4

[Resenha] Um amor do passado

em quinta-feira, 8 de maio de 2014


Um amor do passado
Marlene Saes
Pelo espírito Natasha
Editora Petit
334 páginas

Na adolescência, Mariana engravida de Renato, seu primeiro amor. O rapaz, por sua vez, deixa a cidade depois de tomar conhecimento do fato. A mãe de Mariana busca uma “fazedora de anjos” para pôr fim à gravidez da filha, sem saber que essa atitude desencadearia consequências sérias. Anos depois, Renato reaparece na cidade e traz à tona as lembranças que tanto atormentaram Mariana. Ela agora está casada com José, que desconhece o passado da esposa. Deveria ela contar a verdade ao esposo? Enquanto isso, no invisível, Fernando, o espírito abortado, trama o mal daqueles que impediram seu nascimento.

Mariana e Renato se conheceram ainda jovens. Após uma paixão sem limites resultando em uma gravidez precoce, Renato sente-se jovem demais para assumir uma vida a dois e abandona Mariana, deixando-a desesperada para contar o ocorrido para a mãe. Após a confissão, a mãe resolve que o aborto será a melhor solução e isso se torna um segredo para as duas.

Após muitos anos, Mariana já casada com José e seguindo a vida normalmente, tem um reencontro inusitado. Passa a ser perseguida pelo espírito daquele que seria seu filho que foi abortado por ela. Após esse reencontro que vai mudar todo o rumo da vida, Mariana se vê em apuros e tem todo o seu destino modificado novamente.

O romance vai abordar um tema polêmico que é o aborto, o lado que nós nunca vemos e imaginamos que é o lado do abortado, toda a sua dor, ódio e rancor. O romance vai levar a um final surpreendentemente feliz, após muitas emoções.

Você não irá se decepcionar com a obra, quando chegar ao final!



4 comentários:

  1. Eu li este livro recentemente, achei a história bem mais suave do que as outras do gênero, mas igualmente bonita e com uma mensagem bem especial. A capa é linda né.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Dificilmente me decepciono com estes romances espíritas, pelo menos os que li até hoje. Este eu não conhecia, mas já anotei a dica.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Oi Rita,
    Achei essa capa linda e melancólica, combina com o tema tratado, né?
    Deve ter sido terrível para a mocinha lidar com a gravidez e o aborto sem apoio do pai do bebê, interessante conhecer o lado do espírito que sofreu com a interrupção, deve servir para abrir os olhos de alguns leitores sobre a questão.
    Adorei saber que apesar de tudo o livro tem um final feliz.

    Minha Velha estante
    Leitura Nossa de Cada Dia

    ResponderExcluir
  4. Nao conhecia o livro, mas que premissa polemica que foram abordar. Incrivel pegarem o espirito do feto para se reencontrar com ela, imagina o impacto q ela deve sentir :O fico curiosa para saber do livro

    ResponderExcluir

 
Google+