21

[Resenha] Quando eu parti

em quinta-feira, 26 de janeiro de 2017
Quando Eu Parti
Gayle Forman
308 Páginas
Editora Record

Quando eu parti escrito por Gayle Forman traz uma delicada história de uma mulher que se sente perdida após uma experiência de quase morte. Eu já acompanho as publicações da autora e gosto da forma como narra à história, sempre trazendo algum assunto delicado em meio a situações do cotidiano.

Maribeth Klein é uma mulher muito ocupada, que tenta conciliar o casamento com um marido omisso, com a criação dos gêmeos superativos, além de uma carreira que não permite atrasos que tem como chefe uma “ex-amiga”, Elizabeth.

A vida de Maribeth é tão corrida que ela mal percebe que está sofrendo um ataque cardíaco. Depois de uma complicação inesperada no procedimento cirúrgico, Maribeth começa a questionar os rumos que sua vida tomou. Ela está se recuperando, mas ninguém está se importando com isso. Os gêmeos pedem ainda mais atenção, o marido parece não notar o quanto ela está sobrecarregada, e a mãe que está na casa tentando ajudar, não nota que está deixando ainda mais tarefas para Maribeth. Até que ela faz o impensável: vai embora de casa. 

Foi um choque ver a atitude dela de deixa a todos para se recuperar, e de inicio pode até parecer egoísmo da personagem. Mas logo notamos que foi um ato desesperado para se encontrar, para voltar a ter vontade de viver, de encontrar a paixão pelo marido e o amor pelos filhos.

Longe das exigências do marido, filhos e carreira, e com a ajuda de novos amigos, Maribeth começa a se reencontrar. Ela enfrenta velhos fantasmas do passado, sentimentos que há tempos estavam escondidos, mas sempre a espreita para surgir e atrapalhar qualquer momento da vida da protagonista. Maribeth guarda tantos sentimentos, segredos, que muitos ela pensava já até ter resolvido, mas não, estavam ali prontos para surgirem e bagunçarem ainda mais a própria vida.

De forma delicada, Gayle traz a história de uma mulher que assim como muitas que conhecemos, vive sobrecarregada, tentando conciliar casamento, filhos e carreira, sem ter um tempo para si própria. E como ela não consegue dizer ou até mesmo tentar, mas os outros parecem não perceber, ela acaba fazendo algo drástico para ter o momento de paz que precisa, e até encontra o equilíbrio que há muito já tinha perdido.


Assim que os leitores conhecem os fatos da vida de Maribeth, fica impossível julgar a sua atitude extrema de ir embora. Pois são tantas situações que a estão sufocando e anulando, que não tem como saber como agiríamos em uma situação dessas. É claro que muitos não agiriam da mesma forma, mas é impossível julgar sendo que não estamos vivendo o mesmo momento que a protagonista.

Nota:



21 comentários:

  1. Oi, Carla!
    É um livro que está na minha estante faz um tempinho. Louca para ler, mas o tempo não deixa.
    Estou bem interessa pois vai fugir dos outros livros da autora por trazer uma mulher madura. Já vi em outro resenha sobre esse julgamento das atitudes da protagonista e estou curiosa para sabe mais. Espero gostar.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Oiii,

    Adorei a premissa do livro, mas tendo a ficar um pouco na bad com os livros da Gayle rs, mas achei interessante a maneira como a personagem lida com seus próprios problemas e a alternativa encontrada para sua recuperação.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Acho essa capa tão diferente! A autora sempre aborda bons temas e sair de casa é um ato que exige muita coragem, porque mesmo sobrecarregada, ela carrega uma responsabilidade enorme. Quero muito conferir essa obra e saber como termina.

    ResponderExcluir
  4. Já li dois livros da autora e sei que ela tem uma escrita cativante e a trama deste só me fez ficar curiosa pra ler mais um livro dela!
    Adoro esses livros que nos faz pensar o que faríamos no lugar da personagem e, como você disse, pelo visto esse livro é o tipo que acontece isso. Os temas são mega importantes e espero poder ler em breve!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Ola Ccarla estou com esse livro e em breve irei ler, esse tema que autora aborda atinge muitas pessoas,essa sobrecarga de multitarefas que somos responsáveis, gosto de ver personagens que saem em busca de si mesmo para se reencontrar. Com certeza vou gostar e fazer as pazes com a autora. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem? Não consigo gostar dos livros de romance dessa autora, o único que consegui ler dela foi: O Que Há de Estranho em Mim? E amei, os outros não :/ Então nem vou atrás desse para realizar a leitura dele, mas fico feliz que tenha gostado da leitura!
    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Olá!! :)

    Eu acho que já vi este livro, por que a capa e tao bonita e simples que me marcou a visão! :) ahahah

    Bem, eu quero ler algo da autora e não me parece uma ma prosposta, para ser sincero!! :) Que bom que gostaste assim tanto do jeito delicado da autora! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Carla!
    Ainda não li nada da autora, mas infelizmente a história desse livro não me chamou a atenção...

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  9. Oiee, tenho visto várias resenhas sobre o livro e cada vez fico mais curiosa, por que sempre falam super bem, por já conhecer a escrita da autora tenho certeza que irei ler e espero gostar também.

    bjs jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Carla, vejo muita gente fazendo boas considerações sobre essa obra e sobre a autora. Infelizmente ainda não pude conferir nenhuma obra da Gayle Forman, mas está na minha lista há um tempinho... quem sabe esse ano não pego um de seus livros para ler? Abraços

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem? Tive somente uma experiência com essa autora e gostei. Ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro e a premissa me pareceu interessante, mesmo que não seja o tipo de livro que leio normalmente. Gostaria de acompanhar a história de Maribeth, principalmente depois dessa escolha radical que ele fez de sair de casa e vou anotar sua dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bom?
    Fico feliz que tenha gostado tanto da leitura! Eu confesso que este foi um dos livros que terminei sem saber ao certo se gostei ou não. Entendi que a personagem precisava se recuperar - fisicamente e psicologicamente - mas, não sei se concordei com as atitudes da mesma, principalmente de deixar os filhos para trás sem qualquer despedida e de sequer entrar em contato com eles. No mais, a história me agradou muito.

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Gosto bastante dos livros da autora também, mas desse ainda não tinha ouvido falar.
    Essa é uma situação complicada, pois é bem fácil julgar quando não somos nós na mesma situação. Porém, acabo colocando na balança os filhos dela, que ela praticamente abandonou. Claro, que sabia que seriam cuidados, porém não tem nada como a companhia da mãe.
    Mas, é como você disse, não somos nós no lugar dela e não sabemos ao certo como lidaríamos nessa situação.
    É um livro que eu gostaria de ler, com certeza.

    Abraços, Lara.
    Psiu, Vem Ler!

    ResponderExcluir
  14. Já li muitos livros da Gayle e da maior parte eu gostei bastante, mas ao contrário de você me decepcionei muito com esse livro, tanto que já até doei meu exemplar. Não sei bem o que aconteceu, não consegui gostar da Maribeth e tive muita dificuldade de me envolver com o enredo, então a leitura para mim foi bem arrastada.

    ResponderExcluir
  15. Ao contrário de você, não gostei da leitura. Não gostei da Maribeth, não consegui me ligar a ela, pra mim o que valeu no livro foram os personagens secundários que são muito melhores que ela - na minha visão, claro.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  16. Olá, gostei muito deste livro, ele parece ser um enredo bastante interessante por buscar mostra a mulher querendo encontrar o seu eu. Temos muitas pessoas que vivem sobrecarregadas e acabam por esquecer de se cuidar e tomar cuidado com a sua vida sentimental. Dica anotada.,

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Li algumas resenhas deste livro, e me fez ficar na dúvida.
    Eu não saberia o que fazer se estivesse na situação da personagem. Eu não deixaria meus filhos, mas com certeza iria querer um tempo pra pensar.
    Esse já está na lista.

    ResponderExcluir
  18. Oi.

    Fiquei bem arrependida de não ter solicitado esse livro ano passado para ler. Adoro a escrita da Gayle Formam. Agora preciso correr para comprar o livro e ler o quanto antes.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Carla

    Ao contrário de você, não gosto da escrita da Gayle, acho que ela força muito a barra pro leitor se emocionar.
    Eu não li, então não sei quais são essas atitudes extremas que levaram-na a fazer isso, mas para mim nada justifica o fato de uma mãe abandonar os filhos, é a maior crueldade do mundo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Achei a premissa do livro bem legal, mas quando eu li Se eu ficar e a continuação da autora foi tão decepcionante que eu ainda tô com um pé atrás com ela. Preciso deixas as expectativas de lado e tentar hahaha a capa é super lindinha, sempre morro de amores quando vejo nas livrarias.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  21. Até hoje só li um livro de Gayle Forman e gostei bastante. Acho a escrita dela sincera e atual, com temas relevantes a serem analisados.

    Bem como esse livro. A vida da mulher moderna, ao invés de ser simplificada, tem piorado com stress. sindrome de burnout, casa... É de se esperar que a mulher abandone o lar para não acabar morta, afinal muitos homens fazem isso.

    fiquei curiosa para ler esse livro e analisá-lo!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir

 
Google+