20

[Resenha] A Árvore dos Anjos

em segunda-feira, 21 de agosto de 2017
A Árvore dos Anjos
Lucinda Riley
496 Páginas
Editora Arqueiro

A Árvore dos Anjos da Lucinda Riley traz uma emocionante história sobre perdas, amadurecimento, perdão, com uma narrativa impar, característica da autora que nos prende desde a primeira página.

Ao ler uma história narrada da Lucinda, o leitor faz uma viagem ao passado, acompanhando fatos na vida dos personagens que nos deixam a sensação de que aconteceu com alguém da família. São atitudes tão humanas, sentimentos, imperfeições que o leitor se vê em alguns personagens. Lucinda traz uma história emocionante, mas sem ser dramática, levando o leitor a sentir os mais diversos sentimentos.

Trinta anos se passaram desde que Greta deixou de morar no solar Marchmont, uma bela e majestosa residência na região rural do País de Gales. Uma residência que foi muito importante para Greta, mas devido a um acidente de carro, ela não tem mais lembranças do período em que viveu da casa, assim como de seu passado. O convite de seu velho amigo David, ela decide retornar ao lugar para comemorar o Natal, junto a sua família, mesmo que se seja muito duro ficar em um lugar que não se lembra.

Mas durante uma caminhada, Greta encontra uma sepultura no bosque, e a inscrição na lápide faz com que ela comece a se lembrar de tudo o que ocorreu. Os romances fracassados, a família, as escolhas, as perdas... e relembrar o passado faz com que Greta se lembre de momentos dolorosos, como o motivo de ter fugido do solar, quem ela era antes do acidente e o que aconteceu com sua filha, Cheska, uma jovem de beleza angelical... mas que esconde um lado sombrio.

De maneira delicada e emocionante, acompanhamos todo o passado de Greta e David, assim como de LJ e Cheska. A primeira parte da trama, o leitor conhece Greta jovem, uma dançarina que tinha o sonho de ser uma atriz famosa, e quando engravida, é David que a ajuda encontrando um lugar para ela morar. Em Marchmont, Greta encontra um refugio, mas que logo se transforma um pesadelo, onde ela vai embora junto com sua filha Cheska.

Devido à beleza angelical e os modos refinados, Cheska chama a atenção de produtores, que a contratam para filmes, onde ela se transforma em uma famosa atriz mirim. Como ela faz muitos papeis de criança, Cheska cresce confusa, sem saber o que é ficção ou realidade, aflorando assim, um lado sombrio e perturbado. Ao mesmo tempo em que vemos uma criança confusa, temos Greta que cada vez mais se mostra controladora, fazendo de tudo para o futuro da filha, tornando-a ainda mais famosa, sem notar o quanto isso está sendo prejudicial.

Na segunda parte da trama, temos o que ocorreu depois do acidente, onde temos maior participação de David. E esse personagem é o mais importante da história, pois sem o apoio dele, seria impossível para Greta e Cheska passarem por diversas situações. David sempre foi apaixonado por Greta, mas nunca encontrou o momento certo para se declarar, e por isso, vive calado sem falar sobre os verdadeiros sentimentos. Mesmo assim, é o amigo que Greta precisa em todos os momentos da vida.

Uma característica dos livros da Lucinda é a enorme carga emocional da história, mostrando passado e presente dos personagens, e como diferencial nessa trama, são as várias gerações que envolve na história. É prazeroso acompanhar a construção da história de cada personagem, suas escolhas, e as consequências daquilo que escolheram. Impossível não ficar grudado as páginas querendo saber mais e mais de cada personagem, e tudo o que acontece entre eles.


A Árvore dos Anjos é aquela leitura memorável, que envolve e emociona o leitor do começo ao fim, e mesmo com a quantidade de páginas, a narrativa da autora é tão fluida e envolvente que o leitor não percebe essa quantidade. 

Nota:



20 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Me parece realmente um livro bem emocionante já havia visto algumas resenhas e já estava bem curiosa quanto a essa leitura mas a sua me deixou ainda mais afinal amo livros que nos envolvem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Essa capa é um amor! Adorei a sua resenha, nunca li nada da autora e seria bom começar por esse livro, que me deixou muito motivada e curiosa!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada dessa autora, porém, sempre ouço muitos elogios. A premissa desse livro não interessou muito, pois não é um estilo que costumo ler. Além disso, como você falou que a grande carga emocional é uma característica dos livros da autora, não é o tipo de livro que estou querendo ler no momento. Ando procurando leituras mais leves e descontraídas.
    No entanto, fico feliz que a leitura tenha sido tão emocionante e tenha te envolvido tanto.
    A sua resenha está ótima e acredito que, para quem procura um livro com uma carga emocional maior, este deve ser uma ótima indicação.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carla. Tudo bem?
    Olha, confesso que comecei lendo a resenha com um certo desgosto. Estava achando a história um pouco clichê, onde uma pessoa perde a memória e depois tem a chance de ir rememorar ao revisitar lugares. Bem, mas ao dar continuidade fui vendo que esse livro parece muito bom. Fiquei muito curioso para saber desse passado sombrio da personagem. No fim, fiquei aqui com muita vontade de conhecer e história mais de perto. Quando tiver a oportunidade, vou ler com certeza. adorei a sua resenha.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu gosto bastante dos livros dessa autora e só de ver a capa com o nome dela e ler o título do livro, já imaginei que seria bom e coloquei como meta lê-lo. É bom saber de alguém que leu, que a crítica é positiva, a história é envolvendo e sem muitos clichês. Com certeza é uma leitura que farei. Beijos, Psiu, Vem Ler!

    ResponderExcluir
  6. Olá...
    Li esse livro alguns meses atrás e amei demais! Foi minha primeira experiencia com a autora e fiquei muito impressionada :)
    Gostei bastante também da enorme carga emocional da história, mostrando passado e presente dos personagens, e esse diferencial das várias gerações que envolve na história dá um toque mais que especial na obra.
    Adorei!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei bem curiosa com o enredo, principalmente por você salientar que é um livro que envolve e emociona. Espero poder ler em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Não tinha visto nenhuma resenha desse livro até agora e vou lhe dizer me chamou muita atenção e curiosidade. Esse livro parece ser um daqueles em que faz com que nós leitores sofram junto com o leitor.

    Fiquei bastante intrigada em saber de que forma aconteceu o acidente e como foi que a escritora fez com que Greta recuperasse a memória.

    Parabéns pela resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    Eu não havia visto uma resenha desse livro ainda, e a capa é maravilhosa! Essa parece ser uma história que te prende do inicio ao fim, e quero muito saber mais detalhes sobre o acidente. Bela resenha <3

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Eu já li uma obra dessa autora e se esse livro for tão bom quanto aquele que li dela, com certeza darei uma chance para ele! Ainda mais com uma capa linda como essa, espero em breve ter a oportunidade de conhecer de perto a história da Greta de perto!

    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Não li o livro, na verdade nada da autora. Mas achei essa premissa muito atraente, apesar de não ser fã de histórias que envolvem perdas. O que mais me atrai é a curiosidade de conferir como a autora trabalha toda essa carga emocional.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi.

    O livro sendo muito bom e envolvente como você citou, acho que não importa muito a quantidade de páginas. Quase solicitei esse livro a editora, mas como tinha outros livros que queria ler, optei por solicitar outros. Tenho muita vontade de conhecer a escrita da Lucinda, tenho vontade de ler outros livros dela que conheço. Agora fiquei mais animada e ansiosa pela ler este livro.

    ResponderExcluir
  13. Olá!!
    Não conhecia esse livro e nunca li nada da autora, mas adorei a premissa!
    Adoro histórias que envolvem perda de memória e acho que iria adorar a forma como foi trabalhada, além da personagem Cheska, que também me deixou bastante curiosa.
    Obrigada pela dica!
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Desde que li A casa das orquídeas, desejo ler tudo da Lucinda, ela arrasa demais! Gosto de livros românticos, porém os livros dessa autora não é só isso, tem dramas, algo histórico, temáticas bacanas e bem exploradas, enfim tudo o que torna a leitura muito empolgante. Estou doida para ler esse livro logo, logo.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi! Não conhecia o livro, mas achei a premissa bem interessante. Confesso que no começo da resenha achava que seria um drama meio clichê, mas ao perceber que há um conflito psicológico no enredo, senti vontade de fazer a leitura. A autora é bem comentada, então anotei a dica aqui. Ótima resenha!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Oi Carla,
    Gosto muito da escrita da Lucinda, mas não li esse livro ainda. Ela sabe trabalhar muito bem essas histórias em duas vertentes: passado e presente e isso é muito massa. Fiquei intrigada para conhecer os os personagens, que parecem cativantes demais.
    Adorei suas impressões e espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu gosto de histórias que nos prende e fazem com que mergulhemos de cabeça na trama, quando possuem personagens humanos com suas imperfeições e qualidades, então, eu quero logo ler.
    Gostei da premissa da obra e vou seguir a sua dica!
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem?

    Alguns amigos fizeram a leitura dessa obra e muitos reclamaram da narrativa, pelo visto a sua opinião totalmente contrária e isso me motivou muito em fazer a leitura da obra e tirar as minhas próprias conclusões. Adorei a sua resenha e os pontos que você citou, em breve pretendo fazer a leitura do livro! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  19. Oiee Carla ^^
    Eu só cheguei a ler um livro da Lucinda até agora, mas já adorei que ela traz a história a partir de várias gerações e aborda tudo muito bem. Vi muita gente elogiando esse livro e falando que se emocionou, então estou duplamente curiosa. Primeiro porque a história me parece muito bem escrita e interessante, e segundo porque eu adoro chorar com livros...haha' brincadeira.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  20. Tenho um livro dessa utora para ler mas ainda não consegui encaixa-lo na minha lista de leituras

    Não sabia que esse livro é tão emocional. Como disse, nunca li nada da autora e fiquei imaginando as razões por Greta ter esquecido de seu passado, como David e ela acabam lidando com Cheska... Achei bem interessante!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir

 
Google+