1

[Resenha] O Tempo que Nunca Foi

em terça-feira, 21 de outubro de 2014
O Tempo que Nunca Foi – Ecos de Um mundo que Nunca Existiu
Kelly Moore; Tucker Reed; Larkin Reed
Amber House II
Editora Jangada
320 páginas

O tempo que nunca foi escrito por Kelly Moore, Tucker Reed e Larkin Reed é o segundo volume da Trilogia Amber House, onde encontramos um romance sobrenatural com doses de mistério e drama.

Após o falecimento da avó, Sarah Parson vai morar em Amber House – a centenária propriedade que pertence a família a gerações, onde a jovem é assombrada por ecos fantasmagóricos do passado. Mas algo está errado...

A vida de Sarah está melhor do que era – sua tia está viva, os pais estão casados e felizes, sua avó morreu após uma longa vida produtiva e respeitada. Mas o que acontece ao redor está muito diferente e pior do que era.

A América do Norte é um conjunto de nações separadas, onde a Confederação dos Estados Americanos ainda luta contra a segregação e o racismo, e o nazismo prevalece em toda a Europa. Neste mundo, Sarah começa a ter visões de um mundo melhor que nunca existiu. Com uma enorme sensação de déjà-vu, Sarah percebe que fez uma escolha que mudou tudo, e agora, precisará escolher novamente.

Com a ajuda do seu melhor amigo, Jackson, e das lembranças de Amber House, Sarah precisará descobrir o que mudou e como corrigir, antes que seja tarde...

Com uma narrativa envolvente, acompanhamos mais um capítulo dessa história sobre paranormalidade, viagem no tempo e universos paralelos.

Sarah fez uma escolha, e agora, a realidade estava alterada. Ela não se lembra do que era antes, apenas têm sensações de um mundo que nunca existiu. Tentando descobrir o que é real da pura fantasia, Sarah precisa descobrir o que mudou e assim, conserta a realidade em que vivem.

O enredo traz alguns momentos semelhantes com o primeiro volume, dando ao leitor, a sensação de déjà-vu com a história. Como é outra realidade, a personalidade de Sarah é mais frágil, indecisa, insegura do que precisa fazer. Ao mesmo tempo, a Sarah corajosa e destemida está dentro dela, pronta para ser despertada.

O volume acaba em um daqueles momentos onde o leitor fica se questionando sobre a crueldade dos autores em demorar a publicar os próximos livros da série. Procurei informações sobre o terceiro livro, e não encontrei data ou anúncio da publicação, restando ao leitor aguarda o que for preciso para ler a continuação.

Assim como ano primeiro volume, a capa é lindíssima, e para mim é impossível escolher a preferida entre as duas. A revisão e a diagramação da editora estão ótimas, o que contribui para a qualidade da publicação.


Para quem gosta de livros com mistérios, paranormalidade, sobrenatural, romance e drama, não pode deixar de conferir a trilogia Amber House, onde cada volume é melhor que o outro.

Nota:



Um comentário:

  1. eu não li a série ainda, tenho livros mas eu não acredito que ficarei com muita vontade de ler. O que será que mudou?
    começarei a ler amber house neste fim de semana!!
    bjs

    ResponderExcluir

 
Google+