3

[Resenha] O Feitiço Azul

em terça-feira, 14 de outubro de 2014
O Feitiço Azul
Bloodlines – vol 03
Richelle Mead
Editora Seguinte
399 páginas

O Feitiço Azul escrito por Richelle Mead é o terceiro volume da série Bloodlines, onde acompanhamos as descobertas de Sydney com os alquimistas.
Depois de um evento que mudou a vida de Sydney e Adrian para sempre, Sydney luta para traçar a linha entre os ensinamentos Alquimistas e os desejos de seu coração. Ela nunca imaginou amiga de vampiros, muito menos se sentir atraída por um em particular: o rebelde e irreverente Adrian Ivashkov.

Então ela conhece o sedutor Marcus Finch, um ex-Alquimista que a empurra para se rebelar contra o povo que a criou. E quando Sydney fica cara a cara com um usuário de magia negra, ela finalmente começa a abraçar a misteriosa magia que tem dentro de si…

Sidney está cada vez mais com certeza que os Alquimistas escondem segredos terríveis que podem afetar a vida dos humanos e dos vampiros. Além da dúvida em poder confiar nas pessoas que a criaram, Sidney precisa lidar com os sentimentos cada vez mais fortes que tem por Adrian. Sidney até tenta fingir que nada está acontecendo, mas é praticamente impossível.

Adrian está mais maduro, decidido, principalmente quando o assunto é conquistar Sidney. Ele não mede esforços para conquistá-la, assim como sempre estar por perto quando ela mais precisa, protegendo, sendo o perfeito amigo, que sabe brincar, mas que nunca deixa de mostrar o quanto está apaixonado.

Outro personagem que amadureceu no decorrer desses três livros é Sidney. Ela está aceitando a magia, assim como os vampiros e começa a questionar e a desconfiar de tudo que os Alquimistas falam para ela. E Sidney mostra que não é aquela típica personagem que aceita tudo de cabeça baixa. Ela simplesmente arregaça as mangas e vai à luta pelo o que quer.

O Feitiço Azul traz aquilo que tanto estávamos esperando nos livros anteriores, o romance. Não tem como não rir, se emocionar, ou até mesmo ficar com raiva das atitudes no sense da Sidney em negar o crescente sentimento que nutre por Adrian. E mais uma vez, na melhor parte da história, a Richelle termina o livro, deixando qualquer leitor angustiado (eu, principalmente).

Nota:


3 comentários:

  1. Gente esse livro pra mim foi o melhor da série até agora!! Isso pq ainda não tenho coração ardente! Adoreiii a resenha <3 Adoooro a série...eu achei q seria uma trilogia...depois que fui ver a quantidade de livros que ainda tem hahaha mas estou amando a autora sempre se supera! Beijão!

    www.livrofagia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Menina, preciso tomar vergonha na cara e retomar essa série! Eu li só o primeiro livro e adorei mas acabei não lendo os outros. preciso mudar isso! rs

    bjs!

    Thaís

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda lerei a série novamente, porque há fatos que eu não lembro... o que será que os Alquimistas escondem? Richelle Mead sempre deixa um gosto de quero mais nos livros.
    bj

    ResponderExcluir

 
Google+