10

[Resenha] Amor em pecado

em quinta-feira, 10 de julho de 2014
Amor em pecado
Michelle Willingham
Editora Harlequin
284 páginas

Amor em Pecado escrito por Michelle Willingham faz parte da Harlequin Históricos do período Medieval, onde acompanhamos o romance proibido entre Caragh e Styr.

Caragh Ó Brannon já não sabia mais o que fazer para sustentar os irmãos. O vilarejo onde morava estava sem comida, e os irmãos mais velhos não retornavam da viagem que fizeram em busca de alimentos. Quando Caragh nota uma embarcação se aproximando do vilarejo, ela teme pela vida dos familiares e não hesita em lutar para proteger os entes queridos.

Styr Hardrata navegou até a Irlanda buscando um recomeço. A esposa estava infeliz por não conseguir conceber um filho, e estava afastando-o, deixando sem saber o que fazer para agradá-la. Mas ele não imaginou que acabaria prisioneiro.

Assim que a embarcação de Styr se aproxima da praia, o irmão mais novo de Caragh e mais alguns outros jovens atacam Styr, levando a esposa e a tripulação com refém.

Assim que acorda, Styr percebe que é prisioneiro de Caragh, e a jovem não é quem ele imaginava. Caragh oferece o pouco de comida que tem, assim como cuida de todos os ferimentos de Styr. A cada gesto, Styr sente um enorme desejo de proteger a jovem a todo o custo, mesmo que isso signifique que demorará ainda mais para procurar sua esposa.

O desejo e a atração entre o casal é crescente. Styr não se lembra quando foi a última vez que a esposa se senti confortável ao lado dele, e cada vez que Caragh deixa transparecer os sentimentos, mais ele fica confuso.

Caragh sabe do compromisso de Styr com a esposa e o respeita. Mesmo invejando a mulher que nunca conheceu, ela procura manter distancia de Styr, contraindo o crescente sentimento que aflora em seu coração.

Confesso que desde o início da leitura fiquei intrigada para saber como a autora conduziria a história, se existiria a traição ou não. E me surpreendi com a forma como a história foi conduzida.

A relação entre Styr e sua esposa não tem sentimentos, e após diversas tentativas para engravidar, ela se afasta cada vez mais e o casamento é uma mera formalidade. Styr sente cada vez mais atraído por Caragh, mas isso não significa que ele não é leal a esposa, duelando com os próprios sentimentos em se render a uma mulher que o deseja, e a esposa que cada vez mais o afasta.

As histórias de Michelle são recheadas de sentimentos intensos e muito drama. Não temos apenas o romance no decorrer da narrativa, mas diversos acontecimentos que faz o leitor ficar com o coração na mão para saber como será a conclusão do romance.

Foi um romance que li em poucas horas, dividida entre os sentimentos dos protagonistas. É uma história intensa e emocionante, impossível não ler.

Nota:



10 comentários:

  1. AMO este genro, os historicos são meus queridinhos rs, e medieval ainda...suspira.
    O mocinho parece ser respeitador e nada mandão,como geralmente é rs, curiosa pra saber se ele trai a esposa ou ela...espero que a autora tenha sabido escolher um caminho que não leve a isso, quero ler, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Neny!
      Eu pensei que a autora não conseguiria trabalhar a história, e ela conseguiu e ficou muito boa! Não vejo a hora de ler a sequência!
      bjks!

      Excluir
  2. GEEENTEE, adoooro romances históricos no período medieval. Só sinto falta de um romance entre pobres. Quando li que ela era pobre tive esperança, mas pelo vi ele não é... =[
    Mas mesmo assim, me deu uma vontade de ler! Genteem, VIKINGS PROIBIDOS! Meu coração não aguenta! kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi!
      ahahahah estou vendo que você vai gostar desse livro <3
      Bjks!

      Excluir
  3. Oiee Carla
    Até um tempo atrás não era tão adepta a romances históricos como sou hoje,então sempre que vejo um vou correndo saber mais sobre ele para recompensar o tempo que perdi.
    A história tem uma leveza maravilhosa e essa lealdade e compromisso de Styr com sua esposa mesmo ambos não se amando mais é lindo.
    É só uma coisa esses nomes complicam um pouco minha vida,no começo da resenha não sabia nem quem era quem e muito menos pronunciar corretamente,"Caragh" que tipo de nome é esse?? haha
    beijosss♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia!
      Imagina quando eu comecei a leitura que travava cada vez que aparecia esses nomes ahahah
      Você vai gostar dessa história, é linda!
      Bjks!

      Excluir
  4. Oi Carla! Não sou muito fã desse gênero, na verdade tenho um certo receio, li um e odiei, odiei mesmo. Mas depois dessa resenha com tantos elogios como não ler?
    Pra quem gosta de romance,um romance, intenso e emocionante, é leitura certa! E eu amo romance, vou providenciar pra ler, e quem sabe tirar esse receio dos romances históricos!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lara!
      Algumas pessoas não se identificam com esse gênero, é normal =D
      Bjks!

      Excluir
  5. Gente, nunca que eu consigo ler em poucas horas, rsss. Sou devagar demais. E eu fiquei aqui pensando o tempo todo se houve ou não a traição. Gosto de romance de época, principalmente se ele detalha bem as vestimentas que amo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Katia!
      Eu acostumei ler um pouco mais rápido, é que eu me desligo totalmente do mundo quando estou lendo kkk
      Bjks!

      Excluir

 
Google+