5

[Resenha] O Rei Fugitivo

em quarta-feira, 29 de outubro de 2014
O Rei Fugitivo
Trilogia do Reino – vol. 02
Jennifer A. Nielsen
Verus Editora
281 páginas

O Rei Fugitivo escrito por Jennifer A. Nielsen traz a continuação de uma das melhores trilogias que iniciei em 2012, com uma narração voltada para o público jovem, onde a autora tece uma trama que agrada leitores de qualquer idade.

Algumas semanas após Jaron assumir o trono de Carthya, uma tentativa de assassinato acaba com a aparente paz que o reino vive. Rumores de uma guerra iminente atravessam as muralhas do castelo, deixando Jaron cada vez mais preocupado com o destino do seu reino. E abandonar a todos pode ser a única esperança de salvá-los.

Caminhando por territórios desconhecidos e perigosos, Jaron precisa decidir em quem confiar, ou se pode se dar o direito de confiar em alguém. Mais uma vez, ele se encontra disfarçado e a ameaça está em todos os lugares, onde revelar a verdadeira identidade não é uma opção.

Quanto mais Jaron é forçado a fugir de sua verdadeira identidade, mais ele se pergunta se está indo longe demais. Será que ele poderá voltar para casa? Ou terá que sacrificar a própria vida para salvar o reino?

Desde que li o primeiro livro, estava na expectativa para ler a continuação. Mas, como gosto de sofrer para ler todos os livros de uma vez, aguardei até a publicação do terceiro livro para continuar a leitura da trilogia. E mesmo esperando vários meses, não me arrependo, pois é uma leitura garantida de emoções e diversão.

A história merece destaque pelo personagem principal, Jaron, um jovem de 15 anos que se destaca pelas respostas ácidas, irônicas, pelo cinismo e sagacidade. Jaron é inteligente, observador, desconfia de tudo e todos, e não entrega a confiança para qualquer pessoa. Ele sabe os perigos que está enfrentando, mas não foge ou se esconde.

O que me chama a atenção na trama é que Jaron não faz o papel de vítima. Seus diálogos são cheios de desafios e afrontas, onde não importa a consequência, ele enfrenta sem medo. Simplesmente, é o perfeito personagem adolescente que eu espero encontrar em todos os livros, aquele que não fica esperando uma solução divina para os problemas, ele faz acontecer.

A trama é intensa, recheada de traição, assassinatos, perigos e muita emoção. A disputa de poder e jogos políticos continuam presente neste segundo volume, onde cada detalhe é importante para trama e nada pode ser esquecido.


Com uma escrita leve e fluida, misturada a um enredo e personagens marcantes, O rei fugitivo com maestria uma das melhores trilogias que já li. Só posso dizer que o leitor será conquistado por essa trama, principalmente pela personalidade marcante de Jaron.

Nota:





5 comentários:

  1. Oi Carla!
    A história só não me atraiu porque não li o livro anterior ainda! Mas parece ser uma série muito legal.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Menina, este livro te pegou de jeito, hein?! rsrs
    Não gosto muito deste tipo de história, mas você conseguiu convencer. Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Carla. Essa trilogia me chama bastante a atenção e se tiver a oportunidade, pretendo lê-la. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Como eu quero ler essa trilogia, pois eu lembro da resenha do primeiro livro e estou com lombrigas para poder ler. Penso nos apertos que ele deve passar e espero que ele não se perca para o personagem que ele representando.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse trilogia o.O
    Mais pela sua resenha parece que é muito bom, vou procurar saber mais sobre o primeiro livro, mais espero que muito em breve possa lê-lo...Gostei da resenha.
    *-*

    ResponderExcluir

 
Google+