2

[Resenha] As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender

em segunda-feira, 23 de março de 2015
As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender
Leslye Walton
Editora Novo Conceito
300 páginas

As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender escrito por Leslye Walton traz uma histórias emocionante sobre uma família que sofre a gerações, devido as escolhas do amor.

Gerações da família Roux aprenderam essa lição da maneira mais difícil. Os amores tolos parecem, de fato, ser transmitidos por herança aos membros da família, o que determina um destino ameaçador para os descendentes mais jovens: os gêmeos Ava e Henry Lavender.

Henry passou boa parte de sua mocidade sem falar, enquanto Ava que em todos os outros aspectos parece ser uma jovem normal nasceu com asas de pássaro. Ninguém sabe explicar o porquê a jovem nasceu com as asas, alguns acreditam que é um milagre, que ela é um anjo.

Tentando compreender sua constituição tão peculiar e, ao mesmo tempo, desejando ardentemente se adaptar aos seus pares, a jovem Ava, aos 16 anos, decide revolver o passado de sua família e se aventura em um mundo muito maior, despreparada para o que ela iria descobrir e ingênua diante dos motivos distorcidos das demais pessoas.

Pessoas como Nathaniel Sorrows, que confunde Ava com um anjo e cuja obsessão por ela cresce mais e mais.

Com uma narrativa emocionante, conhecemos todo o passado da família de Ava, desde a chegada dos bisavós aos Estados Unidos, até o nascimento de Ava e seu irmão Henry. A cada capítulo, conhecemos cada detalhe dessa família, seus amores, perdas, lágrimas e alegrias. Com um passado incomum e até trágico em alguns momentos, entendemos o porquê a família não estranhar um bebê nascer com asas.

Diferente do que eu imaginava, o livro não é totalmente de fantasia. Com um drama emocionante, separação, união, o amor e suas escolhas, vamos descobrindo o passado e o presente dessa família que ama com intensidade, assim como já sofreu sua cota de desilusões.


Livro indicado para os leitores ávidos por romance com um toque místico, com uma narrativa envolvente e única, que conduz os leitores a sentir os mais diversos sentimentos. Uma obra bela e despertando os mais diversos sentimentos.

Nota:



2 comentários:

  1. Olá!

    Eu também gostei muito desse livro, achei a narrativa da autora tão diferente, aquele tom de improbabilidade ao final de longas sentenças que se passariam por uma não fantasia. rs

    Beijo,

    Samantha Monteiro
    http://www.wordinmybag.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla!
    Eu ainda não li esse livro, mas já tenho ele aqui. Parece ser muito bom, com uma história bem original!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir

 
Google+