1

[Resenha] Fuck Love - Louco Amor

em quarta-feira, 6 de dezembro de 2017
Fuck Love - Louco Amor
Tarryn Fisher 
288 Páginas
Faro Editorial
  
Fuck Love - Louco Amor escrito por Tarryn Fisher traz um romance emocionante, que me conquistou desde a primeira página. 

É o primeiro livro que leio da autora, e gostei muito de toda a história que ela apresentou. Os personagens são reais, sentimos que ela está contando algo de um amigo próximo, e os sentimentos transmitidos são os mesmos que surgem diante das situações vividas pela protagonista.

Eu me senti muito próxima de Helena, pois eu consegui entender a dúvida que ela tinha e a insegurança de se arriscar. Em muitas situações vividas no livro, Helena prioriza o sentimento dos outros ao dela, algo que já fiz muito e até hoje ainda faço. E quando ela está apaixonada sente que é errado, que não deveria se sentir assim.

A história pode ser dividida em duas partes, sendo a primeira quando Helena descobre o amor que está sentindo, e a segunda, a sua busca para entender o sentimento e se afastar do seu amor, para não ferir ninguém no processo. E é nesse afastamento que Helena começa a descobrir um pouco mais de si mesma, ao mesmo tempo em que tenta superar o seu amor impossível.

Na trama, Helena tem um sonho onde é casada com Kit, o namorado da sua melhor amiga. Nesse sonho, ela visualiza o que a vida poderia lhe dar ao se casar com ele. Mas Helena está namorando Neil, nunca pensou em Kit como namorado, e depois desse sonho, ela começa a perceber o quanto está seguindo o que os outros querem, e está se anulando para agradar a todos. Para mim, não foi o sonho que fez com que Helena se apaixonasse por Kit, esse sentimento sempre esteve ali, apenas o subconsciente mostrando o que ela estava deixando passar.

Kit é diferente de todos os homens que ela conheceu, desencanado, espontâneo, alguém que a completa, que a desafia a ser verdadeira, sem se esconder. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. 

E a vida não é tão simples como muitas vezes temos nos livros. O amor é complicado, não tem um manual para ser seguido, traz felicidade, mas nem sempre estamos felizes. E as dúvidas que surgem quando estamos apaixonados, faz com que fiquemos parados no tempo, sem saber como agir ou superar esse sentimento.

Eu senti a angustia de Helena, sem saber se continua a ter esperança de ficar ao lado de Kit. Senti muita raiva de Della, que estava a sufocar Helena a todos os instantes, mantendo uma amizade doentia e pegajosa, onde não sentia confiança em fazer nada se não tivesse alguém ao lado. E consegui compreender as atitudes de Kit durante a história, onde queria seguir o coração, mas diversos acontecimentos fizeram com que ele precisasse escolher qual destino tomar.


Fuck Love traz uma trama onde mostra o quanto o amor é complicado, o quanto alguns relacionamentos podem ser prejudiciais para algumas pessoas. Muitas vezes não enxergamos o quanto alguém está nos machucando, até que a verdade é mostrada de forma nua e crua. Fiquei viciada na história, adorei a forma como a autora trouxe personagens reais e imperfeitos, com uma história que fisga o coração do leitor desde a primeira página. Só posso dizer que preciso de mais livros da autora aqui no Brasil.

Nota:



Um comentário:

  1. meu deus amor complicado é comigo mesma hahaha
    adorei a resenha, vou colocar na ltsa <3

    ResponderExcluir

 
Google+