0

[Resenha] Incendeia-me

em terça-feira, 28 de maio de 2019
Incendeia-me
Estilhaça-me vol. 03
Tahereh Mafi
384 Páginas
Editora Novo Conceito

Incendeia-me escrito por Tahereh Mafi é o terceiro volume da série Estilhaça-me, e encerra a primeira parte da história de Juliette. Inicialmente, Incendeia-me era o último livro da história, mas a autora anunciou a publicação de mais três livros, continuando a história dos personagens.

Após os acontecimentos finais do segundo livro, Juliette decide que é hora de lutar, de acabar com o Restabelecimento. E para destruir o homem que quase a matou, ela contará com a ajuda de alguém que nunca imaginou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira.

Confesso que esperava mais dessa trama, e ela me decepcionou em alguns pontos. Começando por Juliette, que de uma jovem perdida nos conflitos internos e fantasmas da própria mente, se transforma em uma jovem decidida a acabar com um regime politico e opressor. E essa mudança, acontece de forma muito rápida, onde senti que eu "tropeçava" nesses acontecimentos, e quando notei, ela já estava lutando sozinha contra todos que um dia a feriu.

Enquanto Juliette se transformava e se fortalecia, Adam foi um personagem que se tornou obsoleto na trama. Não consegui entender no que a autora transformou o personagem, de alguém protetor para um jovem estúpido. Desde o segundo volume que senti que a autora foi ignorando a evolução de Adam na trama, fazendo com que ele se tornasse um personagem insuportável no decorrer dos acontecimentos.

E quem realmente teve destaque na trama, foi Warner. O que demonstrava que seria o vilão da história, desde o volume anterior, acompanhamos a redenção do personagem, mostrando a verdade sobre suas atitudes no decorrer da trama. Dessa forma, notamos que nunca existiu um triângulo amoroso, mas a certeza de quem era o verdadeiro casal da história.

Mesmo sendo um personagem secundário, Kenji é aquele tipo de pessoa essencial para a trama, que diz a verdade nos momentos certos, e que está disposto a tudo pelos amigos. E é claro que é um dos meus personagens favoritos da história.

Desde que li o primeiro livro, já sabia que a trama não seria focada nos momentos de ação, mas no amadurecimento de Juliette. E mesmo sabendo disso, confesso que me decepcionei com o final, onde tudo acontece rapidamente. Em um momento, eles estavam se preparando, e no seguinte, tudo estava resolvido. O final foi muito rápido e deixou muitas perguntas no ar, e espero que seja respondido nos próximos três livros.

Mesmo sabendo que teremos mais publicações, me sinto insegura com o que a autora fará com os personagens. Pois mesmo com respostas que faltaram, não havia necessidade de uma continuação, o que nos resta aguardar para saber o que acontecerá em seguida.

Nota:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Google+