17

[Resenha] Véu do Tempo

em quinta-feira, 15 de junho de 2017
Véu do Tempo
Claire R. McDougall
368 Páginas
Editora Jangada

Véu do Tempo escrito por Claire R. McDougall traz uma emocionante história de uma mulher, que devido a doença e a uma grande perda, precisa reencontrar a paixão de viver.

Desde a infância, Maggie sofre com a epilepsia e não imaginava que a sua filha mais nova também sofreria com a doença. Até que o pior acontece, e a medicação mantém Maggie num estado permanente de torpor, tentando aliviar sua dor por ter perdido a filha em decorrência da mesma doença. 

Com o fim do seu casamento e o filho mais velho num colégio interno, Maggie se muda para uma casa de campo nas ruínas de Dunadd, o local histórico que um dia foi a sede da realeza da Escócia. Nesse local afastado, Maggie tenta voltar a normalidade entre uma crise e outra da doença.

Tudo muda em sua vida após uma convulsão, e Maggie desperta num vilarejo dentro dos muros de Dunadd do século VIII. Mesmo sem saber se isso realidade ou apenas uma alucinação causada pela doença, ela é atraída pela presença de Fergus, irmão do rei e pai de Illa, uma menina que tem uma semelhança impressionante com a sua falecida filha. 

Mas, com as demandas do presente chamando-a de volta, conseguirá Maggie deixar para trás o príncipe escocês que já a chama de meu amor? E assim, acompanhamos a trajetória de uma mulher que sofreu as mais diversas dificuldades da vida, e agora precisa decidir o que viver, entre o passado ou o presente.

A história se passa entre o passado e o presente, com Maggie vivendo com Fergus e sua filha em Dunadd, e outra, Maggie enfrentando o dia a dia após a perda da filha e do casamento no presente. De início essa mudanças no período em que se passam os acontecimentos da história deixam o leitor um pouco confuso, pois não tem nenhuma indicação de que a história está se passando no passado ou no presente. Mas no decorrer da trama, o leitor entender mais do que acontece na trama.

A história é emocionante, podemos entender o porquê de Maggie querer viver no passado, ao lado de um homem que a completa, algo que não aconteceu em seu casamento. Ao mesmo tempo, sabemos que existe o presente, e o quanto ela é importante para o filho que também sofre pela perda da irmã e divórcio dos pai.

A narrativa do livro é delicada, o leitor se emociona ao acompanhar toda a trajetória de Maggie, ora vivendo no presente, ora vivendo no passado. Uma trama emocionante, reflexiva, que mexe com as mais diversas emoções dos leitores. Uma história linda e inesquecível.

Nota:



17 comentários:

  1. Oi Carla
    Eu também já li esse livro e curti muito o desenvolvimento. Gosto muito dessa questão do passado e do presente, para mim é o principal destaque. A narrativa é mesmo muito delicada, o que torna tudo ainda mais emocionante. Adorei poder conferir as suas impressões, especialmente por ter me identificado tanto com seus comentários.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    Não tinha ideia do que o livro se tratava, mas, pelo que li aqui, a história é completamente diferente da que a capa me passou.
    Adorei saber dessa alternância de tempos, deve deixar tudo ainda mais interessante.
    Abraços.

    Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Acho a capa deste livro maravilhosa e tenho lido apenas resenhas positivas quanto ao enredo. Espero ter a oportunidade de ler o livro o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. olá!
    Não conhecia o livro e também não posso dizer que fiquei super atraída com a sinopse. Até me parece interessante, mas acho que não seria o tipo de livro para mim.
    Fico feliz que tenha gostado da leitura e obrigada pela dica :)
    Beijos,
    As Meninas Que Leem Livros~

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla,
    essa premissa me lembrou bastante outlander e por isso já quero muito ler. Claro que também quero saber mais sobre esse príncipe escocês, amo tramas que tenham personagens desse tipo e saber quais escolhas a personagem fez, entendo que tudo no tempo passado parece mais atraente, mas independente do casamento fracassado, ela tem filho vivo no futuro que acredito não está disposta abandonar. Não conhecia o livro e adorei passar por aqui hoje e conhecer essa história que sem sombra de dúvidas vai para a lista de desejados.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi querida,
    Não conhecia esse livro mas adorei a premissa dele. Gosto quando uma autora sabe deixar uma trama, bem envolvente e com traços do passado e do presente do personagem. A Maggie é uma personagem forte e que parece que sofreu muito. Gosto de tramas assim e com certeza vou ler e amar esse livro. Adorei a sua resenha Carla e espero ler mais livros da autora.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Nossa que obra diferente, fiquei bem curiosa para saber o rumo que a protagonista seguiu!
    A protagonista parece ser forte apesar do que passou em sua vida, e isso só aumentou meu carisma sobre ela.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Oie! Tudo bem?

    Adorei a leitura desse livro quando a fiz, principalmente por se tratar sobre as Bruxas, desde o TCC da personagem principal, até a época em que começaram a caça a elas! Esse para mim foi o ponto alto da obra!

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Gostei muito da capa do livro, achei bastante atrativa, e quanto a resenha você soube contar bem, só que me fez lembrar Outlander e sei lá, tenho medo de arriscar a leitura agora. Quem sabe outra vez!
    Abraços

    Dicas Literárias

    ResponderExcluir
  10. Hey Carla!
    Esse livro tem uma capa muito bonita. Acho que esperava que a história fosse emocionante desse jeito que você falou que é. A temática não me pareceu tão inovadora assim, mas ela me atrai. Gosto muito dessa alternância entre passado e presente. Vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Ainda não conhecia esse livro! Achei a capa bem aleatória quanto ao assunto, jamais imaginaria que se trata da narrativa que você citou. Histórias envolvendo crianças normalmente sempre me levam as lágrimas. Amei, quero conferir em breve!

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Caramba, fiquei aqui imaginando essa vida sofrida da Maggie e meu coração se partiu por essa situação horrível que ela vive.Coitada, meu Deus! Deve ser uma tristeza imensa perder a filha, ter o filho num colégio interno e ainda ter que escolher em viver num passado feliz ou no presente triste. Me interessei muito pela trama, obrigada apela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  13. Oi, Carla

    Aiii que legal! Adoro histórias que tem viagens no tempo e fiquei curiosa para saber se é sonho...realidade... o que é. Eu acho que escolheria viver no passado, hein?! hahahaha
    Não conhecia o livro, mas fiquei tentada a lê-lo, pois chamou bastante minha atenção!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Ainda não conhecia o livro, mas adorei a premissa. O dilema da protagonista entre viver no passado ou em um presente tão doloroso, deve ser difícil mesmo, ainda mais por ela ter um filho no presente. A única coisa que me desanimou um pouco é saber que não há uma indicação clara de quando ela está no passado ou no presente. Apesar de amar livros com viagem no tempo, acho que isso me incomodaria um pouco.
    No entanto, adorei sua resenha e não vou descartar ler esse livro. Vou deixar a dica anotada para alguma oportunidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro e de cara fiquei animada, pois gosto de histórias nesse estilo que falem sobre alguma doença. Acredito que seja um romance muito emocionante mesmo e gostei dele se passar entre o passado e o presente. Enfim, gostei bastante da sua dica de leitura, vou marcar o nome do livro.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro anteriormente, mas agora prestando a atenção eu percebi que a premissa parece muito com Outlander, não? Eu estou realizando a leitura desse último e estou simplesmente amando, então algo me diz que iria gostar muito desse também. Adorei poder conferir a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu não conhecia esse livro e ao decorrer na resenha, me lembrou um pouco de Outlander, e eu sou APAIXONADA!
    Então tenho certeza que vou amar esse livro, fiquei mega curiosa e já anotei ele aqui.
    Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Dramática

    ResponderExcluir

 
Google+