14

[Resenha] Um perfeito cavalheiro

em segunda-feira, 23 de junho de 2014
Um perfeito cavalheiro
Os Bridgertons vol. 03
Julia Quinn
Editora Arqueiro
295 páginas

Um perfeito cavalheiro escrito por Julia Quinn é o terceiro volume da série Os Bridgertons, onde acompanhamos o romance entre Benedict Bridgerton e Sophie Beckett.

Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina, mas nunca conseguiu realizar esse sonho. Ela é fruto de uma relação ilegítima de um conde, e por mais que ele tenha provido todas as suas necessidades desde que descobriu o seu nascimento, o conde nunca deu um carinho sequer para Sophie.

Após o falecimento do conde, Sophie tornou-se uma simples empregada da casa, já que a madrasta nunca suportou a presença da jovem.

Mas ela terá o sonho realizado por uma noite. Com a ajuda dos criados da casa, Sophie consegue entrar às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton.

No baile, Sophie conhece Benedict e a atração entre eles é instantânea. Sabendo da sua posição e da impossibilidade de um relacionamento entre ambos, Sophie não diz o seu nome para Benedict. E assim como nos contos de fadas, nas badaladas da meia noite, Sophie vai embora, deixando apenas uma antiga luva junto com Benedict.

Benedict procura pela encantadora jovem por toda a cidade, enquanto isso, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres.

Após alguns anos, o destino faz com que os dois se reencontrem. Benedict salva Sophie das garras de bêbados, mas para decepção da jovem, ele não a reconhece com os trajes de criada. Mas como o sentimento entre eles vai além da aparência, ele se apaixona por ela novamente.

Acontece que é inaceitável para a sociedade que um homem na posição dele se case com uma serviçal, e ele faz uma proposta indecorosa para Sophie. Agora eles precisarão lutar contra os próprios sentimentos e deixarem de lados velhos conceitos para viverem um grande amor.

Quando eu penso que não posso me apaixonar mais pelas histórias de Julia Quinn, ela me surpreende. Em uma apaixonante e deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn nos presenteia com um casal fofo e apaixonante.

Sophie é uma jovem que sofreu o abandono, o desprezo e a maldade das pessoas que deveriam amá-la. Ela não sabe o que é ter uma família, uma mãe ou uma amiga. Sempre sozinha, Sophie teve uma ótima criação e educação, mas nunca foi apresentada para a sociedade. Com a morte do duque, ela perde o pouco do luxo que tinha, tornando-se a empregada da casa.

A noite do baile é um verdadeiro conto de fadas. Com perfeição, emoção e delicadeza. Mas logo tem um fim, e mais uma vez, Sophie deixa o seu sonho para trás.

Benedict é apaixonante! Mesmo quando tenta tirar Sophie do série, é claro perceber o quanto ele se importa com ela. E mesmo não a reconhecendo, o sentimento que ele sentiu antes, está presente e ainda mais forte. Benedict não mede esforços para fazer com que Sophie fique ao seu lado, mas a cada negativa, ele fica mais desesperado.

Entre os três volumes publicados, esse é o mais delicado e emocionante. A leveza da escrita de Julia está presente, mas ela toca mais fundo nos corações dos leitores, transbordando-os dos mais puros sentimentos.

A jornada de Sophie e Benedict para enfim ficarem juntos é de emocionar. Confesso que estou mais apaixonada pela série, e a autora comprova o seu talento para criar enredos leves, emocionantes, com pitadas de drama e muito romance.


Um perfeito cavalheiro é aquela típica história que ficará marcada na mente e nos corações dos leitores.

Nota:



14 comentários:

  1. Oi Carla!
    Eu amei esse livro! O romance entre Sophie e Benedict é um verdadeiro conto de fadas, impossível não se apaixonar.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora!
      Eu ainda não consigo me decidir qual é o melhor entre os três que eu li \o/
      Bjks!

      Excluir
  2. Não consigo nem imaginar um livro ainda melhor do que os outros da série! Julia é realmente uma autora excepcional e consegue construir uma narrativa sólida, sensível e doce. Benedict e Sophie parecem formar mais um casal marcante.
    Adorei saber que a história é uma espécie de releitura de Cinderela. Espero ler o livro em breve!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Eu não vejo a hora de ler o próximo livro <3
      Bjks!

      Excluir
  3. Quando se pensa em releituras de clássicos, eu sempre penso: será que vai ficar clichê? Mas quando um bom autor, como Julia Quinn, trabalha um reconto, não tem como dar errado. Me apaixonei por Benedict e Sophie, e por Violet Bridgerton!
    Quero todos os livros de Julia Quinn...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ci!
      Menina, até eu não sei como não conheci a Julia antes, e estou adorando cada livro <3
      Bjks!

      Excluir
  4. Comecei a ler a Resenha e ja fui identificando o livro com Cinderela. Um romance de época, envolvendo príncipe, madrasta má, enteada vestida de serviçal. Acho que é uma leitura perfeita. Eu nao li os outros livros, mas, pela resenha percebo que não ha necessidade, que é um história nova. Acho que vou me apaixonar mesmo pela escritora Julia Quinn.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Katia!
      Prepare o coração, serão muitos suspiros durante a leitura \o/
      Bjks!

      Excluir
  5. Adoro romances históricos, mas ainda não li nada da Julia Quinn! Estou ansiosa para começar ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!
      Você vai adorar! É de deixar o leitor viciado \o/
      Bjks!

      Excluir
  6. Caramba, nota 5!!!!! Deu até vontade de ler! Parece tão fofinho, bem Cinderela mesmo..
    Os três livros são assim, ou só o último? Deve acontecer bastante coisa ao longo da trilogia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      Para você ver o quanto eu gostei do livro <3
      É lindo!
      Bjs!

      Excluir
  7. Ahhh! Gostei tanto da resenha! Você me convenceu, vou comprar esses livro!!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriam!
      Ahhhh você vai adorar!
      bjks!

      Excluir

 
Google+