0

[Resenha] Batman: Criaturas da Noite

em quinta-feira, 5 de abril de 2018
Batman: Criaturas da Noite
Lendas da DC vol. 02
Marie Lu
256 Páginas
Editora Arqueiro

Batman: Criaturas da Noite escrito por Marie Lu é o segundo volume da série Lendas da DC, onde cada volume trará a história de um importante personagem da DC, escrito por autores diversos.

O primeiro livro trouxe uma das aventuras da Mulher Maravilha, sendo os próximos da Mulher-Gato e Superman. Estou muito ansiosa para continuar a leitura dessa série, onde os dois primeiros volumes me surpreendeu, me deixando ansiosa por mais.

Neste volume, conhecemos um pouco mais sobre a adolescência de Bruce Wayne, antes de ele tornar-se o conhecido Cavaleiro das Trevas. Ele ainda não é o detetive frio, inteligente, estrategista que conhecemos nos quadrinhos; ele é um jovem preste a receber a herança, um tanto entediado que acaba aprontando algo para poder sair da rotina.

E assim, no seu aniversário de 18 anos, Bruce faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.

Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Esse grupo usa dos ideais do Robin Hood, roubando dos pobres, mas usando da força e violência para conseguirem o que querem, assassinando as pessoas da força mais cruel possível. Madeleine ainda não tinha falado com ninguém da polícia ou com os médicos, mas resolve se abrir com Bruce, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.

Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham?

Marie Lu é conhecida pela trilogia Jovens de Elite e Legend, e traz uma narrativa envolvente, com um ritmo alucinante, onde o leitor não consegue parar de ler. Bruce acaba sendo usado devido a falta de malícia e inteligência, ele ainda é jovem, inexperiente, longe de ser o Cavaleiro das Trevas.

Enquanto que o livro da Mulher Maravilha eu senti que a história demorou para engrenar, a trama do Batman acontece de forma rápida, sem enrolações, mostrando o lado imaturo e falho de Bruce, ao mesmo tempo, temos um deslumbre do herói que conhecemos, aquele que não conta com nenhum super poder para ajudar os outros.


A história poderá não agradar aos fãs do herói, pois não tem todas as características que gostamos do personagem, mas foi uma história que funcionou comigo. Eu gostei de saber um pouco mais da adolescência de Bruce, que ainda está tentando descobrir o que fará com a vida. Foi uma leitura rápida, que me envolveu do inicio ao fim. E que venha a história da Mulher Gato que será escrito por Sarah J. Maas!

Nota:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google+