1

[Resenha] Fogo

em quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014


Fogo
Trilogia Breathless – livro 3
Maya Banks
Quinta Essência – Brasil

Fogo é o terceiro livro da trilogia Breathless escrito por Maya Banks, onde cada volume traz o romance de um dos três amigos ricos, poderosos e extremamente controladores. Neste volume, conhecemos a história do carismático Ash.

Ash percebe que Jace está fora da jogada quando o assunto é dividir as mulheres. Como o amigo está envolvido com o romance com Bethany, Ash sabe que não pode atrapalhar esse relacionamento.

Ele está a procura de uma mulher que aceite seu lado mais selvagem de desejo e dominação. Mesmo com a fachada descontraída, Ash sempre se controlou e nunca mostrou esse lado intenso. Até que ele conhece Josie.

Josie é uma artista que passa por uma crise financeira. Ela é uma pessoa espontânea, alegre e não se importa com o dinheiro ou os encantos de Ash. Quando se conhecem, a atração é instantânea, mas ela reluta em aceitar esse sentimento.

Intrigado, Ash dá início a uma perseguição, determinado a não deixar a sua mulher escapar. Ele não poderia imaginar que primeira mulher a lhe dizer “não” seria a única a fazer sentir sentimentos desconhecidos.

Desde o primeiro volume da série, eu estava na expectativa para ler o livro do Ash. Ele sempre aparenta ser descontraído, sedutor, com um sorriso nos lábios pronto para seduzir as mulheres. Mas confesso que minhas expectativa estavam altas, e não senti que elas foram correspondidas.

Seguindo a linha do livro anterior, temos os elementos de controle e submissão do BDSM na trama. Ash quer ter o controle da vida de Josie, provendo tudo o que ela precisa, em troca, ele quer a sua submissão.

Josie conhece e de certa forma é uma praticante do BDSM, mas não com essa intensidade que Ash propõe. Quando Ash apresenta o que ele quer, ela aceita, pois quer conhecer mais e se sente atraída.

Ash é extremamente controlador e possessivo, não se importando em sujar as mãos para proteger a sua mulher. Ainda me sinto incomodada com o exagero em mostrar esse controle dos mocinhos, mesmo entendendo a sensualidade do tema.

A fórmula apresentada nesse volume é a mesma que o livro anterior, e em alguns momentos, os fatos chegam a ser previsíveis. Não estou diminuindo a graça da história, mas esperava mais intensidade nesse terceiro volume, mas não encontrei isso na trama.

Temos o romance, as brigas entre o casal, o desenvolvimento do relacionamento, e até alguns momentos tensos, mas faltou aquela faísca para deixar o livro ótimo. Mas isso é apenas minha opinião, e acredito que muitos pensarão de outra forma.

Para aqueles que gostam de romances eróticos com mocinhos extremamente controladores, com certeza a trilogia é uma ótima indicação. Mesmo com esse deslize da autora, eu não desisti e vou ler os outros livros já publicados. Eu sei, sou muito curiosa (risos).

Nota:
 



Um comentário:

  1. Nem li o primeiro e ja acabou?! Acompanhei as resenhas e fiquei muito interessada em ler os livros, espero poder ler!!




    xx

    ResponderExcluir

 
Google+