26

[Resenha] A Luz entre Oceanos

em segunda-feira, 19 de agosto de 2013


A luz entre oceanos
M.L.Steadman
Editora Rocco
363 páginas

A luz entre oceanos escrito por M.L. Steadman, traz uma história tocante e envolvente. Ainda estou sem palavras para expressar tudo o que senti durante a leitura do livro.

Tom Sherbourne é um homem que tenta afastar os fantasmas do passado. Após sobreviver sem nenhuma sequela física os acontecimentos da Primeira Guerra Mundial, Tom retorna a Austrália e aceita um emprego como faroleiro, na distante ilha de Janus Rock. Tom é uma pessoa calada, introspectiva e encontrou na isolada ilha, o consolo que precisava para enfrentar os tormentos que restaram na Primeira Guerra.

Isabel Graysmark é uma jovem que irradia alegria onde passa. Quando conhece Tom, Isabel fica encantada com a calma que ele transmite, e os dois se apaixonam. Mesmo com a relutância de Tom, Isabel aceita viver na afastada ilha de Janus.

Após o casamento, a alegria do casal é enorme. Os dois se completam e naquela distante ilha, aprendem a amar aquele lugar que é apenas deles. Mas a felicidade do casal nunca se completa: eles não conseguem ter um filho. Em questão de poucos anos, Isabel, sofre três abortos, o último quando ela está no sétimo mês de gestação.

Em uma manhã, poucos dias após a terrível perda do casal, um barco surge próximo a praia, com um homem sem vida e um bebê chorando. Isabel logo se apega ao pequeno bebê, e acredita que aquilo é um sinal divino de que está sendo agraciada com o filho que tanto desejou.

Deixando de lado todas as regras que sempre seguiu e vendo a felicidade da esposa, Tom e Isabel ficam com o bebê, acreditando que a mãe da criança também está morta. Uma decisão tomada pelo coração, seguindo apenas o amor que o casal tinha e queria passar para uma criança. Mas está decisão trará consequências devastadoras para todos os envolvidos.

A história é dividida em três partes, que consistem na apresentação de todos os problemas sofridos pelo casal, a chegada do bebê assim como algumas decisões importantes, e por último, as consequências dessas escolhas. O enredo é delicado e mostra que o mundo não é sempre tudo preto e branco. A apresentação de todos os acontecimentos na vida de Tom e Isabel e as decisões que tomaram desde a chegada da criança, demonstra que nem sempre as pessoas agem maldosamente.

Em vários momentos na história, você sabe que o casal não tomou a decisão correta, mas como julgá-los? A vida sempre foi cruel com o Tom e Isabel, eles não conheciam todos os fatos e não queriam o mal de ninguém. Cheguei até a ficar com raiva de algumas de suas atitudes, mas com o desenrolar da história, esse sentimento se extinguiu.

O enredo aborda dilemas éticos e morais, fazendo com que o leitor não saiba o que realmente sentir diante de todos os fatos que acontecem na história. Alternando entre amor e ódio, tristeza e alegria, dúvidas e certezas, acompanhei os acontecimentos na vida de Tom e Isabel, concluindo a leitura com lágrimas nos olhos. É um livro que precisa ser sentido ou não conseguirá acompanhar todas as mensagens que o autora quis transmitir. 

Trazendo a tona sentimentos como amor, redenção e perdão, a história toca o coração, e é impossível ficar indiferente com a história do casal. Só posso dizer: leiam, leiam e leiam, você não se arrependerá.

“ – Oh, mas, meu tesouro, é tão menos exaustivo. Você só tem que perdoar uma vez. Mas para se ressentir, você tem que fazer isso o dia todo, todo dia. Tem que ficar se lembrando de todas as coisas ruins. – Ele riu, fingindo enxugar suor da testa. – eu teria que fazer uma lista, uma lista muito, muito longa e odiar muito as pessoas dessa lista. E ainda fazer um bom trabalho em odiá-las: muito teutônico! Não – sua voz ficou séria -, nós sempre temos uma escolha. Todos nós.”
Nota:






26 comentários:

  1. Carlinha, que trama mais emocionante, heim!

    Já estava interessada, imagina agora depois dessa resenha.



    Bj!

    ResponderExcluir
  2. Danielle CGA Souza19 de agosto de 2013 11:27

    Ah Carla que capa lindaaa!!!
    Não conheço o(a) autor(a) , mas aparentemente fez um ótimo trabalho em expressar bem todos os sentimentos e momentos enfrentados pelo casal. Deve ser muito triste e até desolador desejar um filho e a gravidez nunca terminar bem. Não é de admirar que ao encontrarem uma criança decidam cuidar dela, a bronca é quando a mãe surgir, o que me deu essa impressão.
    Fiquei interessada. Até pq acredito que o título esteja relacionado com a trama. =)

    ResponderExcluir
  3. Oi Gladys!
    A trama é ótima! Você vai gostar \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani!
    Sim, o título tem a ver com a trama \o/
    Dani, é uma história linda, e ao mesmo tempo, triste e emocionante. Tenho certeza que vai chorar no final, igual eu, rs.
    Ah! Só falta eu me acostumar a usar os balões kkkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Que capa linda <3
    Eu amo histórias que se passam em ilhas, só isso já seria suficiente pra eu ler o livro. Parece ser emocionante mesmo, pela sua resenha eu acho que eles fizeram a coisa certa e não consigo imaginar como isso seria errado...
    Enfim, preciso ler o livro.
    beijos :)

    ResponderExcluir
  6. Adoro livros com fundo histórico, porém não sou tanto de romances dramático do tipo Nicholas Sparks. Não sei se é exatamente o caso desse, mas pela história descrita na resenha, foi o que me pareceu, hehe. De qualquer forma, quero ler para formar uma opinião contundente a respeito. E achei essa capa muito linda *-*

    ResponderExcluir
  7. Nossa, já posso até imaginar todos os dilemas que o livro passa, basta saber que eles decidem ficar com o bebê, na verdade até mesmo isso é um tempa complicado heim! A leitura realmente não faz meu estilo, mas por mais incrível que pareça eu fiquei com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  8. Michelli Santos Prado19 de agosto de 2013 17:33

    Nossa, eu nem sabia do que esse livro tratava até ler a sua resenha =)
    Um livro bem interessante que possui vários sentimentos, achei bem legal mesmo.
    Não li nenhuma obra do autor, mas me apaixonei pela resenha e pela capa do livro.
    Bjus♥

    ResponderExcluir
  9. Carla, que capa linda *-*
    Mesmo que você tivesse falado que o livro era horrível acho que eu ainda me sentiria tentada a ler a história só por essa belíssima capa! Falando que é bom então... não resisto!


    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  10. Oi Cris!
    Sim, você precisa ler esse livro! Não tem como não se emocionar com essa história!
    Estou até agora com uma depressão literária após o final da história o.O
    bjs!

    ResponderExcluir
  11. Oi Rafa!
    Nicholas Sparks tem como caracteristica, a tragédia. A história em questão tem como foco, levantar dilemas éticos e morais, sem contar a parcela de drama, rs.
    Você vai gostar da história \o/
    bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi Inês!
    Menina, eu sofri com o livro. Em alguns momentos eu amei, em outros eu odiei, foi uma leitura tensa, rs.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oi Michelli!
    É muito bom! Você vai gostar!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi Nanie!
    Menina, esse é um livro que você vai gostar!! Você precisa ler!
    bjs!

    ResponderExcluir
  15. Oi Carla,ultimamente as dicas de livro estão incríveis e as listas de leituras só aumentam!
    Livros assim conquistam pela história,personagens,capa...
    Realmente o amor do casal é abalado por não ter a felicidade de ter um filho mas então parece que o destino conspira a favor do casal e eles encontram o bebê e aí com certeza vai ficar a moral d história em relação a devolver ou ficar com o bebê.

    ResponderExcluir
  16. Que historia linda, fui lendo a resenha e me emocionando...imaginei como Tom deve ter sofrido na Primeira Guerra, como era sofrido também pra Isabel não conseguir levar uma gravidez até o final, e a grande alegria deles quando se deparam com um bebe que, aos olhos deles, foi um presente de Deus...fiquei doida aqui pra saber o que acontece dai pra frente, de onde vem esse bebe e tudo mais, preciso desse livro urgente...parabéns pela resenha, lindaaaa! :)

    ResponderExcluir
  17. Carla, que bela história! Realmente é uma leitura para ser sentida, lida com calma e no momento certo! Fiquei bastante interessada no livro. Gosto de histórias que trazem temas assim, bem reais. Pois sim, meu estilo preferido é fantasia. Mas eu também gosto de ler livros que trazem coisas realmente possíveis de acontecer. São sempre emocionantes.

    ResponderExcluir
  18. Oi Van!
    Essa capa é maravilhosa!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Oi Adriana!
    Eu ainda estou sofrendo com o final do livro, parece que não encontro uma história para tirar esse enredo da cabeça o.O
    Você vai adorar!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Oi Andreza!
    Não pode ter pressa para ler esse livro! Precisa sentir cada página, cada emção \o/
    Bjs!

    ResponderExcluir
  21. Oi Carla! Gostei da história, parece ser um livro muito emocionante e sem dúvida é diferente do que estou lendo ultimamente. Pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  22. Ana de Cassia Oliveira25 de agosto de 2013 02:43

    Eu gostei é um dos meus estilos prediletos com romance e drama, acho que é certo eles pegarem a criança para cuidar, mas imagino que o livro traga várias reviravoltas.

    ResponderExcluir
  23. Com essa resenha apaixonante difícil não se interessar.
    Acho q nunca li um livro como esse... Só dá para imaginar, as consequências deles aceitarem a criança.. Fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  24. Oi Natyla!
    É muito bom! Já emprestei o meu exemplar \o/
    bjs!

    ResponderExcluir
  25. Oi Ana!
    E você não imagina tudo o que acontece!
    Você vai gostar \o/
    bjs!

    ResponderExcluir
  26. Oi Thaynara!
    Muito obrigada =D
    Não tem como não escrever uma resenha apaixonada depois da leitura do livro \o/
    bjs!

    ResponderExcluir

 
Google+