3

[Resenha] Como viver eternamente

em terça-feira, 20 de maio de 2014
Como viver eternamente
Sally Nicholls
Geração Editorial
226 páginas

Como viver eternamente escrito por Sally Nicholls é um livro encantador, que nos impulsiona a ver o mundo com outros olhos.

Acompanhamos a história de Sam, um garoto de onze anos que adora colecionar histórias e fatos fantásticos, que decide escrever um livro contando alguns acontecimentos da sua vida, assim como a realização de seus maiores sonhos. Sam foi diagnosticado com câncer e sabe que o tratamento não está dando o resultado esperado. Sabendo disso, Sam quer deixar sua marca no mundo, e utiliza da tarefa designada pela professora para escrever o livro.

A história narrada traz mais do que a vida de Sam. Acompanhamos a vida de seus familiares, como eles estão reagindo com o tratamento de Sam, assim como conhecemos Felix, o melhor amigo e companheiro de aventuras, que assim como Sam, também está em tratamento.

Os pais de Sam tentam atender aos seus pedidos para amenizar a sua dor, e sua irmã mais nova, Bella, mesmo não entendo a gravidade da situação, faz de tudo para ajudar. Sam quer aproveitar a vida ao máximo, tem sonhos iguais a todos os garotos, e também se revolta com a doença.

No decorrer da história, acompanhamos diversos questionamento de Sam a respeito da doença, e cada um nos faz refletir profundamente.
Por que Deus faz as crianças ficarem doentes?Morrer dói?Para onde vamos quando morremos?
E sempre que Sam tem um novo questionamento, ele e Felix tentam encontrar razões e respostas para essas perguntas, sempre com humor.

A história é bela, tocante, com uma narrativa leve e fluída, que conduz o leitor a reflexão e ver o mundo com outros olhos, aprendendo que todos os instantes são importantes, independentes de quantos ainda podemos ter.

Nota:


3 comentários:

  1. É muito gostoso este livro né. Apesar do tema forte e triste, o livro foi tão bem escrito que é impossível o leitor não se envolver. Eu adorei!!!

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Carla esse livro me lembra um pouco Extraordinário, mas o Auggie não está à beira da morte.
    E não sei se esse diferencial me dá coragem para ler Como viver eternamente, já estou com o coração na mão, apesar dos garotos passarem a imagem de bem resolvidos quanto a própria situação.
    A capa é linda e se houver coragem lerei. =)

    Minha Velha estante
    Leitura Nossa de Cada Dia

    ResponderExcluir
  3. Nao sei pq, mas ja li algumas resenhas desse livro e todo mundo gosta, mas acho q eu n me prenderia a ele nesse momento, estou numa epoca de querer ler livros divertidos q me façam rir do começo ao fim.. estou atrasando leituras assim kkkkkkk mas um dia quem sabe!!

    ResponderExcluir

 
Google+