8

[Resenha] Lições do Desejo

em terça-feira, 4 de fevereiro de 2014


Lições do Desejo
Madeline Hunter
Editora Arqueiro
272 páginas

Lições do Desejo escrito por Madeline Hunter é o segundo volume da série Os Rothwells, onde cada volume narra o romance de um dos irmãos dessa poderosa família.

Na trama, acompanhamos o atraente,  sutil e tentador lorde Elliot Rothwell, um homem acostumado a fazer sucesso entre as mulheres e a conseguir tudo o que deseja delas. Elliot precisa realizar uma tarefa para preservar o bom nome da família, mas isso não será nada fácil. Ele precisa convencer Phaedra Blair a não publicar as memórias de um antigo membro do Parlamento que pode manchar o nome da nobre família Rothwell.

Phaedra é uma mulher brilhante e não convencional, que gosta de usar vestidos pretos e viver uma vida tranquila, sem seguir os rigorosos padrões da época. Ela não é aceita em alguns círculos devido a esse comportamento considerado libertino. Não acredita que uma mulher deva se casar ou prender a própria vida a qualquer homem.

A pedido de seu irmão mais velho, o marquês de Easterbrook, Elliot vai a Nápoles para negociar com Phaedra, que não quer ceder ao pedido. Historiador de renome e autor de livros respeitados, tudo indica que ele seja a pessoa ideal para a tarefa. Porém, Elliot descobre que Phaedra está presa por causa de uma acusação injusta, e resolve fazer de tudo para ajudá-la.

Graças ao prestígio da família, Elliot consegue libertá-la, mas também se torna responsável por ela até voltarem à Inglaterra. Percorrendo juntos uma das regiões mais belas e românticas da Europa, eles vão descobrir que discordam de quase tudo o que o outro pensa ou faz – exceto o que fazem juntos na cama. E, nessa aula de prazer, será cada vez mais difícil saber qual dos dois tem mais a ensinar.

Após a minha experiência conturbada com o primeiro volume da série, confesso que esse segundo volume, foi uma agradável surpresa. Alguns elementos que não gostei da narrativa anterior estão presentes nesse livro, mas encontrei um diferencial no casal protagonista.

Eles são pessoas inteligentes, pensadores e idealistas, sempre a estudar ou a pesquisar. Phaedra foi criada para não seguir as regras da sociedade, escandalizando as pessoas por onde passa, sempre arrumando alguma confusão por ser ela mesma. Elliot sente-se atraído por essa estranha moça que não gosta de seguir as regras, ao mesmo tempo, que seus diálogos são desafiadores.

O casal sempre está em pé de guerra, ele pedindo para ceder, ela não querendo demonstrar nenhuma fraqueza. Mas sempre estão se ajudando, se protegendo. Confesso que me diverti muito com a personalidade de Phaedra e sua relutância em não aceitar qualquer amarra. Assim como as confusões que arruma apenas pela sua maneira de se vestir e se comportar com os outros.

A autora não apresenta apenas o romance na história, mas conduz também, histórias paralelas onde os protagonistas estão em busca de respostas para os próprios anseios. É interessante acompanhar o desenrolar da história, o amadurecimento dos sentimentos do casal e as descobertas dos mistérios da vida de cada um.

Em comparação com o primeiro volume, fui conquistada por esse casal fora do padrão, e me diverti com as situações vividas por ele. A história também conta com momentos sensuais que só vêem a contribuir com o enredo.

Confesso que estou curiosa com o próximo volume da série, e tive a ótima notícia que foi antecipado para fevereiro! Não vou precisar esperar muito para ler a continuação (risos).

Nota: 
 



8 comentários:

  1. É raro quando isto acontece né, de o segundo livro ser melhor do que o primeiro da série, mas que bom que vc não abandonou e seguiu lendo, eu particularmente tenho muita vontade de conhecer.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sou suspeitaaaaaaaaaaa para comentar... mas amo essa autora, e principalmente o primeiro livro, e igualmente como amei o segundo... a narrativa da Madeline é diferente das outras autoras de época, é bem mais elegante e refinada, outra aspecto que curto bastante, é que as personagens femininas são maduras e sempre priorizando sua independência e liberdade. Além dos casais terem um romance gradativo e nada de amor a primeira vista. Amo realmente a escrita de Madeline Hunter.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Carla! Estou ansiosa para ler As Regras da Sedução e Lições do Desejo! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Não me empolguei com o enredo dessa série.

    http://www.conversandocomdragoes.com/

    ResponderExcluir
  5. Acho lindas as capas dessa série, mas confesso que nunca me interessei tanto por ela. Não sei se leria, mas provavelmente se ganhasse o livro a curiosidade me venceria.

    ResponderExcluir
  6. A capa é linda, mas o enredo da série não foi o suficiente pra atrair minha atenção. Já cansei de investir em romances de época, dificilmente me prendem :/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carla! Acho que o único romance de época que li foi Orgulho e Preconceito e não consigo lembrar da história, só lembro de não ter gostado muito. Lendo a sua resenha de Lições do Desejo, que falou muito bem do livro, estou pensando em ler algum livro do gênero, quem sabe dessa série ou até mesmo reler O&P, pra ter certeza se gosto do gênero ou não. hehe

    ResponderExcluir
  8. Apesar de ter lido muitas resenhas sobre o livro, ainda nao me interessei pelo enredo da historia.




    xx

    ResponderExcluir

 
Google+