4

[Resenha] A Ascensão das Trevas

em terça-feira, 10 de fevereiro de 2015
A Ascensão das Trevas
A Queda dos Reinos - vol. 03
Morgan Rhodes
Editora Seguinte
423 páginas

A Ascensão das Trevas escrito por Morgan Rhodes é o terceiro livro da série A Queda dos Reinos, onde acompanhamos a guerra entre os povos de Limeros, Paelsia e Auranos, e a busca de um rei para encontrar um antigo poder.

Com faz parte de uma série, é importante a leitura em ordem cronológica, para que não perca nenhum dos detalhes da trama, principalmente agora, onde novos rumos são tomados na trama.

Depois de conquistar Mítica inteira, o rei Gaius ainda não está satisfeito: sua nova missão é encontrar a Tétrade, quatro cristais mágicos perdidos, capazes de conferir poderes indescritíveis a quem os reunir. Para isso, ele conta com os conselhos de Melenia, uma imortal que o visita em seus sonhos e que o instruiu a criar uma estrada ligando todos os reinos.

Os poderes de Lucia estão cada vez mais fortes, e um vigilante exilado aparece para orientar a feiticeira. Mas o Rei Sanguinário não é o único que cobiça essa magia milenar: vindos de Kraeshia, um império vizinho muito influente, o príncipe Ashur e a princesa Amara conhecem as lendas de Mítica e desconfiam que a Tétrade não seja apenas um mito. Logo eles entram na disputa e buscam seus próprios aliados nessa corrida pelo poder.

Um período de trevas se abate sobre Mítica, e nesses tempos sombrios Jonas, Cleo, Magnus e Lucia precisam descobrir o quanto antes em quem podem confiar.


Jonas vê seu grupo de rebelde chegar ao fim, após diversas tentativas de derrubar o rei. Agora, para resgatar uma das poucas sobreviventes do grupo, Jonas se aliará a um misterioso mercenário.

Cleo decide se aliar a Jonas, tornando-se sua informante. Juntos, eles tentarão encontrar a Tétrade antes do rei, e enfim, conseguir derrotá-lo.

Magnus está cada vez mais distante de sua irmã, e não consegue mais concordar com as atitudes do pai. Ao mesmo tempo, sua relação com Cleo, com quem fora obrigado a se casar, está cada vez mais confusa. Ela é a única que consegue verdadeiramente vê-lo através das máscaras que usa.

Lucia está cada vez mais forte e imprevisível. Quanto mais seus poderes aumentam, mais ela sente um lado obscuro aflorando, difícil de segurá-lo.

Entre todos os volumes publicados da série, A Ascensão das Trevas é o melhor. Os protagonistas foram despojados de suas máscaras, e conseguimos visualizar os seus reais sentimentos.

Cleo está disposta a tudo para conseguir seu reino de volta, mentindo cada vez mais, tentando usar Lucia e Magnus no processo. Mas isso é impossível quando começa a ter sentimentos genuínos pela jovem feiticeira, e se confunde com as atitudes protetoras de Magnus.

Lucia está cada vez mais confusa com a inebriante sensação de poder. Com isso, ela torna-se violenta e imprevisível em seus atos.

Magnus não consegue mais apoiar o pai, e se distanciou da irmã. A única pessoa que parece entendê-lo é a única que não pode confiar, sua esposa Cleo. Mas quanto mais ela o desafia, mais ele a protege, sem entender o motivo por trás de suas ações.

Jonas carrega as terríveis escolhas que fez, que precisa conviver com as consequências. Na esperança de conseguir salvar os poucos amigos sobreviventes, ele está disposto a fazer perigosas alianças.

A trama se intensifica com a chegada de um novo reino que também procura pela Tétrade, e após acompanhar os acontecimentos finais do livro, notamos que a guerra está cada vez mais longe de terminar.

O volume termina deixando os leitores com o coração na mão, já que os sentimentos dos personagens estão cada vez mais expostos. Confesso que Magnus tornou-se meu personagem favorito, e não vejo a hora de acompanhar mais desse atormentado protagonista.

O quarto livro ainda será publicado nos Estados Unidos, deixando-nos na expectativa da Editora Seguinte conseguir o lançamento simultâneo aqui no Brasil. Cada capa dessa série é uma obra a parte, sendo impossível escolher qual é a melhor até agora.


Terminando de uma forma onde os leitores ficam desesperados pela continuação, A Ascensão das Trevas mostra o favoritismo da série, engrandecendo o enredo com uma rica trama de escolhas, alianças, guerras e morte.

Nota:



4 comentários:

  1. Oi Carla!!! Pela sua resenha o livro parece ser realmente bom, mas decidi que no momento nãoq uero ler séries, a não ser aquelas em que um livro é totalmente independente do outro, tipo quando lemos séries de uma família.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla, faz tempo que não pego um enredo assim, o último foi uma série nacional que participei de um BT. Parece bom mesmo, vou anotar a dica.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Tenho me surpreendido com alguns livros que prometem bastante e que eu nem sabia que existiam, este é um deles. Dica anotada viu.

    Beijo, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu adorei a resenha e a forma como tu descreveu a história. Eu consegui entender o enredo sem ter lido nenhum dos livros. Primeiro de tudo, acho a capa da série maravilhosa, particularmente a desse volume. Eu gosto de histórias épicas, se é que posso dizer assim, e essa trama me atraiu bastante. Pretendo ler a série, sim!

    ResponderExcluir

 
Google+