6

[Resenha] A lista de Brett

em quinta-feira, 21 de agosto de 2014
A lista de Brett
Lori Nelson Spielman
Verus Editora
364 páginas

A Lista de Brett escrito por Lori Nelson Spielman traz uma história encantadora sobre realização de sonhos, amor, perdão e superação.

Brett parece ter tudo na vida, um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Mas a perfeita vida de Brett muda radicalmente quando a adorada mãe morre e deixa um testamento com uma ordem drástica. Para que Brett possa receber a sua parte na herança, ela precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando ainda era uma garota.

Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe, pois seus sonhos e desejos de adolescente, não são suas ambições de hoje, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista eram impossíveis de realizar e outros, ela precisaria modificar totalmente sua vida.

Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescente, e vai descobrir que os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.

Sabe aquele típico livro que te encanta desde a primeira página? Onde você se emociona em diversos momentos, devido a delicadeza da história? Que as dificuldades e imperfeições dos personagens te aproximam de seus dramas? Foi assim que me senti durante a leitura.

Quando Brett começa a atender a lista, podemos notar o quanto ela deixou seus sonhos para trás, e que isso a mudou drasticamente no presente. Brett se anulou para que fosse aceita pelas pessoas, deixando a própria essência esquecida. Detalhes simples, como ter um animal de estimação, ou manter a amizade com a melhor amiga, estão presentes em sua lista. Mas é praticamente impossível modificar a vida que tem hoje... pelo menos, é o que ela imagina. Cada vez que ela atende um item da lista, o advogado designado para o testamento entrega uma carta escrita pela sua mãe, comentando sobre aquele desejo realizado. E a cada leitura, eu derramava algumas lágrimas.

Com passar do tempo, o que antes era quase um sacrifício para Brett realizar aquelas tarefas, começa a ser intuitivo, onde podemos notar que ela está voltando a viver. Cada realização da lista foi uma surpresa, e fui conquistada a cada página. Brett tem um pouco de cada um de nós, que deixamos nossos sonhos de criança esquecido, mas eles são a nossa essência, e não podemos deixá-los de lado.


A lista de Brett é um livro emocionante, envolvente, com personagens imperfeitos que buscam encontrar a felicidade e se relembrar da simplicidade da vida, onde o amor e perdão se fazem presente em todos os momentos. 

Nota:



6 comentários:

  1. que gracinha Carla! Eu quase chorei lendo sua resenha (sou uma manteiga derretida) e imagina quando ler o livro! Que perfeitinho!Quando vi o nome parei e pensei: drama! nah! deixa disso! Eu particularmente estou fugindo de drama,mas para esse livro eu abriria uma exceção porque ele parece ser tudo de bom! só lendo a sua resenha já estou começando a pensar nos meus sonhos de infância, nas coisas que desisti, deixei para trás!

    beijão!

    ResponderExcluir
  2. Livros que se mostram com personagens mais humanos, com defeitos e tudo mais sempre me conquistam, tão bom ler algo de ficção mas com uma voz de real.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carla.
    é tão bom quando a gente pega um livro envolvente, com uma história bonita, de superação, e nos prende do início ao fim. Acredito que o que tem de mais especial na obra é isso. Prender o leitor, hoje em dia, não é fácil

    ResponderExcluir
  4. Ai minha nossa, eu me apaixonei por esse livro desde que vi a capa e a premissa. Essa é a primeira resenha dele que leio e estou imensamente feliz por ver que tudo que imaginava sobre o livro acontece,e que ele é melhor do que eu esperava..Estou louca pra ter a oportunidade de ler ese livro.. PArabéns pela resenha, ficou ótima..bjs

    ResponderExcluir
  5. oi!
    deve ser livro lindo e quero ler esse livro, quais eram os seus sonhos de criança/adolescente Carla?
    O meu era ser astronoma, mas apareceu a física no colegial e me desanimei XD
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Que livro encantador. Esse livro me parece uma lição de vida. Todos nós deviamos ter um dever assim, fazer uma lista quando criança para realizar depois de adulto.

    ResponderExcluir

 
Google+