0

[Resenha] Nada Escapa a Lady Whistledown

em terça-feira, 26 de junho de 2018
Nada Escapa a Lady Whistledown
Lady Whistledown vol. 02
Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins, Mia Ryan
Editora Arqueiro
320 páginas


Nada Escapa a Lady Whistledown é o segundo volume das crônicas de Lady Whistledown, com quatro história encantadoras e divertidas. Neste volume, as histórias tem como pano de fundo, o baile oferecido por lady Trowbridge e uma patinação no gelo.

 Suzanne Enoch - Um Amor Verdadeiro
"Um futuro noivo fica sabendo que o comportamento escandaloso de sua bela prometida foi parar na coluna de lady Whistledown e volta correndo para Londres com o intuito de ganhar o coração da moça de uma vez por todas."

Que história deliciosa! Impossível não se divertir com o relacionamento entre Anne e Maximilian, duas pessoas teimosas que não querem ceder.

Anne fora prometida para Maximilian ainda bebê e nunca conheceu o seu noivo. Como não fora cortejada devidamente, insiste em recusar o noivado. Até que Maximilian aparece, e ela começa a conhecê-lo verdadeiramente.

E que homem! Maximilian não mede esforços para conquistá-la e mostrar para Anne que ele é muito mais do que os boatos dizem sobre ele. A cada encontro, a cada resistência, Maxmilian fica ainda mais determinado em conquistá-la e mesmo tentando resistir, Anne sabe que está se apaixonando.

História muito fofa, que abre esse livro com perfeição!

Karen Hawkins - Dois Corações
“Um conhecido libertino tem sua amizade mais antiga e seu coração postos à prova quando uma adorável dama se encanta por outro cavalheiro.”

Eu adorei esse romance escrito por Karen Hawkins, onde acompanhei esse adorável libertino descobrindo-se apaixonado pela melhor amiga, e sem saber como conquistá-la. Ela conhecia todos os seus defeitos e era imune ao seu charme, como convencê-la de que foram feitos um para o outro?

Claro que não falta diálogos divertidos, e foi fofo acompanhar eles descobrindo que estavam apaixonados. Uma história linda e divertida, que ficará marcada no meu coração.

Mia Ryan - Uma dúzia de beijos
“Uma jovem é despejada da própria casa por um detestável – embora charmoso – marquês que pretende tomar posse não apenas do imóvel, mas também de sua antiga moradora.”

Confesso que foi a história não me conquistou. Eu entendi o drama pessoal de cada um dos personagens, mas eles não me cativaram. Tentei me conectar aos personagens, ficar empolgada com o romance, mas senti que foi tudo muito superficial, e acabei não gostando da leitura.

Julia Quinn - Trinta e Seis Cartões de Amor
“A alta sociedade está em polvorosa, afinal a debutante mais promissora da temporada foi rejeitada por seu pretendente... apenas para ser conquistada em seguida pelo charmoso irmão mais velho do canalha que não a quis.”

E para encerrar o livro com chave de ouro, temos a história contada por Julia Quinn, com um casal apaixonante e marcante, que conquistam desde a primeira página. Foi adorável acompanhar o romance entre eles, que acontece quando começam a se conhecer mais, deixando para trás o que ocorrido no passado da mocinha.

Mais uma vez, fui surpreendida ao conhecer um pouco mais da escrita de três autoras, até então desconhecidas para mim. Com exceção da história de Mia Ryan que não me conquistou, foi muito divertido e encantador acompanhar o romance de Suzanne Enoch e Karen Hawkins, onde fiquei torcendo para os casais desde a primeira página.

A minha única ressalva com o livro é... que fiquei com a sensação de quero mais! Sim, cada história deixa aquele gostinho, aquela curiosidade em descobrir como seria se tivéssemos uma história com mais páginas para cada casal. Claro que cada uma das crônicas encerra maravilhosamente, mas eu sempre fico com aquela sensação de que poderíamos ter mais. Mas isso é um gosto pessoal, e posso dizer que a leitura vale muito a pena e vai conquistar muitos leitores.


Só posso dizer que é um belo livro e vai conquistar todos os leitores!

Nota:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google+