13

[Resenha] Memória da Água

em terça-feira, 21 de julho de 2015
Memória da Água
Emmi Itäranta
Páginas 288
Galera Record

Memória da água escrito por Emmi Itäranta traz uma história reflexiva, onde acompanhamos uma sociedade que sobrevive em um mundo onde a água potável é racionada, e pouco se tem para consumo.

Num futuro distante, depois de muitas guerras, a Europa foi dominada pela China, e o bem mais precioso dos tempos antigos se tornou tão escasso quanto a liberdade. Quase não existe mais água potável, e o pouco que se tem é controlada e distribuída para a população através de cotas, e os militares controlam essa distribuição.

Noria é filha de um mestre do chá, uma profissão muito antiga que tem conhecimento sobre a localização das nascentes de água. Ela está sendo treinada para substituir o pai, e dentre todos os ensinamentos, ele revela à filha seu maior segredo: uma fonte natural escondida que fornece água para a família. Ela não pode revelar esse segredo, e após ser um mestre do chá, Noria não pode deixar nenhuma pista de que conhece a localização dessa fonte.

Desamparada em um mundo destruído, ela começa a questionar o significado de tamanho privilégio. Guardar esse segredo é negar ajuda ao restante de população, e ajudá-los é colocar em risco a própria vida: os militares punem severamente quem for descoberto desfrutando de alguma fonte ilegal de água. Como o pai a ensinou, é preciso ter sabedoria para compreender o verdadeiro poder da água.

Mas Noria também aprendeu que a sabedoria representa, acima de tudo, o poder de decidir seu próprio destino, a escolha entre lutar e se entregar.

Com uma narrativa poética e reflexiva, acompanhamos uma protagonista em um mundo onde os habitantes precisam viver utilizando pouquíssima água. As cotas liberadas pelos militares devem ser utilizadas com sabedoria, pois devem durar até a próxima distribuição. Mas imprevistos acontecem, como quando uma criança está doente, e é necessário ter mais água para a limpeza das roupas ou da própria higiene, o que é impossível devido ao pouco que se tem.

Através de Noria, conhecemos mais do dia a dia dessa sociedade fragilidade que descobriu a duras penas a importância de um bem concedido pela natureza, mas que ainda custa muito para ser valorizado. Com a leitura dos livros encontrados pela protagonista, assim como de fitas, desvendamos o que ocorreu no passado antes de água acabar, fazendo que Noria questione tudo que já ouviu sobre o passado.

O drama moral de Noria é intenso e leva a reflexão, pois de um lado, ela deve respeitar os preceitos daquilo que desde criança foi ensinada a respeitar; por outro lado, revelar a localidade da fonte, pode ajudar em muito a população, mas ao mesmo, se descoberto, sua vida pode correr um enorme risco.


Em suma, A Memória da Água, é uma história de ficção onde podemos trazer para a atualidade, proporcionando reflexão sobre um bem que ainda não foi valorizado para muitos, e quando acabar, é que verdadeiramente entenderemos o quanto era importante.

Nota:

13 comentários:

  1. Oi Carlinha!
    Bem pertinente para o momento que vivemos de escassez dos bens naturais.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gladys!
      E muito!
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  2. Oi Carla!
    Esse livro parece ser o futuro do estado de SP... Tá complicada essa questão da água aqui. Esse tipo de leitura deveria ser obrigatória.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora!
      Esse livro é ótimo!
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  3. Gostei da resenha Carla. Uma história tão próxima ao real, além de tocante e reflexiva. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa!
      O livro é muito bom!
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  4. Oi, Carlinha
    Amo DISTOPIAS, mas quando vi essa capa confesso que desanimei um pouco..kkk. Não é nada atrativa, mas o enrredo parece ser bem interessante e se vc deu 4 balões , deve ser bom.Vou tentar ler ...um dia.
    beijos.
    http://www.leituraseloucuras.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rebeca!
      Realmente, a capa não atrai kkk
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  5. Oie,
    adorei o tema da história, do jeito que estamos hoje o tema esta bem atual.
    Pena a capa ser tão simples.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van!
      É muito atual!
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  6. Olá Carla,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, gostei demais da premissa e da capa e a sua resenha vejo que vou gostar demais dele, dica anotada....bjs.

    www.devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marco!
      Torcendo para que aprecie a leitura \o/
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  7. Oi Carla!

    Tô mega a fim de ler esse livro porque ele trata de um tema tão real e ao mesmo tempo, um tema que nunca tive o prazer de ler. Espero gostar do livro ;-;

    Beijos!
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir

 
Google+