10

[Resenha] Sempre Vivemos no Castelo

em segunda-feira, 25 de setembro de 2017
Sempre Vivemos no Castelo
Shirley Jackson
200 Páginas
Editora Suma de Letras Brasil

Sempre Vivemos no Castelo de Shirley Jackson traz uma história diferente, que traz um toque de mistério, suspense, uma pitada de terror e incomum, devido às atitudes e diálogos dos personagens.

A leitura desse livro divide opiniões, típica história que de ame ou odeie. O leitor se envolve na história desde as primeiras páginas, ou desencanta da trama, e fica sem entender o que acontece na história, sem se importar com o que acontece aos personagens.

Merricat Blackwood vive com a irmã Constance e o tio Julian. Há algum tempo existiam sete membros na família Blackwood, até que uma dose fatal de arsênico colocada no pote de açúcar matou quase todos. Acusada e posteriormente inocentada pelas mortes, Constance volta para a casa da família, onde Merricat a protege da hostilidade dos habitantes da cidade.

É Merricat que enfrenta os moradores do vilarejo todos os dias para comprar o que a família precisa no mercado. Ela que aguenta aos comentários, insultos, tudo para proteger a irmã mais velha. E o dia a dia do restante da família Blackwood é permeado de muita rotina e monotonia.

Eles vivem afastados, sem se envolver com ninguém, sem deixar ninguém se aproximar. Merricat faz de tudo para manter essa rotina intacta, não quer que ninguém perturbe essa paz que existe entre eles. E como é constantemente insultada quando vai ao vilarejo, ela deseja e sonha que todas essas pessoas morram e ela reine sobre seus cadáveres. A fatídica noite é lembrada constantemente por tio Julian, obcecado em escrever o ocorrido em todos os detalhes. E Constance desde que foi inocentada, não sai de casa com medo do que moradores podem fazer.

Até que o primo Charles resolve fazer uma visita que quebra o frágil equilíbrio encontrado pelas irmãs Blakcwood. Merricat é a única que pressente o iminente perigo desse distúrbio, e fará o que for necessário para proteger Constance.

A leitura desse livro é muito intensa e complexa, e muitas vezes precisei voltar as páginas para ver se não tinha perdido nenhum detalhe da história. É perturbador acompanhar a trama através apenas do ponto de vista de Merricat que faz de tudo para que a paz que eles vivem não seja alterada. Ela tem medo de mudança e a sua maneira, consegue manipular o inconsciente da irmã mais velha para que não precise de mais nada ou alguém, que apenas eles são o suficiente para a felicidade.


Confesso que fui surpreendida por essa história um tanto perturbadora e complexa, pois foi complicado entender tudo o que estava acontecendo aos sobreviventes dessa família, junto as diálogos excêntricos, precisei voltar a leitura várias vezes. Mas é uma história que vale muito a pena, que vai surpreender a muitos.

Nota:



10 comentários:

  1. Oi Carla tudo bem?
    Que ótima pedida menina, parece ser cheia de mistério e com a pitada de terror que tu falaste realmente me encantou, dica anotada e amei essa capa, super fascinante.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla,
    Tudo?
    Fiquei com medo quando li sua primeira frase,essas leituras que você ama ou odeia realmente são delicadas, rs, ai você compra o livro e não gosta, complicado. A história parece ser interessante,porém acho que vou passar a dica pelo momento.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Heiii, tudo bem?
    Desde o lançamento de "Sempre Vivemos no Castelo" que eu quero ler, ainda mais com essa capa linda e a edição em capa dura sempre me chama mto a ateção.
    Vi que mta gente tb achou dificuldades, mas tb li que mta gente ama e favoritou e daí vem a minha curiosidade pra saber se irei amar ou odiar.
    Amei a dica, pretendo ler.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. A capa do livro é linda! Olhando pra ela não dá pra imaginar uma trama dessas! Adoro qnd o livro leva a gente nessa tensão, isso quer dizer que o autor é realmente MT bom em prender o leitor. Fiquei super curiosa para conhecer a intensidade da trama tbm. Espero poder fazer em breve.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Olá! Olha, fiquei curiosa, você disse que é complexa e perturbadora, o que deixa com mais vontade de ler. Deu para perceber que tem uma trama bem forte e só lendo para saber se vou amar ou odiar. Anotei a dica, amo livros assim, pretendo ler com toda certeza, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Me parece ser uma boa leitura, mas não sei se faria no momento, só sei que a premissa parece ser bem fora do comum, adorei a dica, obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Olá! Achei super pesada essa história que me pareceu um drama envolvendo suspense. Essa questão do veneno no açúcar me impressionou e fiquei super curiosa para saber sobre a acusação e ser inocentada pelas mortes em seguida. Realmente me pareceu um livro no mínimo perturbador e eu vou conferir com certeza.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie!

    Não conhecia essa obra, mas tenho a sensação de ja ter visto essa capa por ai! O gênero não faz muito o meu estilo de leitura, mas achei muito interessante a proposta da obra e espero me breve ter a oportunidade de conferir de perto essa história!

    Bjss

    ResponderExcluir
  10. oie. Parece uma história bem diferente, embora não sei se faria meu estilo. Eu não curto muito os diálogos excêntricos que você comentou que existe, e achei muito poucas páginas para tanta complexidade. Mas, quem sabe eu venha a dar uma chance no futuro, as vezes tenhos vontades literárias que nem sei de onde surgem

    ResponderExcluir

 
Google+