1

[Resenha] A Primavera Rebelde

em segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015
A Primavera Rebelde
A Queda dos reinos – vol. 02
Morgan Rhodes
Editora Seguinte
417 páginas

A Primavera Rebelde escrito por Morgan Rhodes é o segundo livro da série A Queda dos Reinos, onde acompanhamos a guerra entre os povos de Limeros, Paelsia e Auranos, e a busca de um rei para encontrar um antigo poder.

Com faz parte de uma série, é importante a leitura em ordem cronológica, para que não perca nenhum dos detalhes da trama.

Depois que o rei Gaius de Limeros conquistou as terras de Auranos e subjugou o povo sofrido de Paelsia, passou a dominar toda a Mítica com seu punho de ferro. A rica população de Auranos parece não se importar com o novo governante, desde que seus privilégios sejam mantidos; os paelsianos, como sempre, aceitam seu destino de exploração.

Mas a tranquilidade é só aparente - grupos rebeldes começam a surgir nos reinos dominados, questionando as mentiras e os métodos sangrentos do novo rei. Enquanto isso, Gaius obedece à sua mais nova conselheira e dá início à construção de uma estrada passando pelas temidas Montanhas Proibidas. Mas essa via não servirá apenas para interligar os três reinos - ela faz parte de uma busca pela magia elementar, perdida há mil anos, que conferirá ao tirano um poder supremo.

O que ninguém esperava era que essa obra desencadearia uma série de eventos catastróficos, que mudarão aquelas terras para sempre e forçarão Cleo, Magnus, Lucia e Jonas a tomar decisões até então inimagináveis.

Cleo precisa mentir a todos os instantes, tentando convencer o rei Gaius de que é favorável as suas escolhas. Sua única esperança em tomar novamente o trono que foi tirado é em um anel que recebeu do seu pai antes de morrer.
Magnus tenta atender as expectativa do pai, procurando impressioná-lo em todas as oportunidades, mas isso está cada vez mais difícil já que não concorda com todas as atitudes do rei.

Lucia é assombrada pelo uso de seus poderes, e enquanto tenta se recuperar, recebe a visita de um garoto misterioso em seus sonhos, que entende todos os seus medos.

Jonas reúne um grupo de rebeldes paelsianos para seguir os passos do rei, e assim conseguir impedi-lo de destruir ainda mais o povo fragilizado.

Com uma narrativa envolvente e fluída, acompanhamos a segunda parte dessa guerra que parece longe de terminar. Em cada capítulo, acompanhamos uma pequena parte da história contada pelo ponto de vista de um dos protagonistas, e agora, contamos também com a narrativa de algum personagem secundário.

Por mais que goste quando os autores narrem a história pelo ponto de vista de vários personagens, confesso que me sinto frustrada quando essa quantidade aumenta de um volume para outro. A sensação é que pouco acontece na trama, já que são vários personagens para aparecer.

Mesmo com esse detalhe, não posso deixar de comentar que a autora mostra ainda mais da trama, sobre os poderes de Lucia, assim como a busca pela Tétrade. Cada vez mais os quatro protagonistas, Lucia, Magnus, Cleo e Jonas, precisam fazer importantes escolhas, decidindo a quem se aliar nessa guerra.

Confesso que com exceção de Lucia que foi um personagem que pouco me conquistou, fiquei ansiando pelos capítulos de Magnus, Cleo e Jonas. Começamos a perceber que Magnus não é o garoto frio que aparenta ser, e que se esconde através de uma mascara de apatia para não demonstrar tudo o que passa em seu coração. Cleo amadurece nesse volume, mostrando-se uma jovem de fibra e determinada, que fará de tudo para retomar seu reino. Jonas percebe que por mais que seja o líder, algumas de suas atitudes podem ser perigosas, colocando em risco a vida de todos os seus amigos. 
Entre escolhas, alianças, lutas, mistério e muito perigo, A Primavera Rebelde traz uma ótima continuação, terminando o volume com aquele gostinho de quero mais.

Nota:





Um comentário:

  1. Pelo visto, esse volume é decisivo para o desenvolvimento da trama, pois é nele que acontecem todas as reviravoltas importantes e que influenciam na história. Gosto muito de histórias nesse gênero, e pretendo sim acompanhar a série. Adorei tua resenha, cheia de detalhes!

    ResponderExcluir

 
Google+