11

[Resenha] Contagem Regressiva

em quinta-feira, 12 de abril de 2018
Contagem Regressiva
Ken Follett
320 Páginas
Editora Arqueiro

Contagem Regressiva escrito por Ken Follett traz um thriller surpreendente, de tirar o fôlego.

Eu estava buscando um livro de outro gênero, que me fizesse sair da minha zona de conforto literária. As minhas últimas leituras foram romances de época e erótico, e não tinha me aventurado em nenhum livro que fosse diferente desses que eu estou acostumada.

Quando vi o lançamento da editora com um título escrito por Ken Follett, resolvi me arriscar. É o primeiro livro que li de Follett, e fui muito surpreendida. Não consigo apontar como o melhor livro do autor, pois sei que tenho uma grande lista de títulos para conferir, mas a história me deixou com aquele gostinho de quero mais, empolgada para ler os outros livros.

A trama se passa no de 1958, onde os Estados Unidos estão prestes a lançar o seu primeiro satélite, numa tentativa desesperada de se equiparar a União Soviética, e acompanhamos o nosso protagonista Luke em sua luta para descobrir fatos do próprio passado. Em certa manhã, ele acorda no chão de uma estação de trem, sem qualquer memória, até do próprio nome. Quando se convence de que é um morador de rua que sofre de alcoolismo, uma matéria no jornal sobre o lançamento de um satélite chama sua atenção e o faz desconfiar de que sua situação não é o que parece.

Assim Luke inicia uma corrida frenética para remontar a história da própria vida e juntar os pedaços da sua memória. Descobrindo segredos da esposa, melhor amigo e da mulher que um dia amou, Luke precisa correr contra o tempo para desvendar a verdade por trás das mentiras que foram contados, e das traições de pessoas próximas.

A história é envolvente, daquelas que prende a atenção do leitor desde a primeira página. A trama se passa em poucos dias, o que faz com que o leitor fique ainda mais ansioso para saber tudo o que está acontecendo, e quais são as verdades e mentiras que os personagens estão contando. O autor construiu uma trama de suspense recheada de segredo e traições, amizade e amor, junto a um ritmo frenético, que faz com o que leitor seja surpreendido a cada revelação. Além do momento presente, ainda temos passagens do passado na época da Segunda Guerra Mundial e também no período pós-guerra, onde evidencia o que aconteceu aos personagens justificando o que estão vivendo no presente.


Os personagens são marcantes, falhos e o leitor compreende o motivo de várias atitudes que acontecem no decorrer da história. Foi uma leitura que terminei em poucas horas devido a minha empolgação para conclui-la. Contagem Regressiva traz uma ótima história, com uma narrativa surpreendente. Estou bem curiosa para conferir os outros livros do autor, pois fiquei fã apenas com a leitura desse título.

Nota:



11 comentários:

  1. Eu nunca li nada do Follett, mas dizem que suas tramas realmente são surpreendentes. Então saber que para sua primeira experiência considerou a história envolvente e pelo visto eletrizante eu sei que preciso ler, seja pelo suspense ou pelos personagens marcantes, eu quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Preciso confessar que a capa do livro não me chamou muita atenção, por mais que o título seja bem marcante.
    Eu não sei se compraria se o visse numa livraria, mas a sua resenha me deixou tão curiosa e despertou tanto a minha atenção que eu sinto que preciso desse livro hahahaha. Eu adoro esse estilo de livro, gosto de surpresas!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada do autor, mas morro de curiosidade porque ouço elogios e também porque essa mistura de história com ficção me chama muito atenção.
    Valeu pela dica
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi!! Ler Ken é muito maravilhoso, ele tem uma maneira única de envolver os pequenos detalhes e tecer uma trama gigante que nos deixa de boca aberta. Este livro eu ainda não conhecia, e achei muito interessante essa ambientação no final da década de 50, e toda a corrida espacial dos EUA com a Rússia. O mistério de como o protagonista acorda sem se lembrar de nada, e toda a trama e segredos ocultos sobre sua vida é muito curioso. Parabéns pela ótima resenha!

    Bjoxx ~ http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Ta aí um autor que tenho curiosidade em conhecer. Vejo ótimos comentários sobre sua escrita e como aborda bastante sobre elementos históricos importantes na composição de suas tramas, além de trazer bons suspenses.
    Essa leitura deve ser incrível e fiquei com vontade de ler essa história.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi falar muito desse autor! Quero ler os livros dele. Nem sei por qual começarei.kkkkkkk...

    Amo livros cheios de suspense e gosto de histórias sobre amnésia. Falando nisso, faz séculos que não leio um livro com essa temática. Com certeza apostarei nesse livro (apesar dessa questão política de Estados Unidos e União Soviética não me agradar), só não sei quando!rsrs

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu sempre vejo falando sobre os livros do autor, mas confesso que nunca senti muita curiosidade de ler. Esse eu ainda não conhecia, mas apesar dos seus elogios, não despertou minha curiosidade. Talvez se fosse em um outro contexto histórico eu até me interessasse mais, porém, a época da Guerra Fria nunca chamou muito minha atenção, especialmente depois que estudei na faculdade.
    No entanto, gostei de saber que a leitura é tão envolvente e que a trama foi bem construída pelo autor. Adorei sua resenha e, quem sabe, algum dia eu procuro algum livro dele para ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Só conhecia os livros históricos do autor, não sabia sobre esse. Confesso que sempre quis ler algo dele, mas o tamanho dos livros sempre me assustou um pouco. Esse é menor, então já me interessei. Ainda mais sabendo que tem um bom suspense.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Esse ano decidi que preciso me aventurar mais pelos gêneros e ler autores que há muito tempo tenho curiosidade, Ken se encaixa nessa última categoria, suas obras há algum tempo vem me chamando a atenção e cada nova resenha que leio sobre, fico mais curiosa.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi,

    Estou a anos na esperança de ter coragem e começar a leitura de alguma obra do Follett, mesmo não sendo muito a minha praia, acho válido se aventurar em algo novo. Você me deixou com a curiosidade de me aventurar a partir deste, só preciso criar coragem.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Olá Carla,
    faz tanto tempo que não venho aqui que nem sabia que estava sentindo saudades até ler sua resenha, que por sinal está maravilhosa. Eu também tenho lido quase que unanimente romances (época, erótico, contemporâneo), sempre que posso busco sair da minha zona de conforto e dar chance a novos gêneros mas ler romance é tão natural que quando vejo já retomei o ciclo. Ler algo do Ken é uma meta que tenho a algum tempo mas ainda não consegui cumprir, e quando o fizer gostaria de começar por este livro também que despertou meu interesse e realmente parece ser uma leitura de tirar o folego.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir

 
Google+