0

[Resenha] Mente e Alma

em sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018
Mente
Trinity vol. 02
Audrey Carlan
275 Páginas
Editora Verus


Alma
Trinity vol. 03
Audrey Carlan
224 Páginas
Editora Verus


Mente e Alma escrito por Audrey Carlan são respectivamente, o segundo e terceiro volume da série Trinity, onde concluem a história do romance entre Gillian e Chase.

Depois de muito pensar após a leitura desses dois volumes, conclui que escreveria apenas uma resenha, pois os pontos que não gostei em toda a história acontecem nos dois volumes, então não há necessidade de eu repetir os meus sentimentos nos dois textos.

A trama do segundo volume traz a mente perturbada do assediador, sua loucura em perseguir Gillian agindo ao extremo. Temos também, mais do relacionamento entre Gillian e Chase, que agora estão planejando o casamento.

No terceiro livro temos os acontecimentos pelos olhos de Chase, Gillian e do homem que quer possuir a alma dela, mas nunca poderá tê-la, porque ela já a entregou ao amor da sua vida. 

Desde que eu li o primeiro volume, eu estava curiosa para saber como seria a continuação da história, pois tinha notado que a autora não desenvolveu alguns elementos da trama. Mas foi uma grande decepção a leitura de Alma e Mente.

A história passa de um romance erótico para suspense policial, mas sem ser totalmente definido. Em momentos temos cenas e mais cenas de sexo entre o casal, e em outros, momentos de extrema crueldade do perseguidor. Não consegui definir o que é realmente a história, e a cada capítulo, ficava ainda mais irritada com as atitudes dos personagens.

Eu não consegui sentir a preocupação do casal para com os seus familiares que estavam sob ameaça do bandido. Até tinham pensamento de culpa ou preocupação, mas em todos os capítulos eram assim: "o bandido está me perseguindo, vamos fazer sexo"; "minhas amigas estão em perigo, vamos fazer sexo"; "meu amigo se machucou, vamos fazer sexo"; "eu tenho um passado perturbador, vamos fazer sexo"; "eu quero controlar todos os aspectos da sua vida, vamos fazer sexo". E dessa forma, eu senti que o casal foi muito egoísta com todos os envolvidos, já que estavam mais preocupado em se relacionar sexualmente do que ajudar os amigos.

E eu não consegui acreditar nos pensamentos de Chase! Não tinha a firmeza de um homem de negócios bilionário e poderoso, inclusive, as pessoas que trabalhavam com ele eram incompetentes, pois não percebiam o assediador que estava muito próximo (talvez não percebessem, pois estavam tão preocupados com o próprio umbigo, que esqueciam de olhar ao redor).

Talvez a minha insatisfação com a história seja que para mim, já esgotou o tema de mocinho bilionário, controlador, possessivo, que se apaixona a primeira vista por mocinha com passado traumático. Talvez seja porque não consegui identificar se era um romance ou um suspense. Talvez os personagens não conseguiram transmitir aquele sentimento de que estavam sofrendo diante do perigo que estavam vivendo, ou diante do passado que deveria prejudicar. Ou quem sabe foi tanta crueldade, tantas pessoas tentando prejudicar um casal tão sofrido, que não consegui ter empatia com o que acontecia com eles.


Em suma, Corpo, Mente e Alma foi uma grande decepção, onde não consegui me simpatizar ou me animar para ler qualquer outro livro. Audrey Carlan tem uma narrativa muito boa, mas não conseguiu me cativar com esses três primeiros livros. E depois de ver tantos personagens sofrerem, não me sinto disposta a continuar a leitura da série. É claro que essa é a minha opinião sobre esse romance, e sei de vários leitores que adoraram a história. Então aproveitem a oportunidade da leitura, quem sabe venham a gostar dessa obra.

Nota:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google+