6

[Resenha] Quase Casados

em quarta-feira, 20 de agosto de 2014
Quase Casados
Jane Costello
Editora Record
414 páginas

Quase Casados escrito por Jane Costello traz um romance fofo, encantador, divertido, onde fiquei apaixonada desde a primeira página.

Zoe Moore acreditou que tinha encontrado homem perfeito e da sua vida, mas isso se mostrou um terrível e humilhante erro. Jason, seu namorado há setes anos, a abandonou no altar.

Decidida a deixar para trás toda a dor, humilhação, abandonando até mesmo o próprio emprego, Zoe decide trabalhar como babá nos Estados Unidos. E quando chega à Boston, conhece a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, e o adorável Samuel, que acaba de fazer 3. E também o pai das crianças, o viúvo Ryan Miller.

Ryan é um homem lindo, mas tem um humor terrível, é desorganizado e a casa em que vive está em completo caos, suja e bagunçada. E ele é um conquistador. Como Zoe ainda está magoada com o traumático relacionamento, ela estará imune ao charme de Ryan. Ou é o que ela imagina.

A narrativa de Jane é divertida, leve, despretensiosa. Cada capítulo eu me divertia com as atrapalhadas de Zoe tentando se adaptar a sua nova vida, cuidando de duas crianças adoráveis, mas que se transformavam na hora de dormir. Zoe tenta colocar em ordem a casa de Ryan, mas é praticamente impossível, já que ele pouco se importa com o que acontece ali.

Ryan está ferido com o falecimento da esposa e pouco se importa em como está a casa, ou como estão os filhos. Trabalha horas seguidas, encontra-se com as mais diversas mulheres, retornando apenas de madrugada ao lar. Não dá atenção para a preocupação de Zoe quanto à criação dos filhos, e apenas critica qualquer ação que jovem faz na intenção de melhorar o lar.

As crianças são fofas! Eles são educados, carinhosos, mas é fácil notar quanto reflete no comportamento deles a bagunça emocional do pai. E a hora de dormir é um sacrifício para Zoe.

A história é delicada, onde acompanhamos o drama emocional de Zoe com o que aconteceu no casamento, assim como, o drama de Ryan com o falecimento da esposa. O romance é presente no enredo, e torci desde o início pelo casal, que mesmo com as personalidades completamente diferentes, tinham uma química sem igual.


Foi o primeiro livro que li da autora, e estou apaixonada pela sua narrativa. A Editora Record publicou também Damas de Honra e já estou na procura para ler a história. Para os apaixonados por romance, histórias divertidas, personagens carismáticos, não podem deixar de conferir Quase Casados.

Nota:



6 comentários:

  1. que livro bem fofo! amo um romance bem divertido! ele parece ser mais do que perfeito com uma lição de vida!amo!

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Caraca, 5 balões!!! Deve ser mucho fofinho *-*
    Mas ainda assim, sei lá, achei um pouco clichê. Mas deve ser bom pra relaxar!! :)

    ResponderExcluir
  3. Gosto bastante quando uma obra é divertida, envolvente e sai um pouco do comum para podermos dar uma lida legal e nos atrair. Gostei da obra e quero ler

    ResponderExcluir
  4. Sou fascinada por Chick-lits...eles sempre me remetem a filmes de comédias românticas.. e pelo que vejo "Quase Casado" possui a fórmula que adoro, contendo um pouco de drama, misturada com diversão,e uma protagonista incrível...sem contar que o Ryan parece ser um moçinho fantástico e que irá me fazer apaixonar perdidamente por ele... Necessito desesperadamente ler e ter esse livro o mais rápido possível.... Parabéns pela resenha, ficou ótima.bjs

    ResponderExcluir
  5. Comprei esse livro na bienal e Damas de honra está na minha lista para ler desde o começo do ano, espero lê-los logo!! Que bom que a escrita da autora é boa e é uma comédia romântica. Acho que será minha próxima leitura.
    bj

    ResponderExcluir
  6. OI Carla,

    Dama de Honra tem relação com Quase Casados ou é só da mesma autora ?
    Coitada de Zoe ser abandonada no altar pelo noivo.
    Eu nem li o livro e ja torço pelo novo casal.

    ResponderExcluir

 
Google+