante, então é seu direito como americano enorme.”

É claro que a história traz aquela pitadinha de drama, mostrando os conflitos dos adolescentes, assim como o conflito dos homossexuais serem aceitos na sociedade. Em um momento onde ouvimos sobre a “Cura Gay” (um absurdo da sociedade moderna), temos a oportunidade de ler um livro divertido, doce, que não fala nada mais do que o amor. Amor pelo próximo, aceitando as diferenças, as escolhas, aceitando os sentimentos e como a pessoa é. A história traz mais que um tema sobre a homossexualidade, mas sobre aceitar as nossas dificuldades, diferenças assim como a do próximo.

Confesso que devorei a história, e estou emprestando o livro para outras pessoas para que eles possam conferir a história também. Realmente, o livro é só amor! 

E pessoal, a história é muito fofa! Então deixem qualquer imagem, pensamento, preconceito sobre o assunto e leiam o livro. Tenho certeza que se surpreenderão com a história criada por Green e Levithan.

Que livro fofinho!

Para participar do Comentarista da Semana, clique aqui.

34 comentários:

  1. Tô com meu exemplar aqui na pilha, não demoro para ler, já que ele só tá subindo.

    Tinha essa duvida quanto a identificar os personagens já que eles tem o mesmo nome, mas pelo jeito vai ser tranquilo.

    Aguarde que volto para opinar com conhecimento de causa.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
  2. Tinha me apegado ao livro só ao ler a sinopse então depois de ler várias (ok só três) resenhas me apaixonei. É um livro diferente! Acho que Will & Will era o que estava faltando para o mundo literário.
    Xxxx

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla !
    O que mais me chamou atenção neste livro foi o fato dos personagens terem o mesmo nome, confesso que fico um pouco com medo de me confundir as vezes haha. Essa foi a primeira resenha deste livro que eu li e já me apaixonei por ele :). Nunca li nenhum livro com tema parecido ou semelhante ao de Will & Will era o que estava faltando na minha estante haha... Simplesmente adorei o livro e a resenha.

    *Beijos e boas leituras, Karla

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Eu me apaixonei pela sinopse ,
    Já li 3 resenhas positivas .
    Ameei !
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu não gostei muito dessa capa, mas achei a ideia bem legal. Creio que se muitos deixarem as fricotes de lado poderão se divertir lendo e repensar suas atitudes contra.
    Essa da Cura Gay foi lasca, o fim da picada, eita carinha ridículo, e ainda tem quem apoie. Bando de loucos. Talvez possamos procurar a Cura contra o preconceito, seria bem melhor.
    Gostei da diferença no texto, é de grande ajuda quando os personagens têm o mesmo nome, talvez a NC devesse ter usado esse artifício em Bruxos e Bruxas (pelo que ando lendo nas resenhas).
    Espero conseguir ler este livro.

    ResponderExcluir
  6. É a primeira vez que vou ler um livro com essa temática, e não é por preconceito não, longe disso viu, é que não temos muito livros que abordam esse assunto né, alias, to me lembrando aqui que em Louca pra casar tb tem um casal gay, mas nada mais aprofundado! Gostei muito da resenha, e de saber que não vamos nos confundir quando é um ou o outro Will na narração, os com certeza os autores trabalharam muito bem nisso né! Com certeza vai pra lista de desejados! Parabéns pela resenha, bjão!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei interessada no livro inicialmente pela proposta dos homônimos adolescentes que se encontram. Outra coisa que acho bem legal é que as falas se intercalem, isso enriquece a leitura com as visões particulares de cada personagem. E a narrativa de um dos Will em letras minúsculas é uma delícia de ver - adoro essa liberdade literária. Lembro Saramago sem travessões nem parágrafos, colocando os diálogos entre vírgulas.
    E o tema homossexualidade é muito delicado, especialmente entre adolescentes. Que bom saber que o livro trata também disso, mas de questões mais amplas, como a amizade, o respeito e o amor. AMEI!

    ResponderExcluir
  8. Não sei se gostaria tanto desse livro quanto os outros que li do Green, mas quero ler mesmo assim.
    O legal dele é o tema homossexualidade. Nunca li nada que tratasse disso e é bom saber que os autores souberam trabalhar de forma simples, algo que ainda hoje é visto como algo anormal.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ah, esse livro parece ser bom demais *-* Quanto mais leio dele, mais eu quero! Não só pelo tema, como pela ideia de serem duas pessoas diferentes que escrevem, pela sinopse gracinha e pelas resenhas que só me deixam com água na boca *-*

    Quero já!

    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  10. Adorei! Esse livro deve ser incrível, ainda mais falando de um tema que é muito difícil para algumas pessoas. Pra mim preconceito é só perda de tempo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Gostei deste livro desde seu lançamento, a ideia de ler algo que envolvam adolescentes e a descoberta da homessexualidade da um toque especial à historia, pq é algo mt real e atual.
    Já baixei pro Kobo :D

    ResponderExcluir
  12. Sou fã da escrita de John Green e estou muito curiosa com ele livro, principalmente por ter uma temática diferente. bjs

    ResponderExcluir
  13. John Green <333
    A capa ficou linda! Adorei a edição brasileira. Adoro esses tons mudando como num arco-iris <3. Quero muito ler, pois irá meu primeiro livro de romance homossexual e estou extremamente muito ansioso para que isso aconteça logo. Deviam ter mais assim... Gostei bastante da historia, ainda mais por ser escrita duplamente e por John Green ai no comando hehe

    ResponderExcluir
  14. Decididamente não gostei capa rsrs, talvez seja a cor cinza... não me dou bem com ela.
    Mas a história... Já estou super ansiosa para lê-la!
    Acho lindo, e importantíssimo, deixarmos preconceitos, julgamentos e o egoísmo de lado e mergulhar em uma história como esta. Conhecer o outro lado da vida destas pessoas que estão expostas a tantos julgamentos para, simplesmente, ser quem são.
    http://vanille-vie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Parece realmente que será uma leitura interessante.Ainda mais um tema que por mais discutido que seja ainda precisa ser mais destrinchado. Adorei a resenha e espero lê-lo em breve.

    Catarine Santos

    ResponderExcluir
  16. A cada resenha que leio desse livro eu com mais vontade de ler! Primeiro por se tratar de tema que é tão tabu no nosso país, e segundo, por John Green que eu adoro!!!

    B-jusss! ♥

    ResponderExcluir
  17. Adoro John Green e estou morrendo de vontade de ler esse livro. Os livros dele que já li são todos muito profundos, e esse com certeza não será diferente. O tema da homossexualidade está à nossa volta e poder mergulhar num mundo de drama e comédia do ponto de vista adolescente só tem a nos enriquecer.

    ResponderExcluir
  18. Ja li algumas resenhas deste livro porem ele ainda é meio confuso os Will's pra minha pessoa, mas achei a ideia dos autores bem legal, tendo personagens homossexuais (coisa que ate hoje nao li) e tal. Fiquei curiosa pra saber como é a diagramação do livro que voce disse, espero ler esse livro logo porque fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  19. Estava esperando ler uma boa resenha sobre o livro e como sempre você não me decepcionou. Crio grandes expectativas sobre as obras que levam o nome do John no meio porque já parto do pressuposto de serem ótimas e únicas. Portanto, eu sei que eu tenho que ler esse livro!! E urgente.. hehe Espero gostar também! Beijos, Mi

    ResponderExcluir
  20. O John me conquistou em A Culpa é das Estrelas, então quando soube deste novo livro, fiquei morrendo de vontade de lê-lo!
    Adoro personagens com um humor ácido, então vou gostar bastante de um dos Will Grayson rsrs E ainda bem que o leitor consegue diferenciá-los porque senão seria uma confusão rs
    Adorei a resenha e espero gostar do livro assim como você (:

    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Ainda não tenho o livro mas a cada resenha que leio me convenço de que é um livro que eu devo ler. Acho que com toques de humor, drama, tem tudo para ser uma grande história.

    ResponderExcluir
  22. Oi Carla
    Eu estou com meu exemplar aqui, mas ainda não li. Confesso que estava com a pulga atrás da orelha, pois não morri de amores por John Green quando li A Culpa É das Estrelas - mas lendo algumas resenhas, acho que vou gostar do livro!
    Beijo

    ResponderExcluir
  23. O livro pelo que li aqui é envolvente e trata de um assunto que ainda é um tabu na sociedade e também muito discriminado. A história dos dois Will, da casualidade do encontro e do conhecimento da existência um do outro deve ser chocante,do ponto de vista deles. Com mesmo nome e sobrenome,mais diferentes em personalidade. Adorei ler a resenha e fiquei bem curiosa com a história dos dois.

    ResponderExcluir
  24. Me apaixonei pela escrita do John Green desde "A Culpa é das Estrelas". Fiquei até receosa ao ler "O Teorema Katherine", pois pensei que não gostaria tanto quanto o primeiro. Mas me apaixonei ainda mais por esse autor. Como dizem, "seria capaz de ler até a lista de supermercado do Green". Mal posso esperar por ler "Will & Will"! Boa sorte e sucesso ao blog!

    ResponderExcluir
  25. Ainda não li livros desse autor, mas me interessei bastante depois que li sua resenha e principalmente comentários de outras seguidoras .

    ResponderExcluir
  26. Esse livro me parece um tanto complexo...estou curiosa para conhecer os dois "Will" e saber que não vai ser tão difícil diferenciá-los me deixo mais curiosa ainda.Bj e tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  27. Oi Carla fiquei mais curiosa para ler depois de sua resenha com certeza uma dica interessante!

    ResponderExcluir
  28. Duas coisas que não me encantaram nesse livro: A capa e a sinopse. A primeira vista não fiquei interessada no livro, mas depois de ler uma resenha fiquei super curiosa para ler o livro. Gostei do tema abordado, não me lembro de ter visto outro livro com esse assunto, e isso me interessou bastante. Amei a resenha <3

    ResponderExcluir
  29. Oieee
    este livro parece ser muito bom e com uma bela mensagem, adoro livros como este que nos fazem ver diversas realidades e pensar na vida.
    Só não curti a capa do livro.

    Bjus

    ResponderExcluir
  30. Gente, preciso dizer que estou louca para ler esse livro desde que eu vi que lançou. Sou simplesmente louca pelo John Green, adoro a escrita dele e preciso desse livro. Gostei tanto da história abordada, é diferente e bastante interessante, ou seja, preciso ler o livro!


    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Haha, fiquei sabendo desse livro da uma maneira um tanto exotica. Mandaram um exemplar para o Marcos Feliciano, pensei porque? Aí vi a sinopse e descobri, tem duas historias e uma é sobre um relacionamento homosexual. Preciso dizer que quero ler? é obvio que eu quero, alias essa resenha fala de um ponto muito bom: sensibilidade, deve ser muito fofo.

    ResponderExcluir
  32. Cristiane de oliveira8 de agosto de 2013 09:51

    Estou bem curiosa com esse livro é um tema bem polemico ainda mais se tratando de jovens e um tema que nunca tinha visto até hoje.
    Gostei muito dos cotes e quero ler muito em breve, a capa ficou
    muito linda.

    ResponderExcluir
  33. Eu tô muito afim de ler esse livro. Primeiro, porque é do John Green e ele é um lindo. E segundo, porque a história parece ser realmente legal.
    Não sabia dessa diferença visível entre os Will, para mim, a história era meio misturada. Enfim, acho que só vou entender mesmo quando ler.

    ResponderExcluir

 
Google+