10

[Resenha] Princesa de Papel

em terça-feira, 14 de março de 2017
Princesa de Papel
The Royals vol. 01
Erin Watt (Jen Frederick e Elle Kennedy)
368 Páginas
Editora Essência

Princesa de Papel escrito por Erin Watt (pseudônimo de Jen Frederick e Elle Kennedy) é o primeiro volume da trilogia The Royals onde traz uma trama new adult com uma jovem que vai morar em uma família rica.

Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha.

Ella cuidou da mãe quando a mesma estava com câncer, ela trabalha em dois empregos durante o dia, e ainda tirava a roupa em uma boate de stripper a noite. Ela precisava sobreviver e pagar as contas, então era isso que fazia. Mas a mãe morreu e ela está por conta própria, estudando e ainda trabalhando para pagar as contas.

É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Mas nem tudo é o que parece na família Royal.

Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo.

A família Royal não poderia ser mais disfuncional. Começando pelo pai, Callum, que após o suicídio da esposa, se afunda na bebida e na namorada mais jovem, onde acaba não se importando em muitas vezes em fazer sexo na frente dos filhos.

Gideon, o filho mais velho, está na universidade, e é o que mais se mantém afastado da casa. Reed é o líder, o que comanda os outros irmãos e vai fazer de tudo para deixar a vida de Ella um inferno. Easton faz o que quer e sempre está ao lado do irmão se isso significa afastar Ella de Callum. E Sebastian e Saywer, os gêmeos, tem os próprios problemas, mas estão ao lado de Reed para infernizar Ella.

Como o falecimento da mãe é recente, cada um a sua maneira se sente culpado pelo suicídio da mesma. E como o pai sempre esteve ausente, eles acreditam que Ella não passa da mais nova namorada do pai, e por isso querem fazer de tudo para afastá-la.

Mas Ella não é uma garota bobinha ou que se assusta fácil. Mesmo com todo o tratamento frio na casa Royal como na escola, ela enfrenta tudo e a todos, mostrando que é muito mais que eles imaginam. E o que ela fazia no passado para se sustentar e a mãe, não é o que a define.

É claro que logo um romance começa a surgir entre Ella e Reed, e como nada nessa família é fácil, o que acontece entre eles não é nada convencional.

Quando o leitor iniciar a leitura tem que ter em mente que a história é um episódio do programa Casos de Família. Sério, parece que tudo acontece na família Royal assim como aqueles que vivem ao seu redor, e quando mesmo espera, algum problema surge nessa família.


Nem todos os leitores gostaram desse livro, e é justificável, pois Ella não é bem tratada pelos irmãos Royal assim como todos do colégio, a algumas das situações que enfrenta são bem absurdas. Mas eu fui conquistada pela história, e a narrativa é ótima, daquelas que me conquistou desde o primeiro capítulo. Só posso dizer que a família Royal é recheada de segredos, e eles podem destruir todos que estão ao seu redor. 

Nota:



10 comentários:

  1. Oi, Carla
    Estou lendo esse livro no momento e até agora concordo que a narrativa é ótima. A primeira resenha que estou lendo dele é a sua, não sabia que muitas pessoas não estavam gostando do livro. Bom, só eu lendo para saber. Espero gostar muito.

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Eu não li esse livro, mas confesso que estou querendo muito!
    Eu tenho certeza que seria da relação de leitores que gostam do livro, ia ser conquistada pela narrativa.
    Parabéns pela resenha
    beijos
    Daya

    ResponderExcluir
  3. Hey!

    Eu ouvi tantas coisas sobre o livro, mas fiquei tão interessada que acabei nem ligando para a negatividade de alguns... Sua resenha instigou ainda mais o meu interesse, vou colocar o livro no topo da minha listinha.

    Sucesso.
    https://fonteliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie, o meu está aqui mas ainda não li.
    O pessoal problematiza tudo, deve-se ter em mente que esse é um livro para adultos, com conteúdo adulto e muitas vezes com uma descrição que não condiz com a realidade do que vivemos, mas que gostamos de ler, e ponto final.
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Já li esse livro e assim como você entendi porque muitos não gostaram. No começo do livro, eu mesma não estava gostando, achei os meninos Royals detestáveis demais, porém com o decorrer da história acabei gostando muito deles, acho que de acordo com o mundo em que eles nasceram e foram criados os fez serem do que jeito que são. Enfim, eu gostei muito da história e já estou doida para a continuação.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie, Ka
    eu li a sinopse e não tinha me interessado muito.
    Mas ai li umas resenhas e me animei. Agora , lendo sua resenha, me empolguei mais, pq entendi melhor o q rola.
    bjsss

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Apesar dos alguns comentários negativos, ainda acho que é uma leitura mega válida para mim e que irei gostar. É um tema que curto e que se encaixa no que leio. De fato essa questão de implicarem e não ser tratada bem possa me afastar no futuro, mas para um primeiro livro é válido. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Carla, tudo bem?

    Eu estou bem curiosa para ler essa história e conhecer essa família problemática. Tenho lido críticas bem positivas relacionadas a esse livro e sua resenha apenas confirmou que preciso conhecer essa história.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Carla!
    Avida de Ella, realmente, nunca foi fácil. Deve ser muito duro para ela ir morar num local hostil, depois de presenciar a morte da mãe nas condições em que estava. Difícil, mas eu gostei da trama espero poder logo fazer a leitura deste livro. Eu tenho ele em formato digital e vou gostar de começar a ler! Abraços,
    Drica.

    ResponderExcluir
  10. Olá.

    Vejo muitas resenhas sobre esse livro e todos falam que é bom. Fico feliz que você tenha gostado e espero gostar também, pois eu amo livros NA. Eu imagino como a protagonista deve ter se sentido ao se mudar e ir para um lugar totalmente não-receptivo. Amei sua resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir

 
Google+