2

[Resenha] Private Suspeito nº. 1

em segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015
Private - Suspeito nº. 1
James Patterson, Maxine Paetro
Editora Arqueiro
219 páginas

Private Suspeito nº. 1 escrito por James Patterson em parceria com Maxine Paetro é o segundo volume da série Jack Morgan, onde acompanhamos mais um caso investigado por Jack.

A melhor agência de investigações do mundo enfrenta uma grande crise. Jack Morgan é dono da Private, uma renomada agência de investigações que tem entre seus clientes algumas das pessoas mais ricas e poderosas do mundo. Ao voltar para casa de uma viagem de negócios, ele encontra a ex-namorada morta em sua cama, com um tiro à queima-roupa. Para a polícia, Jack é o principal suspeito.

A equipe de investigadores, técnicos e cientistas da Private está às voltas com o caso de um jovem astro de cinema, acusado de estuprar uma menor de idade. Ao mesmo tempo é acionada pela dona de uma rede de hotéis para investigar um misterioso assassinato em um de seus estabelecimentos. Além disso, um mafioso de Los Angeles precisa de ajuda e decide que é hora de cobrar um favor de Jack.


Assim como em todos os livros de investigação escrito por James Patterson, enredo tem um ritmo alucinante, com uma história concisa e sem enrolações. Os capítulos são curtos, contribuindo com a fluidez do enredo.

O caso que a agência precisa investigar é de cunho pessoal, e todos farão de tudo para descobrir o assassino da ex-namorada de Jack. Todas as pistas incriminam-o, e cada vez mais, todos ao seu redor acreditam nessas pistas.

Com exceção do primeiro livro da série onde particularmente achei o caso mais fraco, os outros livros publicados da série traz um caso pessoal para agência e mais um que eles precisam investigar em paralelo. Os personagens mostraram mais do seu carisma, onde podemos torcer por eles durante a narrativa. Agora só nos resta esperar mais  lançamentos dessa série.

Nota:


2 comentários:

  1. Sou realmente fã do gênero, e adoro o autor James Patterson, ele tem uma forma ímpar de nos prender na narrativa. Já havia ouvido falar da série, mas ainda não tive a oportunidade de ler nenhum dos livros. Não por falta de vontade, porque eu definitivamente iria adorar a leitura. Gostei da forma como a trama se desenrola, podemos julgar a competência de cada personagem, já que há mais de um caso a ser investigado.

    ResponderExcluir
  2. Como eu me arrependo de não ter comprado um livro do James Patterson na Bienal Sp, tava tão barato, mas não conhecia o autor e não comprei (afff) rs. Curto muito este estilo de livro, e vou atrás destas obras. Beijinhos....

    ResponderExcluir

 
Google+