0

[Resenha] A Química Que Há Entre Nós

em sexta-feira, 18 de agosto de 2017
A Química Que Há Entre Nós
Krystal Sutherland
272 Páginas
Editora Globo Alt

A Química Que Há Entre Nós escrito por Krystal Sutherland traz uma trama young adult delicado e emocionante, que aborda com delicadeza e sensibilidade sobre as grandes perdas da vida.

Desde que eu vi o lançamento e a capa do livro, fui totalmente conquistada e estava muito curiosa para saber mais da história. Eu sou suspeita em falar sobre os livros que trazem uma história delicada e emocionante, pois eles se tornam os meus favoritos, e esse não foi diferente.

A narrativa da autora é extremamente deliciosa, envolvente, e junto a uma ótima diagramação, eu terminei a leitura em poucas horas, e se tivesse mais livros, eu faria a leitura para ontem. Fui totalmente surpreendida com a história.

Na trama, conhecemos Grace Town, uma jovem que veste roupas masculinas, se locomove com o auxilio de uma bengala, é desleixada, e não se enturma com ninguém, procura sempre ficar afastada dos outros alunos.

Mas, por algum motivo inexplicável, Henry Page gosta muito dela. E cada vez mais ele quer estar por perto e viver esse sentimento que não sabe definir. Só que quanto mais próximos eles ficam, mais os segredos de Grace parecem obscuros. E é através do ponto de vista de Henry, acompanhamos toda a interação com Grace, sua paixão, e tudo o que está disposto a fazer para viver esse romance. E mesmo que pareça fadado ao fracasso, Henry insiste em mergulhar nesse universo misterioso, do qual nunca poderia sair o mesmo. Com o tempo, fica claro para ele que o amor é uma grande confusão, mas uma confusão que ele quer desesperadamente viver.

E é algo que ele quer, ele aceita Grace do jeito que é, não importa o passado ou como ela está agindo, o que importa para ele, é o amor, é viver esse romance ao lado de Grace. Aos poucos, o leitor descobre junto a Henry o que realmente aconteceu a Grace, o verdadeiro motivo de suas atitudes e do afastamento de todas as pessoas. E assim, ficamos ainda mais enternecidos com os acontecimentos da história, compreendendo a personagem e sofrendo com Henry, com as dúvidas do seu primeiro amor.


A trama é repleta de momentos sensíveis, alguns divertidos, onde acompanhamos o romance de Henry e Grace, assim como a confusão dele ao não saber como agir diante do que acontece a jovem. Leitura indicada para todos os leitores que gostam de tramas delicadas, com personagens marcantes e reais.

Nota:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google+