2

[Resenha] A Submissa/O Dominador

em sexta-feira, 23 de maio de 2014

A submissa
O Dominador
Trilogia A Submissa – vol. 1 e vol. 2
Tara Sue Me
Editora Record

A Submissa e O Dominador são os dois primeiro volumes da trilogia A Submissa escrito por Tara Sue Me, que originalmente era uma fanfic erótica de Crepúsculo. Eu até pensei em fazer duas resenhas separadas, mas como a história dos dois volumes é a mesma, mudando apenas o ponto de vista, escrevi apenas um texto.
Em A Submissa, conhecemos a história narrada pelo ponto de Abigail, uma jovem que se sente frustrada em seus relacionamentos por nunca conseguir descobrir o que tem errado com eles. Com esse pensamento, ela decidir se tornar uma submissa, e quer apenas ser treinada por um dominante, Nathaniel. Mesmo contra as incertezas de Felicia, sua melhor amiga, Abigail aceita o encontro marcado com Nathaniel para iniciar o relacionamento.

Em O Dominante, conhecemos a mesma história narrada no livro anterior, mas agora contada pelo ponto de vista de Nathaniel. Ele está buscando uma nova submissa, e não acredita que a mulher que ele nunca imaginou que entraria em seu mundo, solicitou apenas ele para ser o seu dominante. Agora Nathaniel precisará decidir em continuar com a sua vida de antes, ou se entrega em um relacionamento com Abigail.

Eu li os dois livros em sequência para entender mais dos sentimentos dos personagens, e mesmo gostando da história, achei desnecessário dois volumes para contar o mesmo enredo. Sei que normalmente os fãs gostam de ler a mesma história contada pelo ponto de vista da mocinha e do mocinho, mas isso deixou a leitura um pouco cansativa pela falta de novidade nos volumes.

Confesso que gostei da maneira como a autora tratou o tema “submissão e dominação”, evidenciando a preferência do casal. Nathaniel não usa o seu lado dominante como uma muleta por algum trauma do passado, e Abigail não quer ser uma submissa por ser drasticamente introduzida nesse mundo. Eles se satisfazem com esses jogos, sem nenhuma frescura ou trauma.

O relacionamento entre eles acontece gradativamente, fortalecido pela confiança que um tem pelo outro. Nathaniel nunca teve um relacionamento afetivo com uma mulher, então não sabe lidar com o que sente por Abigail.

Abigail aceita o pouco que Nathaniel compartilha, e aos poucos, começa a se apaixonar por um homem que apenas está inseguro com os novos sentimentos.

A narrativa de Tara é intensa e envolvente, e assim que li apenas um pequeno pedaço do texto, não consegui mais parar. Mesmo não entendendo o motivo de se ter dois livros com a mesma história, estou curiosa para ler o terceiro volume, onde poderemos acompanhar mais do relacionamento do casal.

Nota:



2 comentários:

  1. Oi Carla,
    Não curto esse estilo, mas achei legal as capas, simples e se ninguém ler os títulos nem desconfiam do conteúdo. hahaha
    Não concordo com dois volumes com a mesma trama apenas com alteração no POV, prefiro quando intercalam os dois num mesmo livro, poupa papel e dinheiro. =)

    Minha Velha estante
    Leitura Nossa de Cada Dia

    ResponderExcluir
  2. Nao curto mesmo livros desse genero :/ e olha q a premissa parece bem interessante. Mas esse negocio de submissa e dominante me lembra logo sadismo e ja vai me dando agonia lembrando de 50 tons kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

 
Google+