1

[Resenha] Amy & Matthew

em quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015
Amy & Matthew
Cammie McGovern
Galera Record
333 páginas

Amy & Matthew escrito por Cammie McGovern traz uma história de amor delicada e envolvente, com personagens longe de serem perfeitos.

Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Eles estudavam juntos, mas nunca conversaram.
Matthew sabia quem ela era, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Ele a observava, procurava entender o que passava na cabeça da jovem que nunca estava sozinha, e que pouco se comunicava.

Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Devido a um problema que teve quando ainda era bebê, Amy se locomove com a ajuda de um andador, e se comunica através de um sintetizador de voz.

Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.

Amy sempre era acompanhada por um tutor, para que este pudesse ajudá-la na escola, preenchendo as provas, ou auxiliando na locomoção. Como pouco tem contato com os outros adolescentes, Amy acredita na felicidade. Até que Matthew fala a verdade para ela, onde percebe que precisa fazer amigos.

À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou. E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.

Matthew tem TOC, e por mais que tente disfarçar, todos ao seu redor já perceberam isso. O quanto ele lava freneticamente as mãos, ou não consegue responder um formulário, porque tem que voltar as perguntas anteriores várias vezes. Ele está preso em suas próprias manias, e não sabe mais como amenizar isso. Com Amy ao seu lado, apoiando e incentivando, Matthew começa a mudar pequenas atitudes, e com isso, nota o quanto a presença de Amy faz bem para ele.

A leitura do romance é intensa, pois os protagonistas têm problemas e limitações, que nos tocam profundamente. Amy tem limitações físicas e cognitivas, mas isso não a impede de ser uma das garotas mais inteligentes do colégio. Inclusive, quem julga Amy pela aparência, não conhece a grandeza de espírito dessa jovem, que encontra a alegria diante das dificuldades.

Matthew é um jovem retraído, que não gosta de chamar a atenção, e vive seus dramas internos. Ele não sabe como controlar a voz que o faz verificar inúmeras vezes a mesma coisa, ou até mesmo, se limpar diversas vezes. Mas Matthew é companheiro, leal,  defensor, que faz de tudo para sua melhor amiga.

 O livro é muito mais que um simples romance. Ele trata sobre oportunidades, sobre não julgar pela aparência, que algumas limitações não significa que a pessoa vive em uma eterna amargura. Mesmo com uma narrativa um tanto melancólica, o enredo traz uma bela história de amor, amizade, perdão, segunda chance.


É um livro que indico para todas as idades, que desejam acompanhar uma história tocante. Tenho certeza que será outra pessoa após a leitura desse livro. É um livro triste, e ao mesmo tempo tocante. Só lendo para sentir todas as emoções que o livro pode proporcionar.

Nota:



Um comentário:

  1. Meu Deus, eu esperava muito desse livro, mas a tua resenha me comoveu. Tô vendo que preciso começar a leitura preparada para fortes emoções. A história é linda, os personagens parecem ser muito cativantes, e o livro já está no topo da minha wishlist, sem nenhuma dúvida!

    ResponderExcluir

 
Google+