20

[Resenha] Quarto

em sexta-feira, 11 de março de 2016
Quarto
Emma Donoghue
Editora Verus
350 páginas

Quarto escrito por Emma Donoghue traz uma trama intensa e impactante, narrada pelo ponto de vista de uma criança.

Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. E entre brincadeiras, ele vai aprendendo mais e mais sobre um mundo em que vive, que se restringe ao espaço em que mora com sua mãe.  À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la. Ele não tem ideia do que acontece, nunca saiu se aventurou a noite quando saber o velho Nick vai estar por perto.

O quarto é a casa de Jack, mas para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos.

E ela fará de tudo para proteger o seu filho, e também conseguir fugir daquele lugar. Quanto mais tempo fica, ela sabe que fica perigoso para Jack. Mas como fugir de um local que há sete anos está presa?

Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Mesmo com um enredo um tanto indigesto, a narrativa da autora é delicada, onde vemos o mundo através de Jack. Ele não conhece o mundo lá fora, tudo o que sabe está restrito no quarto onde nasceu e cresceu. Mas é um garoto esperto, inteligente, observador, que aprende tudo com facilidade.

A trama é dividida em quatro partes relatando o período em que eles vivem no quarto, e depois quando eles estão solto. E o que chama a atenção é que ao mesmo que era difícil viver encarcerada por tantos anos naquele lugar, era imensamente difícil voltar para o mundo lá fora, assim como conhecê-lo pela primeira vez.

A trama é delicada, emocionante, evidenciando a luta de uma mãe em mostrar o lado bom da vida, mesmo quando está em lugar contra a sua vontade. É um enredo lindo e belo, que tenho certeza que ficará na memória de muitos.


O livro rendeu o filme O Quarto de Jack, que rendeu alguns prêmios na temporada, como Brie Larson ganhou como melhor atriz no Golden Globes, no Critics' Choice Awards. Eu ainda não tive a oportunidade de assistir ao filme, mas estou curiosa para saber como ficou essa adaptação.

Nota:



20 comentários:

  1. Oiii, tudo bem?
    MEU DEUS, eu morro de curiosidade de ler essa obra, não vejo a hora de ler e depois dessa sua resenha só me surgiu mais curiosidade. Seu blog é lindo demais <3 e sobre o livro, só morro de vontade a cada resenha lida.
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla, tudo bem? Eu adoro esse livro, e agradeço muito de ter assistido ao filme. Vi primeiro o filme e depois que li. Ambos possuem pontos positivos e são maravilhosos, cada um a sua maneira. Estou indicando essa leitura para todos ao meu redor rsrs adorei sua resenha. Beijos, Fê

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro,mas estou louca por ele.A sinopse é intensa e desperta uma curiosidade gigantesca,sem falar que só leio e ouço elogios aonde quer quer eu procure informações.Sua resenha por exemplo,é mais uma confirmação de que preciso ler essa história haha.
    Beijos!

    http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carla! Quero MUITO ler esse livro. Já li tanta gente comentando sobre ele que fico aqui mordendo as unhas. Me dá um misto de claustrofobia, ansiedade e uma afliçãozinha. Retomar a vida fora da clausura parece ser algo impensável ou pelo menos muito complicado. Uma boa narrativa deve deixar a gente emocionado, coisa de histórias com crianças <3

    http://sinapseliquida.blogspot.com/ <3~

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Eu estou com esse livro aqui para ler e meu deus, que vontade de pegar esses dois e abraçar e cuidar. Acredito muito que a trama seja sensível, afinal OLHA ESSA PREMISSA. Quero muito ler, ai meu deus. <3

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Já tinha ouvido um murmurinho por aí a cerca do livro/filme, mas nunca tinha procurado saber do que se tratava. E fiquei chocada. É uma trama bem sensível ein?! Fiquei surpresa com a força da mãe do Jack, de suportar tudo isso por sete anos e ainda ter humanidade para com o filho. Fiquei curiosa pra saber quando eles conseguem fugir, como é a adaptação deles.

    Adorei a sua resenha!
    Beijos
    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Carla!
    Não li o livro, mas quero ver o filme. Já sei que vou chorar do início ao fim! A história é mesmo muito emocionante.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi Carla, eu acho que o enredo do livro é muito forte. Eu não gosto de leituras assim, não suporto ler nada com estupro mas esse livro está me deixando muito interessada para ler. VocÊ disse enredo indigesto e é isso mesmo que eu penso, só o que salva a leitura é o fato de saber que eles conseguem fugir e Jack conhece um novo mundo. Você também falou que a escrita da autora é delicada e posso imaginar isso através dos olhos do pequeno. Não consigo pensar no tamanho do sofrimento, não consigo me imaginar lendo e gostando mas ao mesmo tempo eu acho que vou me emocionar e acabar gostando muito no final

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carla! Eu já tinha visto esse livro há alguns anos, mas nunca me interessei pela história, pelo título e pela capa. Mas tudo isso mudou quando eu assisti ao filme. É maravilhoso e me emocionou demais!! Estou louca para conferir o livro e tenho certeza que será uma experiência bastante intensa. Deve ser uma leitura maravilhosa! Que bom que você gostou. Suas palavras me deixaram ainda mais curiosa. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Olhando somente a capa, eu não teria noção que o livro narra uma história delicada e emocionante. Adorei conhecer a história pelo seu ponto de vista, e com certeza, este seria um livro que eu adoraria ler. Fiquei muito curiosa.

    Beijos,
    Dai | Cheiro de Livro Nacional

    ResponderExcluir
  11. Oi *--*

    Estou doida para ler esse livro e ver o filme. Fico imaginando o quanto essa mãe é forte por conseguir viver assim e ainda mostrar o lado bom das coisas para o filho. Deve ser emocionante, quero muito mesmo ler. Adorei sua resenha você é bem objetiva e sucinta no que fala.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Quando eu li, eu achei incrível a forma como um garotinho de 5 anos narra a história e tudo que ele conhece, no começo fiquei meio perdida por que é narrado em mais de uma parte como quando estava no quarto e no outro livre e quando me acostumei com a divisão acabou sendo um dos meus favoritos, e recentemente lançou uma nova capa para o livro e esta muito bonita.

    ResponderExcluir
  13. Oi.

    Eu estava com muita vontade de ler esse livro, até que comprei o e-book. Já comecei a leitura e estou gostando muito até agora, assim que terminar o próximo passo será assistir ao filme. Espero que quando terminar a leitura, ele se torne um dos meus favoritos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Amo livros narrados de ponto de vista de crianças, então esse me interessou desde o início. Acho que não tem mesmo como um livro com um enredo desses não ser emocionante. Estou louca pra ler, e assim que tiver a oportunidade de conhecer a história vou querer ver o filme também.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Desde que vi a primeira resenha do livro eu descobri que preciso ler ele, e urgente pq quero ver o filme. Eu gosto de dramas e livros com grande carga emocional, sei que esse não vai me decepcionar! A protagonista do filme levou o Oscar de melhor atriz, eu estava torcendo por ela!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Uau, preciso ler e assistir a essa história. Parece incrível! Acho que vou me desidratar de chorar, porque que mãe, não é? Ela faz tudo pelo filho. Ela consegue protegê-lo quando nem ela própria estava segura. Acho belíssimo como o amor pode remendar um coração quebrado... Jack com certeza conseguiu salvar a mãe dos monstros que a perseguiam naquele quarto. Amei.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Carla, faz muito tempo que eu estou querendo esse livro mas nunca tive uma oportunidade de conferi-lo, mas agora que saiu o filme e o livro estourou de um jeito, já me animei mais ainda para lê-lo antes de ver o filme ainda. Com certeza entrou para a minha lista!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  18. Pois eu li sua resenha inteira pensando "será que este é o livro daquele filme do menininho bonitinho no Oscar?" haha e aí seu último parágrafo confirmou minhas suspeitas. Eu não sabia, na verdade, que o filme tinha sido baseado em um livro, mas agora fiquei super curiosa para entrar de cabeça nessa trama porque a versão literária é sempre melhor, né?
    Jacob Tremblay, felizmente, já tem o lugar de Jack na minha cabeça.
    Adorei a resenha!

    Beijinhos

    http://www.conversasdealcova.com

    ResponderExcluir
  19. Oie Carla!!!
    Estou me segurando para não comprar esse livro, mal estou tendo tempo de ler os que já tenho. Porém estou curiosíssima com esse livro, principalmente depois do filme. A única coisa que me incomoda é essa capa, não consigo gostar dela ;( Mas enfim, tenho total certeza de que irei amar o livro. Adorei sua resenha aliás, parabéns!
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá Carla, tudo bem?

    Sabe, me deu uma agonia em saber que alguém poderia ficar em um quarto, gente eu sou claustrofóbica, e imagina, para ficar uma criança? Eu adorei a premissa desse livro, pois mostra o amor da mãe, em querer mostrar o mundo ao filho de um jeito diferente. O que eu mesmos gostei foi da capa, apesar de está de acordo com o livro, me deixa mais agoniada ainda.

    Bjs

    ResponderExcluir

 
Google+