1

[Resenha] Coração Ardente

em quarta-feira, 22 de outubro de 2014
Coração Ardente
Bloodlines – volume 04
Richelle Mead
Editora Seguinte
413 páginas

Coração Ardente escrito por Richelle Mead é o quarto volume da série Bloodlines, onde encontramos a luta de Sidney para se livrar das garras dos alquimistas e assim viver a vida como deseja.

Sidney percebe que os preceitos que cresceu acreditando serem certos, são visões deturpadas da realidade, e com isso, consegue quebrar o efeito da submissão trazida pela tatuagem do lírio dourado. Com a ajuda de Marcus, um ex-alquimista, Sidney decide ajudar o grupo a desmascarar o grupo. Mas não conseguiu deixar para trás seus amigos vampiros e dampiros, principalmente, não conseguiu abandonar Adrian.

Vivendo através de máscaras, Sidney mantém uma fachada de perfeita alquimista, enquanto vive uma vida de encontros secretos no apartamento de Adrian, e também, no seu treinamento de bruxa. Ela quer descobrir um meio mais fácil para quebrar a submissão trazida pela tatuagem, e assim ajudar Marcus em sua missão.

Enquanto isso, Adrian sofre as consequências do uso excessivo do espírito – um elemento mágico poderoso que pode trazer de volta a vida, mas que leva a constantes oscilações de humor. Em um instante, ele está alegre e determinado, em outros, depressivo e ensandecido. Por um lado, Sidney é seu maior incentivo para abrir mãos desses poderes e buscar um equilíbrio mental. Por outro, Adrian não pode imaginar o que seria se não conseguisse curá-la caso se machucasse.

A situação se agrava quando Adrian é chamado para ajudar na pesquisa da possível cura para a transformação em Strigoi. Adrian precisa escolher entre sua sanidade, ou sua capacidade de ajudar a todos que ama.

Enquanto isso, Sidney precisa lidar com a chegada da irmã caçula que exige sua atenção. Onde cada mentira, deixa Sidney mais exposta para descobrirem o seu envolvimento amoroso com um vampiro, onde ela poderá ser enviada para a terrível reeducação.

Confesso que me enganei no volume anterior, dizendo que em O Feitiço Azul era o volume onde o romance acontecia. Coração Ardente é o volume que nos faz suspirar.

Diante da incerteza de ser descoberta, ou da possibilidade da insanidade pelo uso do espírito, Adrian e Sidney se rendem ao amor que sentem um pelo outro, evidenciado pelos momentos mais fofos de toda a série.

São poucos os preconceitos que ainda vivem em Sidney, e seu desejo de viver uma vida ao lado de Adrian é mais forte de tudo o que foi ensinada a acreditar. Ela não o vê mais como um vampiro, como alguém que deve temer, mas sim como o homem por quem está apaixonada.

Adrian vive entre uma recaída e outra pelo uso do espírito, e precisará fazer uma importante escolha, onde precisa decidir ajudar os vampiros, ou ficar ao lado do seu grande amor.

É interessante acompanhar a evolução de todos os personagens da trama desde o primeiro volume. Cada um evoluiu, deixando de lado alguns momentos infantis, entendendo a seriedade em que estão vivendo.

A escrita da Richelle é viciante, onde é impossível não se sentir ligada aos personagens e aos seus dramas. Como de costume, a autora termina o volume da pior forma, e agora, estou angustiada esperando o lançamento do próximo volume para saber o que acontece. A editora Seguinte continuou seguindo o padrão das capas, e mantém uma qualidade sem igual na revisão dos seus textos. 


Coração Ardente traz um dos volumes mais apaixonados da série, que fará todos os leitores suspirarem entre uma página e outra. 

Nota:



Um comentário:

  1. aiiiiiiiiiii senhor, preciso comprar os dois ultimos dai lerei a série, senão ficarei depressiva e ansiosa. A escrita da autora é viciante!
    que chegue logo o próximo livro!!
    bjs

    ResponderExcluir

 
Google+