0

[Resenha] A Duquesa Feia

em segunda-feira, 8 de outubro de 2018
 Duquesa Feia
Contos de Fadas vol. 03
Eloisa James
272 Páginas
Editora Arqueiro

A Duquesa Feia escrito por Eloisa James, é o terceiro volume da série Contos de Fadas, e o romance é baseado no conto O Patinho Feio.

Eu estou adorando acompanhar essa série, onde cada volume traz uma história singular, com um toque especial dos contos de fadas. Estou apaixonada com a história, e a Duquesa Feia foi uma grata surpresa. E o que chama a atenção nas protagonistas criadas por Eloisa, é que todas são fortes e decididas. Theo tinha tudo para ser uma jovem fraca, que ficaria a chorar por tudo, mas quando a dificuldade surge, ela toma as rédeas da situação e começa a fazer as próprias escolhas, sem se importar com a sociedade.

Na trama, Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Eles são amigos desde a infância, conhecem cada um dos segredos, gostos e anseios, e Theo nunca pensou que James sentisse alguma atração por ela.

Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado. Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses.

James foi obrigado pelo pai a pedir Theo em casamento para ficar com o dote e assim salvar o nome da família. Ele não queria macular a amizade que tinha por ela, assim como acreditava que existia uma chance de eles realmente se apaixonarem, e terem um casamento feliz. Até que Theo descobre essa verdade, e não acredita que James algum dia a amou de verdade.

Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.

Que casal adorável! Temos a oportunidade de conhecer o relacionamento de Theo e James quando eles ainda são inexperientes no amor, influenciados pelas escolhas dos familiares. E depois, conhecê-los após a passagem de alguns anos, onde amadureceram diante do sofrimento e do afastamento que se impuseram.

Theo sempre sofreu por ser apelidada como Duquesa Feia, e não consegue acreditar que James a acha bonita. Ela tem uma confiança frágil, e se cerca de regras e rotinas para que não precise sofrer, ou encarar a sociedade que a rotulou. Mesmo se transformando em uma mulher dona das próprias opiniões, e se tornando alguém bem-sucedida, se sente frágil por não ter ninguém que a ame como ela é.

James descobre que sempre foi apaixonado por Theo, e mesmo diante da mentira que precisou contar, ele acredita que conseguirão ficar juntos, e ela vai amá-lo também. Mas depois da separação, ele não consegue ter coragem de voltar e encarar o que aconteceu, e quem sabe se reconciliarem. James passou por uma grande transformação depois da separação. Antes, ele era um jovem aristocrata, educado, leal, e depois, acabou se transformando em um homem forte, tatuado, cheio de cicatrizes, que sabe o que quer e fará de tudo para conseguir. Mesmo se tornando algo diferente do que era quando jovem, James ainda é um homem honrado e apaixonado pela melhor amiga e esposa.

E precisou do tempo para eles descobrirem o quanto foram imaturos no passado, ao não enfrentarem as dificuldades que surgiram no início do casamento.

O romance é daqueles fofos, onde você inicia e não consegue mais parar. O casal é apaixonante, o leitor entende a dificuldade que sentem em se entregarem, assim como confiarem totalmente um no outro. A narrativa da autora é envolvente, fluída e deixa o leitor com aquele gostinho de quero mais. A duquesa feia é aquele romance que leva o leitor a sentir os mais diversos sentimentos, com vontade de ler mais histórias da autora.

Nota:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google+