4

[Resenha] Cidade Banida

em terça-feira, 1 de setembro de 2015
Cidade Banida
Ricardo Ragazzo
383 páginas
Editora Planeta

Cidade Banida escrito por Ricardo Ragazzo é aquele típico livro que começamos a leitura e não conseguimos mais parar. Desde a primeira a página, o leitor é conquistado pela narrativa do autor, onde não tem pausa até chegar à última página.

No futuro, a Terra foi assolada por inúmeras guerras, o que dizimou 99% da população humana e transformou toda a forma de vida. Boa parte dos seres humanos se encontra protegida atrás do muro da Prima Capitale, construída para a sobrevivência da população, onde devem seguir as duras leis do novo governo.

Por causa da rigidez do governo, todos os bebês nascidos no lugar precisam passar pelo crivo dos chamados “cógnitos” - seres com poderes psíquicos capazes de prever o futuro. Caso, nesta visão, seja revelado que o novo cidadão cometerá um crime, sua sentença é a morte. Não importa de quem seja o filho, se for previsto algum ato de rebeldia, a criança era descartada.

Seppi Devone foi um desses bebês vetados. No entanto, sua mãe, Appia, consegue fugir com ela, livrando-a da cruel sentença. Elas vivem incógnitas numa comunidade no meio da mata e Appia cria sua filha como um garoto. Mas, quando Seppi completa 15 anos, o destino bate à sua porta e a garota terá de enfrentá-lo. Afinal, a adolescente é a única esperança que muitos oprimidos têm de se livrar do mal a que são submetidos pelo Supremo Decano. Irá ela abraçar essa sua missão?

A escrita de Ricardo me surpreendeu desde a primeira página, onde notei meu envolvimento com a leitura a cada detalhe da trama. Criando um mundo pós guerra, temos um enredo distópico incrível, com personagens marcantes e imperfeitos.

Para facilitar a compreensão dos detalhes desse novo mundo, temos um glossário sobre os novos seres encontrados no planeta: o universo glimpse. Não foram apenas os seres humanos que evoluíram apresentando poderes psíquicos, mas o mundo animal também sofreu mutação e através do glossário encontramos essas novas formas de vida.

Seppi é uma protagonista que adoramos amar: forte, decidida, durona, enfrenta os mais diferentes desafios desde que descobre o seu poder. E o que mais chama a atenção é que ela não é perfeita. Sim, Seppi também sente raiva, deixa-se levar pela emoção, agindo impensadamente várias vezes durante a trama.

Além de uma protagonista que conquista, o autor caprichou nos personagens secundários. O misterioso Lamar surge para ajudar Seppi, tornando-se um interesse romântico para a jovem. Indigo, a antagonista que faz de tudo para mostrar seu ódio por Seppi. E a Diva, a “leoa” que Seppi se comunica telepaticamente e mantém uma amizade.


Confesso que quase tive um surto quando cheguei a última página e descobri que teremos uma continuação. Ainda estou desesperada tentando descobrir quando será o próximo lançamento, pois o final é de deixar o leitor chocado. Cidade Banida é um livro surpreendente, que merece destaque pela qualidade da trama e da narrativa. Um livro que vicia e contagia o leitor desde a primeira pagina, deixando-o ávido para mais e mais.

Nota:



4 comentários:

  1. Oi Carla!
    Ainda não conhecia o livro mas acho que vou gostar! Adoro distopias e a história desse livro parece ser ótima!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora!
      Você precisa ler, o livro é ótimo!
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir
  2. Carla!
    Já li um outro livro do Ricardo e gostei muito.
    Como é uma distopia, fiquei bem curiosa, porque me parece diferenciada.
    Não sabia que é uma série, mas tá valendo.
    “Quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor!
      Adorei esse livro, é muito bom!
      Bjks!
      http://www.historias-semfim.com/

      Excluir

 
Google+